A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Hemograma

Pré-visualização | Página 1 de 1

Hemograma 
 1 
SEMIOLOGIA 
COMPOSIÇÃO DO SANGUE 
• Sólidos: Hemácias, leucócitos, plaquetas, 
proteínas, fatores de coagulação e elementos 
• minerais 
• Líquidos: plasma 
• Gasosos: O2 e CO2 (hemácias e plasma) 
HEMATOPOIESE 
• Pré e pós natal 
• Fase de animal jovem 
• Fase de animal adulto- M.O. vermelha 
substituída pela M.O. amarela 
• Fase senil- M.O. amarela substituída pela M.O. 
cinzenta 
 
ERITROPOIESE 
“Stem Cell” 
 
 
Rubroblasto 
 
 
Pró-rubrócito 
 
 
Rubrócito basofílico 
 
 
Rubrócito policromático 
 
 
Metarrubrícito 
(eritroblasto) 
ERITROGRAMA 
• Determinação do volume globular 
• Determinação de hemoglobina 
• Contagem do número de hemácias 
• Índices hematimétricos 
VCM (FL) 
• Macrocitose: regeneração* 
• Normocitose: ausência de 
eritroregeneração 
• Microcitose: Diseritropoiese 
 
Cão (60 – 77) 
Gato (39 – 55) 
 
HCM (PG) E CHCM (%) 
• Hipocromia: regeneração 
• Normocromia: ausência de 
eritroregeneração 
• Hipercromia: erro 
HCM (pg) 
Cão (22 - 27) 
Gato (12 - 17) 
CHCM (%) 
Cão (31 - 36) 
Gato (31 - 36) 
CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO DAS ANEMIAS 
• Macrocítica Hipocrômica 
• Macrocíticas normocrômicas 
• Normocítica normocrômica 
• Microcítica Hipocrômica 
 
QUANTO A RESPOSTA MEDULAR: 
 
ANEMIA REGENERATIVA: causa extra medular 
• Hemorragia 
• Hemólise 
o Aumento reticulócitos 
o Policromatofilia 
o Presença de eritroblastos (metarrubrícito) 
 
Hemograma 
 2 
SEMIOLOGIA 
Perda de 
sangue 
Trauma / cirurgia 
Desordens da coagulação- Varfarina, 
trombocitopenia, hemofilias, DIC 
Neoplasias / lesões sangrantes 
Hemangiossarcoma, úlcera 
gastrointestinal, úlcera abomasal 
Parasitas- Ancilostoma, Haemonchus 
contortus 
Anemia 
hemolítica 
Ricketsias e protozoários 
Imunemediada (AHAI) 
Corpúsculos de Heinz- Paracetamol 
em gatos, cebola, cebolinha, alho, 
repolho, zinco, cobre, def. de selênio, 
azul de metileno 
Drogas e agentes químicos 
 
ANEMIA NÃO REGENERATIVA: causa intra ou extra 
medular 
• Diminuição ou produção ineficaz de eritrócitos 
pela M.O. por doença primária ou secundária 
• Falha primária na eritropoiese 
• Secundária a doença metabólica/inflamatória 
crônica 
o Aus. ou dim. de reticulócitos 
o Aus. ou dim. Policromasia 
o Aumento de 
eritroblastos(metarrubrícitos) 
 
Anemina ñ 
regenerati
va 
Etiologia Achados 
laboratoriais 
Anemia 
microcític
a 
Deficiência crônica de 
ferro 
Anemia da Doença 
Inflamatória 
Shunts 
portossistêmicos 
Deficiência de 
piridoxina, cobre 
Diseritropoiese 
Toxicidade a drogas e 
agentes químicos 
VCM: 
Normal 
(início) 
Microcitose 
(crônico) 
CHCM: 
Cão: 
diminuído 
Gato: normal 
Hipocromia, 
poiquilocitose, 
reticulocitose, 
PPT normal ou 
diminuída, 
trombocitose 
Anemia da 
doença 
inflamatór
ia 
Processsos 
inflamatórios 
Infecções crônicas 
Anemia 
normocítica 
normocrômica 
Traumas (danos 
teciduais, fraturas, 
doença 
neoplásica 
necrotizante) 
Não 
regenerativa 
Caráter leve a 
moderado 
Anemia 
aplásica 
Medula óssea- 
destruição de células 
progenitoras/prolifera
tivas 
Neutropenia 
(5 - 6 dias) 
pós insulto 
Trombocitope
nia (8 -10 dias) 
pós insulto 
Hemáceas 
vida média 
prolongada 
 
INTERPRETAÇÃO DA CONTAGEM DE 
RETICULÓCITOS 
Reticulócitos são hemácias imaturas. São produzidos 
pela medula óssea quando as células tronco se 
diferenciam para formar hemácias. As células tronco 
inicialmente produzem eritroblastos, que começam a 
fabricar hemoglobina (proteína de transporte do 
oxigênio) e acabam perdendo o núcleo. Os 
reticulócitos são um estágio intermediário de 
maturação. 
A contagem de reticulócitos pode ser pedida quando 
há diminuição do número de hemácias, da 
hemoglobina e do hematócrito. 
RETICULÓCITOS NA ANEMIA: 
• Anemia não regenerativa: até 60.000 células/μL 
• Anemia regenerativa: 60.000 a 200.000 
células/μL (resposta leve a moderada) 
• Anemia regenerativa: 200.000 a 500.000 
células/μL (resposta marcada) 
 
Reticulose- felino 
Reticulócitos Agregados Ponteados 
Aparecimento 24-48h 1 semana 
Pico 4-6d 9-13 
Declíneo 9-13 dias gradual 
 
AVALIAÇÃO MORFOLÓGICA DAS HEMÁCIAS 
• Resposta regenerativa 
• Danos imunomediados 
• Injúria oxidativa 
Hemograma 
 3 
SEMIOLOGIA 
• Desordens de membrana/metabólicas 
• Fragmentação mecânica 
• Artefatos 
• Inclusões virais, hemoparasitas