A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Introdução ao Sistema Nervoso

Pré-visualização | Página 2 de 3

em relação aos 
ossos do crânio, por isso é dividido em lobos: lobo frontal, lobo parietal, 
lobo temporal, lobo occipital e o lobo insular, que fica coberto pelos 
outros lobos. 
 
3. E a medula espinal? 
Possui origem no tubo neural caudal. No embrião, a segmentação e 
organização não é em forma de vesículas (como no cérebro), mas sim na 
forma de placas. O acúmulo de células na região mais dorsal é chamada 
de placa alar e o acúmulo de células na região ventral é chamada de 
plana basal. Na linha mediana, está o canal central. 
 
Falhas no fechamento da porção posterior ocasionam mal 
formações como espinhas bífidas e mielomeningoceles. Na 
espinha bífida, a medula e a meninge dura-máter são normais. Nas 
meningoceles, a dura máter sobressai, a medula e as raízes nervosas 
são envolvidas. Defeitos no fechamento do tubo neural podem ainda 
causar anencefalia, caracterizada pela ausência de telencéfalo, crânio e 
meninges. 
 
Divisões do SN 
 
1. Com base em critérios anatômicos 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O sistema nervoso central (SNC) consiste nas estruturas nervosas 
localizadas dentro do esqueleto axial, sendo elas: a cavidade craniana e o 
canal vertebral. Respectivamente a esses espaços, temos as seguintes 
estruturas que compõem o SNC: o encéfalo e a medula espinhal. Juntos, 
eles formam o neuro-eixo. A estrutura mais cranial, o encéfalo, ainda é 
subdividida em: (1) Cérebro: Formado pela união do telencéfalo com o 
diencéfalo; (2) Cerebelo; (3) Tronco encefálico. 
O sistema nervoso periférico (SNP) é formado pelas as estruturas 
localizadas fora deste esqueleto. Essas estruturas são os nervos, os 
gânglios e as terminações motoras e sensitivas.Nervos são cordões 
esbranquiçados que atuam unindo o SNC aos órgãos periféricos. Podem 
ser nervos cranianos, caso estejam ligados ao encéfalo ou nervos 
espinhais, se estiverem ligados a medula espinhal. Em relação a sua 
funcionalidade, são divididos em: nervos motores, sensitivos ou mistos. 
Os gânglios são aglomerados de corpos neuronais localizados fora do 
SNC. As terminações nervosas, localizadas na extremidade das fibras 
constituintes dos nervos, são divididas: uma motora, formada pela placa 
motora; e uma sensitiva, composta pelos exteroceptores (recebem 
estímulos do meio externo), visceroceptores (recebem estímulos dos 
órgãos internos) e proprioceptores (informam o SNC sobre a posição do 
corpo ou sobre a força necessária para a coordenação). 
 
2. Divisão embriológica 
 
 
 
 
 
 
 
 
Telencéfalo 
Diencéfalo 
Metancéfalo 
Mielencéfalo 
Hemisférios cerebrais 
Tálamo, hipotálamo e núcleos da 
base 
Ponte e cerebelo 
Bulbo 
@waleska112 Med IX - UFOB 
3. Divisão funcional 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Pode ser dividido em sistema nervoso somático e sistema nervoso 
visceral. Enquanto o primeiro está relacionado com a forma que o 
organismo interage com o meio ambiente externo a ele, o segundo está 
relacionado com o controle das vísceras par a homeostasia corpórea. 
 
Somático: seu componente aferente é responsável por conduzir ao SNC 
os impulsos originados nos receptores periféricos, informando-os 
acerca do mecanismo externo que causou essa irritação. Já o eferente, 
atua levando as informações processadas nos centros nervosos até os 
nossos músculos estriado esqueléticos, realizando os movimentos 
voluntários. 
Visceral: o componente aferente é responsável por conduzir os impulsos 
nervosos originados em nossos visceroceptores até o nosso SNC. Já o 
eferente, atua levando tais impulsos até nossas vísceras, enviando a 
resposta processada em nosso centro nervoso até glândulas, músculos 
lisos ou músculo estriado cardíaco. Esse componente motor é sistema 
nervoso autônomo (SNA) que pode ser dividido em simpático ou 
parassimpático. 
 
