A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
Pé diabético

Pré-visualização | Página 6 de 6

inverno e de algodão no verão, evitando 
aquelas feitas com fios sintéticos. As meias deverão ser trocadas diariamente para 
manutenção de boa higiene local. 
6. Usar sapatos confortáveis que não comprimam os dedos e o próprio pé; esses sapatos 
devem ser mantidos em boas condições. 
7. Examinar internamente os sapatos antes de calçá-los no sentido de verificar se não há 
pregos ou outros corpos estranhos, e se o forro não está rasgado, pois nessas condições 
pode provocar lesão cutânea. 
8. Evitar a aplicação de calor de qualquer espécie, como bolsas de água quente, almofadas 
elétricas, lâmpadas infravermelhas etc.; quando expostos ao sol, os pés e pernas devem 
estar adequadamente protegidos para que não ocorram queimaduras. 
9. Não cortar os calos sozinho e nem usar calicidas para removê-los, porque são 
substâncias irritantes que podem lesionar a pele. 
10. Nunca usar antissépticos fortes na pele, particularmente tintura de iodo. Se houver 
ferimento, a região deverá ser lavada com água e sabão, e a antissepsia realizada com 
substâncias suaves, como, por exemplo, a água boricada. Está contraindicado o uso de 
qualquer tipo de fita adesiva (esparadrapo ou similar) diretamente na pele dos pés. 
11. Procurar um profissional habilitado para tratar os calos, fissuras e unhas grossas e 
descoloridas. 
 
 
 
16