A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
Tributação Sociedades Cooperativas

Pré-visualização | Página 1 de 3

TRIBUTAÇÃO SOCIEDADES COOPERATIVAS 
(consumo, crédito, educacional, infraestrutura, habitacional, produção, saúde, trabalho, 
transporte, agropecuário). 
 
RAMO CONSUMO 
 
Da cooperativa: 
 COFINS/Faturamento – alíquota de 7,6% sobre receita mensal (não cumulativo); 
PIS/Faturamento – alíquota de 1,65% sobre receita mensal (não cumulativo); 
IRPJ – 15% sobre as sobras apuradas no período + adicional de 10% para parcela 
excedente ao valor de R$ 20.000,00 mensal; 
CSLL – 9% sobre as sobras apuradas no período. 
ICMS – Estado de São Paulo 18%; 
INSS – 20% sobre o valor das remunerações dos Diretores e Conselheiros Fiscais. 
 
Quando tiver funcionários: 
INSS sobre folha de pagamento de funcionários 20%, mais 1%, 2% ou 3% dependendo 
do grau de incidência da capacidade laborativa (GILRAT), mais 5,8% devido a outras 
entidades, se não tiver convênio com o salário educação; 
FGTS – A alíquota de 8% sobre a folha de empregados; 
 
Do cooperado: 
IRRF – tabela progressiva do IRPF. 
Diretores e Conselheiros Fiscais – Se receberem cédula de presença e/ou honorários 
deverão pagar sobre esse valor 11% de INSS. 
 
RAMO CRÉDITO 
 
Da cooperativa: 
COFINS/Faturamento – alíquota de 4% sobre receita mensal (cumulativo); 
PIS/Faturamento – alíquota de 0,65% sobre receita mensal (cumulativo); De acordo com 
a Lei 11.051/04 artigo 30, existem algumas exclusões que podem ser usadas para 
diminuição da base de cálculo do PIS e da COFINS. 
IRPJ (atos não cooperativos) – 15% sobre as sobras apuradas no período + adicional de 
10% para parcela excedente ao valor de R$ 20.000,00 mensal; 
CSLL (atos não cooperativos) – 9% sobre as sobras apuradas no período; 
ISS - a alíquota depende de cada município; 
INSS – 20% sobre o valor das remunerações dos Diretores e Conselheiros Fiscais. 
 
Quando tiver funcionários: 
 
INSS sobre folha de pagamento de funcionários 20%, mais 1%, 2% ou 3% dependendo 
do grau de incidência da capacidade laborativa (GILRAT), mais 5,8% devido a outras 
entidades, se não tiver convênio com o salário educação; 
INSS alíquota adicional de 2,5%; 
FGTS – A alíquota de 8% sobre a folha de empregados; 
PIS/Folha de Pagamento – alíquota 1% ** 
 
Do cooperado: 
IRRF – Sobre os rendimentos de Aplicações 
IOF – Adicional de 0,38% sobre operação – a partir de janeiro de 2008. 
Diretores e Conselheiros Fiscais – Se receberem cédula de presença e/ou honorários 
deverão pagar sobre esse valor 11% de INSS. 
 
** Se fizer uso de qualquer exclusão na apuração pelo faturamento, deverá recolher 
também sobre a folha; 
 
RAMO EDUCACIONAL 
 
Cooperativa de Professores 
 
Da cooperativa: 
COFINS/Faturamento – alíquota de 3% sobre receita mensal (cumulativo); 
PIS/Faturamento – alíquota de 0,65% sobre receita mensal (cumulativo); 
Na retenção pelo tomador dos serviços: o tomador deverá reter 3% de COFINS e 0,65% 
de PIS, sobre a receita bruta auferida se o valor da prestação de serviços for maior ou 
igual a R$ 273,98 (duzentos e setenta e três reais e noventa e oito centavos); Lei 
10.833/03, Lei 10.925/04 Lei 13.137/15. 
IRPJ (atos não cooperativos) – 15% sobre as sobras apuradas no período + adicional de 
10% para parcela excedente ao valor de R$ 20.000,00 mensal; 
CSLL (atos não cooperativos) – 9% sobre as sobras apuradas no período; 
ISS – a alíquota depende de cada município; 
INSS – 20% sobre o valor das remunerações dos Diretores e Conselheiros Fiscais. 
 
Quando tiver funcionários: 
INSS sobre folha de pagamento de funcionários 20%, mais 1%, 2% ou 3% dependendo 
do grau de incidência da capacidade laborativa (GILRAT), mais 5,8% devido a outras 
entidades, se não tiver convênio com o salário educação; 
FGTS – A alíquota de 8% sobre a folha de empregados; 
 
Do cooperado: 
INSS – retenção 20% (prestação de serviços para pessoa jurídica ou física) sobre a sua 
remuneração; 
IRRF – tabela progressiva do IRPF. 
Diretores e Conselheiros Fiscais – Se receberem cédula de presença e/ou honorários 
deverão pagar sobre esse valor 11% de INSS. 
 