4. Divisão com base na segmentação ou metameria 
A segmentação no sistema nervoso é feita a partir da correlação dentre 
as suas estruturas e de suas conexões com os nervos. 
Sistema nervoso segmentar: porções do SNC que estão relacionadas 
diretamente com os nervos, como tronco encefálico e medula e todas as 
estruturas do sistema nervoso periférico. 
Sistema nervoso suprassegmentar: estruturas superiores ao segmentar 
que não possui tal metameria, sendo formado pelo cérebro e cerebelo. 
 
Principais partes do SNC 
 
O cérebro é composto pelo telencéfalo e pelo diencéfalo. 
 
Telencéfalo: consiste em dois hemisférios corticais e na lâmina 
terminal. Cada hemisfério possui 3 polos (frontal, temporal e occipital), 3 
margens (superior, medial e inferior), 5 lobos (frontal, parietal, 
temporal, occipital e insular – sendo o último “escondido” pelo 
parênquima cortical) e 3 faces (dorsolateral, medial e inferior). São 
nessas faces que encontramos sulcos e giros. 
O nosso cérebro é organizado em giros, que são partes do córtex de 
substância cinzenta, delimitados pelas depressões que percorrem o 
córtex cerebral, os sulcos. Profundamente a esse córtex, temos as 
estruturas subcorticais, formadas tanto por substância branca (na qual 
encontramos as fibras das vias ascendentes e descendentes) e por 
substância cinzenta, sendo ela reunida nos núcleos da base (são eles: 
caudado, putâmen, globo pálido, etc.). É no telencéfalo onde estão os 
ventrículos laterais. 
Está relacionado com capacidade cognitivas. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Diencéfalo: é uma estrutura ímpar localizada na porção cerebral mais 
inferior, sendo compreendida pelo: tálamo – um grande centro de 
retransmissão de fibras entre o nosso córtex e estruturas subcorticais; 
hipotálamo – grande regulador da homeostase; subtálamo – que atua no 
circuito motor de forma subsidiária; e epitálamo – relacionado com a 
sincronização do ritmo circadiano. 
Cerebelo: possui dois hemisférios, unidos agora por um vérmis, 
localizado na linha mediana; seu córtex cerebelar é percorrido por 
sulcos, delimitando folhas (e não giros). Se encontra no compartimento 
infratentorial (fossa superior). Estás relacionado à coordenação e ao 
equilíbrio. 
Tronco encefálico: conecta o diencéfalo à medula. Intimamente 
relacionado com o funcionamento da homeostase do corpo. é dividido 
em, no sentido crânio-caudal: mesencéfalo, ponte e bulbo. 
- mesencéfalo: movimentação ocular. 
-ponte: movimentação da face e equilíbrio 
- bulbo: movimentação da língua e respiração 
Ventrículos encefálicos: são cavidades localizadas internamente ao 
encéfalo, revestidas de epitélio epididimário, por onde percorrer o líquor 
cefalorraquidiano (LCR). São em número de quatro cavidades, duas 
pares (ventrículos laterais no telencéfalo, respectivamente no diencéfalo 
e no cebelo) e duas ímpares (terceiro e quarto ventrículo), que são 
ligadas uma as outras por diversos canais, formando o sistema 
ventricular. 
 
Medula: massa cilindroide de tecido nervoso situado dentro do canal 
vertebral da coluna, limitada superiormente pelo bulbo, ao nível do 
forame magno, e inferiormente até a vértebra L2. Formada por fibras 
nervosas . 
 
Tecido nervoso 
 
Compreende basicamente dois tipos celulares: 
Neurônios: célula principal, unidade funcional e estrutural do SNC. 
Recebe e conduz impulso nervoso. 
Neuroglia: não é capaz de conduzir impulso elétrico, mas dão suporte 
estrutural e funcional aos neurônios. 
@waleska112 Med IX - UFOB 
-Astrócitos: suporte mecânico e nutrição 
- Micróglia: leucócitos especializados no SNC 
- Oligodendrócitos: produção de mielina 
- Células ependimárias: revestem as cavidades cerebrais e secretam o 
líquor 
- Células da pia-máter: recobrem o tecido nervoso. 
 
1. Neurônio 
1.1 Estrutura: é constituído basicamente por: 
- Corpo celular (pericárdio):