A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Classificação Morfológica dos Ossos

Pré-visualização | Página 1 de 1

Classificação Morfológica dos Ossos
Ossos longos
Maioria. Localizados principalmente no
esqueleto apendicular.
Comprimento > largura e espessura.
Epífises:
extremidades
Diáfise: corpo —
abriga a medula óssea
amarela.
Entre diáfise e epífise:
metáfise
O canal que abriga a medula é revestido
pelo endósteo.
Ossos alongados
Subgrupo dos ossos longos.
Não possuem canal medular nem epífise.
Os únicos ossos alongados são a
clavícula e as costelas.
Ossos curtos
Comprimento, largura e espessura
equivalentes.
Ossos do carpo (mão) e tarso (pé).
Ossos laminares
Comprimento e largura > espessura
Exs: ossos do crânio, escápula e ilíaco.
Ossos irregulares
Sem padrão definido, possuem aspecto
irregular.
Exs: vértebras e temporal.
Ossos pneumáticos
Possuem cavidades contendo ar → fins
respiratórios.
Exs: ossos do crânio e face (etmóide,
maxilar).
*O temporal também acumula ar, porém
com fins auditivos.
Ossos sesamóides
São encapsulados por tendões → ficam
dentro de tendões.
Ossos supranumerários.
Função: aumento e direcionamento do
torque.
Exs: patela, fabela.
Terminologias anatômicas
Acidentes = Processos
Espinha: projeção delgada e pontiaguda
que serve de inserção muscular e/ou
ligamentar.
Trocânter: grande processo globoso para
inserção muscular.
Forame: orifício.
Sulc’o: depressão alongada em forma de
canaletas deixada pelas artérias.
Fossa: vala rasa que acomoda órgão ou
parte de órgão.