Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Modelo de seleção por consequências

Pré-visualização | Página 1 de 1

Modelos de causalidade 
 A Análise do Comportamento, baseada no 
Behaviorismo Radical, tem como fundamento um modelo 
de causalidade. 
→ Esse modelo compreende a origem, causas, 
efeitos e relações entre eventos a serem 
investigados. 
O modelo de causalidade da Análise de 
comportamento é o de Seleção por Consequências. 
 
Seleção por Consequências 
Faz uma análise mais profunda das causas do 
comportamento, levando em consideração o sujeito em 
sua totalidade (bio-psico-social). 
É um modelo selecionista, no qual o ambiente é o 
agente selecionador. 
→ Características mais adaptadas e reforçadas 
se tornam mais frequentes. 
 
Para criar esse modelo, 
Skinner se baseou nas 
proposições de Charles 
Darwin sobre a evolução 
das espécies e concebeu 
que o comportamento 
humano é produto da 
interação entre variáveis pertencentes a três níveis de 
seleção: 
 características fisiológicas e 
anatômicas das espécies 
e a herança genética, 
relações 
comportamentais inatas 
(reflexos), sensibilidade ao 
condicionamento respondente e operante 
(aprendizagem). Torna o indivíduo igual a sua espécie. 
 
 história individual, repertório 
comportamental adquirido ao longo da vida 
(experiências e vivências), 
possibilidade de criar novas 
respostas e de desenvolver um 
ambiente social (comportamento verbal). Torna o 
indivíduo único em sua espécie. 
 
 Estabelece a função reforçadora ou 
aversiva de um indivíduo em sociedade. 
Práticas culturais que são 
transmitidas através do 
comportamento verbal e 
linguagem (entre 
gerações). Permite que os 
indivíduos possam ter conhecimento sobre o que 
não viveram. 
✓ aprender com a experiência do outro; 
✓ produzir e acumular experiências e 
conhecimentos; 
✓ organizar e difundir estilos de vida e 
organização; 
✓ aquisição do repertório denominado 
“consciência” (observação e descrição dos 
próprios comportamentos). 
 
Importante: a sensibilidade ao reforço e repertório 
modelado pelo condicionamento operante possibilita o 
nível ontogenético. Este por sua vez, com a emergência 
do comportamento verbal, propicia o nível cultural. 
 
Sobre o psicólogo 
Irá compreender, analisar e intervir sobre o 
comportamento humano. 
→ Considerando os três níveis de seleção 
O analista do comportamento acredita que o que fazemos 
é selecionado pelas consequências de nossa ação. 
→ Noção de causalidade do modelo de seleção por 
consequências. 
 
 
Fonte: SAMPAIO, A. A. S.; ANDERY, M. A. P. A. Seleção por 
consequências como modelo de causalidade e a clínica analítico-
comportamental. Em: BORGES, N. B.; CASSAS, F. A. Clínica analítico -
comportamental: aspectos teóricos e práticos. Cap. 7 Porto Alegre: 
ARTMED, 2012 (p. 77 – 86).