A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
ATIVIDADE ONLINE 2 - ONLINE 2021_1

Pré-visualização | Página 1 de 2

/
PainelMeus cursosCiências Sociais.AVALIAÇÕES DO PERÍODO 2021/1ATIVIDADE ONLINE 2 - ONLINE 2021/1
Iniciado em terça, 2 Mar 2021, 14:07
Estado Finalizada
Concluída em terça, 2 Mar 2021, 15:15
Tempo empregado 1 hora 8 minutos
Avaliar 2,00 de um máximo de 2,00(100%)
Questão 1
Correto
Atingiu 0,20 de 0,20
Segundo Octavio Ianni (2000), os intérpretes da realidade brasileira podem ser agrupados conforme
os temas abordados ou classificados de acordo com critérios de pioneirismo e inovação. Diante
disso, podemos destacar três diferentes fases durante a implantação da Sociologia no Brasil.
 
IANNI, O. Tendências do pensamento brasileiro. Tempo Social: revista de Sociologia da Universidade
de São Paulo (USP), São Paulo, v. 12, n. 2, p. 55-74, nov. 2000. Disponível em:
http://www.revistas.usp.br/ts/article/view/12334/14111. Acesso em: 2 fev. 2019.
 
Assinale a alternativa que diferencia tais fases:
 
Escolha uma opção:
a. A primeira fase é representada por intelectuais com pouco interesse na identidade da
população brasileira. Na segunda fase, existe uma preocupação de buscar novos métodos de
pesquisa para a Sociologia. A terceira fase se caracteriza por uma Sociologia menos crítica.
b. A primeira fase é representada por intelectuais dispostos a fazer uma leitura histórica sobre
a realidade brasileira. Na segunda fase, existe uma preocupação de buscar novos métodos de
pesquisa para a Sociologia. A terceira fase se caracteriza por uma Sociologia menos
sistematizada.
c. A primeira fase é representada por intelectuais e literatos dispostos a fazer uma leitura
histórica sobre a realidade brasileira. A segunda fase agrega estudos sob uma das perspectivas
metodológicas da pesquisa sociológica, que é a pesquisa de campo. E a terceira fase se
caracteriza por uma Sociologia científica, consolidada como disciplina acadêmica. 
d. A primeira fase é representada por intelectuais sem interesse na identidade da população
brasileira. A segunda fase agrega uma das perspectivas metodológicas da pesquisa sociológica,
que é a pesquisa de campo. E a terceira fase se caracteriza por uma Sociologia científica,
consolidada como disciplina acadêmica.
e. A primeira fase se caracteriza por uma Sociologia acrítica. A segunda fase agrega uma das
perspectivas metodológicas da pesquisa sociológica, que é a pesquisa de campo. E a terceira fase
se caracteriza por uma Sociologia científica, consolidada como disciplina acadêmica.
https://moodle.ead.unifcv.edu.br/my/
https://moodle.ead.unifcv.edu.br/course/view.php?id=344
https://moodle.ead.unifcv.edu.br/course/view.php?id=344#section-6
https://moodle.ead.unifcv.edu.br/mod/quiz/view.php?id=6258
/
Questão 2
Correto
Atingiu 0,20 de 0,20
“Todo brasileiro, mesmo o alvo, de cabelo louro, traz na alma e no corpo – há muita gente de
jenipapo ou mancha mongólica pelo Brasil – a sombra, ou pelo menos a pinta, do indígena ou do
negro. No litoral, do Maranhão ao Rio Grande do Sul e em Minas Gerais, principalmente do negro. A
influência direta, ou vaga e remota, do africano. Na ternura, na mímica excessiva, no catolicismo em
que se deliciam nossos sentidos, na música, no andar, na fala, no canto de ninar menino pequeno,
em tudo que é expressão sincera de vida, trazemos quase todos a marca da influência negra. Da
escrava ou ama que nos embalou. Que nos deu de mamar [...]” (FREYRE, 1975, p. 283).
FREYRE, G. Casa-grande & senzala. 17. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1975.
 
