A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Leucograma

Pré-visualização | Página 1 de 1

Leucograma 
 1 
SEMIOLOGIA 
 
 
NEUTRÓFILO 
• Origem: MO 
• Função: primeira célula de defesa, quimiotaxia e 
fagocitose 
Os bastões ou bastonetes são os neutrófilos jovens e 
que normalmente são encontrados no sangue quando 
há infecções em fase aguda. Os neutrófilos 
segmentados são os neutrófilos maduros e mais 
encontrados no sangue. 
 
LINFÓCITO 
• Origem: Timo (70%) e MO (30%) 
• Sangue- linfonodo-linfa- sangue (8-12hrs) 
• Linf. B: plasmócitos: imunoglobulinas 
• Linf. T: resposta imune: citocinas 
• Células de memória 
 
MONÓCITOS 
• Liberados na forma imatura na circulação 
• Tecidos: macrófagos, células epiteliódes e 
células gigantes 
• Função: fagocitose, regulam a resposta 
inflamatória, processam antígenos, participam 
da regulação dos estoques de ferro 
 
EOSINÓFILOS 
• Reações de hipersensibilidade sistêmica 
o Ligação de antígenos (alérgenos ou 
parasitas) na molécula de IgE presente na 
superfície de mastócitos 
o Degranulação de mastócitos com 
liberação de histamina que possui efeito 
quimiotático sobre os eosinófilos 
• Destruição de trematódeos e nematódeos (IgG 
ou complemento) 
• Destruição de células neoplásicas 
 
BASÓFILOS 
• Contem granulos de histamina e heparina 
• Membrana citoplasmática: IgE 
• Função: desconhecida 
 
CONCEITOS BÁSICOS PARA INTERPRETAÇÃO 
1. Granulopoiese 
2. Função de fagocitose do neutrófilo 
3. Conceito de número absoluto e número 
relativo 
4. Desvio à esquerda regenerativo e degenerativo 
5. Quadro leucemóide e quadro leucêmico 
6. Alterações morfológicas dos neutrófilos 
 
GRANULOPOIESE 
• É o processo de renovação de células 
granulocíticas que circulam no sangue e parte 
do corpo do sistema de defesa. 
• Ocorre na medula óssea. 
• Esse processo inclui a formação e maturação de 
células granulocíticas, como neutrófilos 
segmentados, eosinófilos e basófilos. 
• Controle: citocinas e fatores de crescimento (IL; 
FEC; FIL, TNF) 
 
 
 
VALOR RELATIVO X VALOR ABSOLUTO 
O valor relativo considera o percentual de cada tipo 
de leucócito em um total de 100, já o valor absoluto, 
como é calculado a partir da leucometria global, 
demonstra a quantidade real de cada leucócito no 
organismo do animal, refletindo suas condições de 
saúde naquele momento. 
 
DESVIO À ESQUERDA 
• Regenerativo 
o Acompanha leucocitose 
o Ligeiro ou Leve 
o Moderado 
o Marcado 
Leucograma 
 2 
SEMIOLOGIA 
 
• Degenerativo 
o Acompanha Leucócitos normais ou 
leucopenia 
o Jovens > Maduros 
 
ALTERAÇÕES MORFOLÓGICAS 
• Alterações tóxicas 
o Basofilia citoplasmática 
o Vacuolização do citoplasma 
o Corpúsculos de Döhle 
• Inclusões 
o Vírus da cinomose 
o Erlichia sp. 
 