RAMO EDUCACIONAL 
 
Cooperativa de Pais de Alunos 
 
Da cooperativa: 
COFINS/Faturamento – alíquota de 3% sobre receita mensal (cumulativo); 
PIS/Faturamento – alíquota de 0,65% sobre receita mensal (cumulativo); 
IRPJ (atos não cooperativos) – 15% sobre as sobras apuradas no período + adicional de 
10% para parcela excedente ao valor de R$ 20.000,00 mensal; 
 
 
 
 
Quando tiver funcionários: 
INSS sobre folha de pagamento de funcionários 20%, mais 1%, 2% ou 3% dependendo 
do grau de incidência da capacidade laborativa (GILRAT), mais 5,8% devido a outras 
entidades, se não tiver convênio com o salário educação; 
FGTS – A alíquota de 8% sobre a folha de empregados; 
 
Do cooperado: 
INSS – 20% (prestação de serviços para pessoa jurídica ou física) sobre a sua 
remuneração; 
IRRF – tabela progressiva do IRPF; 
Diretores e Conselheiros Fiscais – Se receberem cédula de presença e/ou honorários 
deverão pagar sobre esse valor 11% de INSS. 
 
RAMO EDUCACIONAL 
 
Cooperativa de Alunos 
 
Da cooperativa: 
COFINS/Faturamento – alíquota de 3% sobre receita mensal (cumulativo); 
PIS/Faturamento – alíquota de 0,65% sobre receita mensal (cumulativo); 
IRPJ (atos não cooperativos) – 15% sobre as sobras apuradas no período + adicional de 
10% para parcela excedente ao valor de R$ 20.000,00 mensal; CSLL (atos não 
cooperativos) – 9% sobre as sobras apuradas no período; 
ICMS – 12 ou 18 % (depende do objeto da cooperativa); 
INSS – 20% sobre o valor das remunerações dos Diretores e Conselheiros Fiscais 
 
Quando tiver funcionários: 
INSS sobre folha de pagamento de funcionários 20%, mais 1%, 2% ou 3% dependendo 
do grau de incidência da capacidade laborativa (GILRAT), mais 5,8% devido a outras 
entidades, se não tiver convênio com o salário educação; 
FGTS – A alíquota de 8% sobre a folha de empregados; Do cooperado: 
INSS – 20% (prestação de serviços para pessoa jurídica ou física) sobre a sua 
remuneração; 
IRRF – tabela progressiva do IRPF; 
Diretores e Conselheiros Fiscais – Se receberem cédula de presença e/ou honorários 
deverão pagar sobre esse valor 11% de INSS. 
 
RAMO DE INFRAESTRUTURA 
 
Da cooperativa: 
COFINS/Faturamento – alíquota de 3% sobre receita mensal (cumulativo); 
PIS/Faturamento – alíquota de 0,65% sobre receita mensal (cumulativo); De acordo com 
a lei 10.684/03 artigo 17, existem algumas exclusões que podem ser usadas para 
diminuição da base de cálculo do PIS e da COFINS. 
IRPJ (atos não cooperativos) – 15% sobre as sobras apuradas no período + adicional de 
10% para parcela excedente ao valor de R$ 20.000,00 mensal; 
CSLL (atos não cooperativos) – 9% sobre as sobras apuradas no período; 
INSS – 20% sobre o valor das remunerações dos Diretores e Conselheiros Fiscais; 
 
Quando tiver funcionários: 
INSS sobre folha de pagamento de funcionários 20%, mais 1%, 2% ou 3% dependendo 
do grau de incidência da capacidade laborativa (GILRAT), mais 5,8% devido a outras 
entidades, se não tiver convênio com o salário educação; 
FGTS – A alíquota de 8% sobre a folha de empregados; 
PIS/Folha de Pagamento – alíquota 1% ** 
 
Do cooperado: 
ICMS – alíquota de 0, 12, 18 ou 25% dependerá do consumo do cooperado. 
 
** Se fizer uso de qualquer exclusão na apuração pelo faturamento, deverá recolher 
também sobre a folha; 
 
RAMO HABITACIONAL 
 
Da cooperativa: 
COFINS/Faturamento – alíquota de 3% sobre receita mensal (cumulativo); 
PIS/Faturamento – alíquota de 0,65% sobre receita mensal (cumulativo); 
IRPJ (atos não cooperativos) – 15% sobre as sobras apuradas no período + adicional de 
10% para parcela excedente ao valor de R$ 20.000,00 mensal; 
CSLL (atos não cooperativos) – 9% sobre as sobras apuradas no período; 
INSS – 20% sobre o valor das remunerações dos Diretores e Conselheiros Fiscais; 
 
Quando tiver funcionários: 
INSS sobre folha de pagamento de funcionários 20%, mais 1%, 2% ou 3% dependendo