A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
CONCEITOS EM NUTRIÇÃO ANIMAL

Pré-visualização | Página 1 de 1

CONCEITOS EM NUTRIÇÃO ANIMAL: 
⇢ NUTRIÇÃO ANIMAL: consiste em estudar e conhecer os 
alimentos disponíveis e, os processos de aproveitamento de cada 
animal para o crescimento, produção e reprodução; 
⇢ CONSUMO VOLUNTÁRIO: consiste no limite máximo do apetite 
quando o alimento é oferecido “Ad Libitum”. 
⇢ ALIMENTO: são as substâncias ingeridas pelos animais com o 
propósito de saciar a fome; 
⇢ “RAÇÃO” BALANCEADA: alimento ou mistura de alimentos 
fornecida aos animais, com o propósito de atender suas 
necessidades nutricionais em um período de 24 horas. 
⇢ DIGESTÃO: “simplificação” molecular dos polímeros contidos 
nos alimentos; 
⇢ ABSORÇÃO: “passagem” da luz intestinal para o meio interior 
(sangue) dos monômeros liberados pela digestão dos polímeros 
contidos nos alimentos. 
⇢ CATEGORIA ANIMAL: engloba a idade do animal, sexo (M/F), e 
função produtiva; - Grupo de animais que podem ser alimentados 
com a mesma ração balanceada, e que fazem parte da mesma 
idade, sexo e função produtiva; 
⇢ EXIGÊNCIA NUTRICIONAL: é atender as necessidades diárias da 
categoria animal, para que o mesmo se mantenha sadio, 
exprimindo todo o seu potencial genético; 
⇢ EXIGÊNCIA TOTAL: Mantença + Produção. 
⇢ MANTENÇA: ↬ Faz parte da produção animal; 
↬ Ato de fornecer nutrientes, apenas para o indivíduo realizar 
suas funções vitais; 
↬ Não ocorre ganho de peso; 
⇢ PRODUÇÃO: é o excedente de nutrientes, que será destinado 
para a produção de carne, leite, ovos, lã e seda. 
⇢ PALATABILIDADE: aceitação do animal para um tipo de 
alimento em particular; 
⇢ DIGESTIBILIDADE: propriedade do alimento ser digerido, isto é, 
de ser transformado e assimilado pelo animal, em seu sistema 
digestório. 
⇢ METABOLISMO: conjunto de reações químicas que ocorrem 
nas células, com o objetivo de manter as funções vitais do 
organismo; 
Constituintes Orgânicos: Constituintes Inorgânicos: 
Carboidratos Água 
Lipídeos Sais Minerais 
Proteínas e aminoácidos 
Ácidos nucléicos 
Vitaminas. 
METABOLISMO 
⇢ DIVISÃO DO METABOLISMO: os compostos orgânicos podem ser utilizados, 
por duas vias principais: 
↬ Via anabólica ou anabolismo; (reação de síntese); 
↬ Via catabólica ou catabolismo; (reação de degradação) 
⇢ ANABOLISMO - REAÇÃO DE SÍNTESE: 
↬ Síntese de moléculas complexas à partir de moléculas simples; 
↬ Consumo de energia, na forma de ATP para sua síntese; 
Ex: Síntese de proteínas; Síntese de glicogênio; Síntese de triglicerídeos. 
 
⇢ CATABOLISMO: REAÇÃO DE DEGRADAÇÃO: ↬ Consiste na degradação 
de moléculas complexas em moléculas simples; 
↬ Liberação de energia na forma de ATP; 
Ex: Degradação do amido para obtenção da glicose; Degradação de proteínas 
para obtenção de aminoácidos; Degradação de lipídeos para obtenção de ácidos 
graxos e glicerol; 
 
V IAS METABÓLICAS 
⇢ LIPOGÊNESE: via responsável pela síntese de ácidos graxos, armazenados 
no fígado, principalmente, no tecido adiposo servindo de reserva energética; 
⇢ CETOGÊNESE: síntese de corpos cetônicos em situações de jejum 
prolongado ou no diabetes; 
⇢ CETOGENÓLISE: degradação de corpos cetônicos para formação de Acetil 
CoA, na qual irá suprir as necessidades energéticas do sistema nervoso e 
músculo, em situações de jejum prolongado ou diabetes. 
⇢ GLICOGÊNESE - PROCESSO ATIVADO PELA INSULINA: síntese de glicogênio, 
realizada no fígado e nos músculos, a partir do excesso de glicose no 
organismo, visando o estoque de glicose; 
⇢ GLICOGENÓLISE - PROCESSO ATIVADO PELA GLUCAGON: quebra de 
glicogênio, armazenado no fígado e músculos, liberando moléculas de glicose 
para a produção de energia (ATP); 
⇢ GLICONEOGÊNESE: síntese de glicose, a partir de outros compostos que 
não são carboidratos (lactato, glicerol, aminoácidos), em momentos de baixa 
oferta de glicose para o organismo, afim de possibilitar a obtenção de energia. 
CLASSIFICAÇÃO DOS ALIMENTOS 
⇢ GRUPOS PRÍNCIPAIS: 
Concentrado Volumoso 
Menor que 18% FB/MS Maior que 18% FB/MS 
⇢ CONCENTRADO: alimento de elevado teor de energia utilizável, por unidade 
de peso, em virtude do elevado teor de carboidratos e lipídeos, porém baixo 
teor de fibra bruta (FB). 
Concentrado Basal ou Energético Concentrado Proteico 
 Menor que 20% de PB/MS Menor que 20% de PB/MS 
⇢ VOLUMOSO: alimento de baixo valor energético, por unidade de peso, em 
virtude do elevado teor de fibra bruta (FB). 
↬ Secos (feno); 
↬ Verdes (forrageiras, capineiras, por exemplo); 
↬ Silagens (milho, cana-de-açúcar, sorgo, gramíneas, por exemplo) 
CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DOS 
ALIMENTOS 
⇢ CLASSE 1: Volumosos secos; 
⇢ CLASSE 2: Volumosos verdes; 
⇢ CLASSE 3: Volumosos silagens; 
⇢ CLASSE 4: Concentrados basais ou energéticos (milho); 
⇢ CLASSE 5: Concentrado proteico (farelo de soja); 
⇢ CLASSE 6: Minerais em geral; 
⇢ CLASSE 7: Vitaminas (hidrossolúveis e lipossolúveis); 
⇢ CLASSE 8: Aditivos (antioxidantes, prebióticos). 
QUESTÕES 
1) Defina: 
⇢ Nutrição animal; 
⇢ Ração balanceada; 
⇢ Exigências nutricionais; 
⇢ Categoria animal; 
⇢ Palatabilidade/Digestibilidade; 
⇢ Volumoso; 
⇢ Concentrado: Protéico/Basal ou Energético; Metabolismo/ 
⇢ Catabolismo/Anabolismo; 
⇢ Alimento funcional; 
⇢ Glicogênese, glicogenólise, gliconeogênese. 
 
2) Existem alimentos completos? Explique. 
 
3) Animais com idades diferentes, e/ou de mesma categoria, 
porém com funções produtivas diferentes, e/ou mesma idade, 
porém de sexo diferente, podem ser alimentados com a mesma 
ração balanceada? Explique