LEUCOCITOSE POR NEUTROFILIA 
• Fisiológica 
• Estresse 
• Doenças inflamatórias 
o Proc. inflamatório Agudo 
o Proc. inflamatório Crônico 
• Infecções generalizadas 
• Infecções localizadas 
• Intoxicações endógenas ou 
exógenas 
• Reabsorção de tecidos necrosados 
• Leucemias mielóides 
 
Neutrofilia Neutropenia 
Leucocitose fisiológica 
Resposta à 
glicocorticóides 
Inflamação Aguda 
Inflamação Crônica 
Diminuição ou produção 
inefetiva 
Excesso de demanda 
tecidual 
Desvio do “pool” 
circulante para o 
marginal 
NEUTROFILIA 
 
LEUCOCITOSE FISIOLÓGICA: 
Medo 
Excitação 
Exercício extenuante 
Caracterizada por: neutrofilia madura, linfocitose, 
eosinófilos e monócitos normais ou levemente 
aumentados 
 
RESPOSTA À GLICOCORTICÓIDES: 
Glicocorticóides endógenos 
Glicocorticóides exógenos 
Caracterizada por: neutrofilia madura, linfopenia, 
eosinopenia e monocitose (cão) e monócitos normais 
(gato) 
 
INFLAMAÇÃO AGUDA 
 
 
INFLAMAÇÃO CRÔNICA: 
Proc. Inflamatório estabelecido 
Expansão da M.O. 
Compartimento de proliferação 
Compartimento de maturação 
Compartimento de estoque 
Leucocitose por neutrofilia com d.e. leve ou ausente 
 
NEUTROPENIA 
 
DEMANDA TECIDUAL AGUDA: 
 Sequestro por inflamação ou processo séptico 
Presença de alterações tóxicas 
Peritonite aguda, ruptura de vísceras do TGI, metrite 
aguda, mastite gangrenosa e celulite aguda (GRAM -) 
 
PRODUÇÃO MEDULAR DIMINUÍDA: 
Graves insultos tóxicos à M.O. 
M.O. hipocelular ou hipercelular 
Reações adversas à fármacos (quimioterápicos) 
Exposição à subst. Tóxicas (estrógeno) 
Ag. Infecciosos (Parvovírus, vírus da panleucopenia, 
vírus da leucemia felina e Erlichia sp.) 
Anemia não regenerativa e trombocitopenia 
 
DISGRANULOPOIESE: 
Diminuição da liberação celular a despeito de um 
número adequado de progenitores granulocíticos 
M.O.: normo ou hipercelular 
Leucemia mielóide aguda, vírus da leucemia ou 
imunodeficiência dos felinos 
 
AUMENTO DA MARGINALIZAÇÃO 
Deslocamento repentino de neutrófilos para o “pool” 
marginal 
Causas: anafilaxia, endotoxemia 
Precoce e transitório 
Leucograma 
 3 
SEMIOLOGIA 
 
Linfocitose Linfopenia 
Excitação: Linfocitose 
fisiológica (gatos): 
epinefrina 
20.000 céls./ul 
sangue 
Estimulação antigênica 
Vacinação 
Convalescença de 
doenças infecciosas 
Linfomas/ Leucose/ 
Leucemias 
Insuficiência adreno-
cortical 
Associado a 
neutropenia (relativa) 
Estresse 
Drogas 
imunossupressoras 
(radiação) 
Terapia prolongada com 
corticosteróides 
Infecções virais (agudas) 
Cinomose, 
Panleucopenia felina, 
Hepatite canina 
infecciosa, Coronavirose, 
Felv 
 
Eosinofilia Eosinopenia 
Alergia- 
hipersensibilidade 
mediada por IgE 
Parasitas- 
Trematódeos, 
nematódeos, 
ectoparasitas, migração 
tissular 
Insuficiência de ACTH 
Convalescença de 
doenças agudas 
Granuloma inflamatório 
Neoplasias- Útero, 
serosas, ossos 
Mais facilmente 
detectada em 
hemogramas seriados 
Corticosteróides em 
excesso 
Endógenos- 
hiperadrenocorticismo e 
estresse 
Exógenos- terapia com 
corticosteróides 
 
MONOCITOSE 
• Inflamação e necrose tecidual 
• Aumento dos glicocorticóides (cão) 
• Supuração (cavidades corpóreas) 
• Distúrbios granulomatosos 
• Leucemia monocítica ou mielomonocítica