A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Crime de Perigo de contágio de moléstia grave

Pré-visualização | Página 1 de 1

Disponível em: Homem com Covid-19 é preso após contaminar maçanetas de carros - Iguatu.Net. Acesso em 06 de março de 2021.
Considerando que, hipoteticamente, a intenção do sujeito seria apenas a de passar a COVID-19, podemos afirmar que houve o crime de:
a) Homicídio simples, artigo 121 do Código penal;
b) Lesão corporal culposa, art 129, § 6º do Código penal;
c) Perigo de contágio de moléstia grave, art 131 do Código penal;
d) Perigo para a vida ou saúde de outrem, art 132 do Código penal;
COMENTÁRIO
Bem, considerando que a situação é controversa, já que não se sabe se ele tinha dolo de matar alguém, apenas de passar a COVID-19 para outras pessoas sem ter a real consciência de que pode causar a morte de outra pessoa, parece adequado que a tipificação correta do crime seria o crime de Perigo de contágio de moléstia grave, art 131 do Código penal. 
Agora, se ele não queria matar ninguém, nem tinha real intenção de passar a COVI-19 para outra pessoa, o fato seria atípico. Também não há lesão corporal aqui uma vez que ele não queria lesionar ninguém, menos ainda teve culpa aqui, porque o dolo é específico de “ passar COVID-19”. 
Não é também o artigo 132 do CP, considerando que a conduta dele é “praticar , com o fim de transmitir COVI-19”, e não “Expor”, como diz o citado artigo.
Há autores sustentando um suposto concurso de crimes. Não parece adequado também, vez que ele pratica apenas uma conduta com só uma ação: passar covid .