Na citação apresentada, Gilberto Freyre demonstra o seu posicionamento sobre a miscigenação no
Brasil, que constituiu uma democracia racial. Assinale a alternativa que melhor define esse conceito.
Escolha uma opção:
a. O conceito de democracia racial é desenvolvido por Gilberto Freyre em “A integração do
negro na sociedade de classes”. Segundo o autor, havia, no Brasil, uma convivência harmônica
entre colonizadores, negros e indígenas, motivada pela miscigenação, que, sob sua perspectiva,
ocorreu por meio de conflitos, mas se colocava de forma igualitária no Brasil.
b. O conceito de democracia racial é desenvolvido por Gilberto Freyre em “Casa-grande &
senzala”. Segundo o autor, havia, no Brasil, uma convivência harmônica entre colonizadores,
negros e indígenas, motivada pela miscigenação, que, sob sua perspectiva, ocorreu
pacificamente e se colocava de forma igualitária na sociedade brasileira. 
c. O conceito de democracia racial é desenvolvido por Gilberto Freyre em “Casa-grande &
senzala”. Segundo o autor, havia, no Brasil, uma convivência harmônica entre os colonizadores,
mas a miscigenação entre povos negros e indígenas causou conflitos e desigualdades sociais. A
igualdade ocorreu quando essas populações começaram a conviver cotidianamente.
d. O conceito de democracia racial é desenvolvido por Gilberto Freyre em “Casa-grande &
senzala”. Segundo o autor, havia, no Brasil, uma convivência harmônica entre colonizadores,
negros e indígenas, motivada pelo branqueamento social, que, sob sua perspectiva, ocorreu por
meio de conflitos, mas se colocava de forma igualitária na sociedade brasileira.
e. O conceito de democracia racial é desenvolvido por Gilberto Freyre em “Casa-grande &
senzala”. Segundo o autor, havia, no Brasil, uma convivência exploratória entre colonizadores,
negros e indígenas, motivada pela miscigenação, que, sob sua perspectiva, ocorreu por meio de
conflitos, mas se colocava de forma desigual na sociedade brasileira.
/
Questão 3
Correto
Atingiu 0,20 de 0,20
Florestan Fernandes foi um importante nome da Sociologia crítica no Brasil. Podemos dizer que
Florestan Fernandes é considerado um ícone no processo de consolidação e legitimação das ciências
sociais. Os estudos do sociólogo fizeram com que a Sociologia brasileira conquistasse novos
horizontes teóricos.
 
Diante disso, assinale a alternativa que define, da melhor maneira, a importância de Florestan
Fernandes para a Sociologia brasileira.
 
Escolha uma opção:
a. Florestan Fernandes torna-se imprescindível para a Sociologia, porque, em sua produção
acadêmica, ele apresenta um importante conceito que é a democracia racial. Segundo
Fernandes, a miscigenação ocorre de uma forma pacífica.
b. Florestan Fernandes colabora de forma significativa para a construção do pensamento
sociológico brasileiro, na medida em que, por influência do pensamento de Max Weber,
desenvolve o conceito do homem cordial.
c. Florestan Fernandes resgata o ponto de vista crítico da Sociologia clássica e moderna, com
base no marxismo, recuperando o ponto de vista crítico oferecido pelas condições de vida na
sociedade de classes. 
d. Com base em seus conhecimentos de ciência e física naturais, Florestan Fernandes faz
relatos sobre a terra e a paisagem de Canudos, mas, principalmente, descreve a população
sertaneja do nordeste brasileiro.
e. Florestan Fernandes torna-se importante para a Sociologia, porque, ao realizar vários
estudos denunciando a integração dos índios na sociedade brasileira, busca delinear uma
identidade latino-americana.
/
Questão 4
Correto
Atingiu 0,20 de 0,20
O historiador brasileiro Sérgio Buarque de Holanda foi um dos importantes pensadores do período
pós-1930 no Brasil, pois colaborou, de forma significativa, para a construção do
pensamento sociológico brasileiro. Esse intelectual, que tem influência do pensamento
de Max Weber, publicou, em 1936, o livro “Raízes do Brasil”. Em sua obra, Holanda faz
uma “denúncia” com relação à formação do homem brasileiro.
 
Assinale a alternativa que melhor explica o conceito que expressa isso.
 
Escolha uma opção:
a. Sérgio Buarque de Holanda desenvolveu o conceito de homem cordial, que consiste na
visão de que o brasileiro possui uma cordialidade, no sentido de agir pautado na razão. Essa
cordialidade pode gerar uma confusão entre o público e o privado, o que constitui, de acordo
com o autor, o patrimonialismo.
b. Sérgio Buarque de Holanda desenvolveu o conceito de homem cordial, que consiste na
visão de que o brasileiro possui uma cordialidade, no sentido de agir pautado na emoção,