A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
35 pág.
CURSO LIVRE REDAÇÃO

Pré-visualização | Página 2 de 5

( ) As proposição I e II são falsas embora a relação entre elas esteja adequada. 
 
 
11-Analise as afirmações que seguem e verifique se são verdadeiras ou falsas: 
( F ) Texto é definido como a justaposição de palavras, as quais, independente da situação comunicativa, 
são dotadas de significação. 
( V ) Tudo que falamos ou escrevemos em situações de comunicação é considerado como texto. 
( V ) O texto envolve sempre uma intenção, um enunciador, um enunciatário e um contexto 
comunicativo. 
( F ) Uma única palavra, como ´´Pare``, ´´Socorro``, ´´Siga``, não pode ser considerada como texto. 
 
 
12-Esta é uma mensagem que se lê, com frequência, em para-choques de caminhões: 
Vou rezar 1/3 para encontrar ½ de te levar para ¼. 
Analise as afirmações sobre o texto acima e assinale a alternativa CORRETA: 
( ) Constitui-se como um texto não verbal, com signos lexicais e numéricos, mas sem qualquer aceitação, 
em razão da ambiguidade de sentido. 
( ) Não se constitui como texto, pois o jogo arbitrário de números e palavras a transforma num código 
sem acesso interpretativo; 
( ) Ela não se constitui como texto, pois nada significa: há números ao lado de expressões da Língua 
Portuguesa sem qualquer relação. 
( X ) Trata-se de um texto verbal coerente, que se manifesta por meio de números e palavras, o quais, na 
escrita, provocam estranheza, mas, lidos, cumprem sua função comunicativa. 
 
 
13-Analise as seguintes afirmações, classificando-as como Verdadeiras ou Falsas: 
( F ) A observação, isto é, reconhecer os signos, os gêneros, as estruturas textuais é também chamada de 
competência leitora. 
( V ) Analisar é a habilidade de leitura em que se identifica e se relaciona cada parte de um texto. 
( F ) A memorização e a comparação não são habilidades de leitura. 
( V ) A inferência é o processo de concluir com base em pistas fornecidas pelo texto. 
 
 
14-(IBMEC – 2001 adaptado) O texto que segue foi retirado do 20º Anuário do Clube de Criação de São 
Paulo. Nesse volume, vêm relacionados os melhores trabalhos da criação publicitária produzidos no 
Brasil entre fevereiro de 1994 e março de 1995. Sabe-se que nenhum texto é escrito por mera diversão. 
Existe sempre um enunciador (ou vários) que, por meio do texto construído, pretende(m) atingir certo 
resultado. 
O Rio Tietê recebe, em sua breve passagem por São Paulo, uma carga de, aproximadamente, 60 
toneladas de esgoto por dia. Você faz idéia do que são 60 toneladas de esgoto? E num só dia? É mais ou 
menos o que se precisa para encher o Ginásio do Ibirapuera. Até a boca. Agora imagine o cheiro disso. 
Não, o cheiro é melhor você nem tentar imaginar. As autoridades, para variar, mostram-se 
absolutamente incompetentes ou simplesmente desinteressadas em solucionar o problema que já foi 
resolvido em outros países, escoradas numa sociedade incapaz de pressionar e movimentar esta 
modorra interminável. Mas tudo isso não é de se estranhar levando-se em conta que o Tietê vive cercado 
de pessoas que jogam lixo na rua sem a menor cerimônia, não demonstrando o menor orgulho ou afeto 
pela cidade em que vivem. Que desprezam a própria cidadania ao permitir que se desmantelem serviços 
públicos prioritários em favor de pontes, canteiros e túneis. A maioria não liga a mínima se o Tietê é um 
rio limpo ou um tipo de lixão navegável. A maioria não se importa se o Tietê secar e virar um imenso 
atoleiro fecal. A maioria sequer imagina que um rio morto, numa espécie de retribuição mórbida, aos 
poucos mata também tudo o que vive à sua volta. A conclusão a que se chega, portanto, é que os 
marginais nesta história somos nós, cidadãos paulistanos, que quedamos inertes diante de tão bárbara e 
ignóbil agressão. Mas nada disso é imutável. Existe vida após a morte sim. Basta acreditar e lutar por ela. 
Exija das autoridades o cumprimento do projeto de limpeza do Tietê. Mande cartas, telegramas, faxes. 
Telefone se for preciso. Nenhum esforço é demasiado quando o objetivo é trazer um ente tão querido de 
volta à vida. Tietes do Tietê 
Nesse caso, pode-se afirmar: 
I. O texto foi escrito para persuadir os que vivem às margens do Tietê, os marginais, a não jogarem no rio 
dejetos de suas moradias, bem como alertar para o fato de que se o rio secar se transformará em um 
atoleiro de fezes. ERRADA 
II. O propósito deste texto é denunciar à população em geral que as agressões de que é vítima o Tietê são 
de tal modo repulsivas, que o leitor sequer pode tentar imaginar. ERRADA 
III. A intenção deste texto é mobilizar a coletividade paulistana para a despoluição do rio Tietê, evitando 
a descarga de lixo em suas águas e cobrando das autoridades as devidas providências. CORRETA 
IV. O título “Quem vive cercado por marginais, pode acabar morto” traz uma dupla interpretação: tanto 
refere-se as ruas marginais que cercam e cortam o rio Tietê como a todos os cidadãos que contribuem 
para poluir o rio, sendo, no texto, considerados “marginais”. CORRETA 
 
 
15-Sobre o fichamento, analise as afirmações que seguem, classificando-as em Verdadeiras ou Falsas: 
( V ) O fichamento pode ser considerado uma técnica de trabalho individual por ser base para outras 
produções textuais. 
( V ) O propósito de um fichamento é sintetizar de forma documentada as informações mais relevantes 
de um texto. 
( F ) Embora seja solicitado no ambiente acadêmico, o fichamento não ajuda na organização das 
informações de um texto. 
( F ) Um fichamento deve obrigatoriamente apresentar coesão e coerência, bem como uma sequência 
(início-meio-fim) por tratar-se de um texto acadêmico. 
 
 
16-Sabemos que a coesão sequencial é aquela que permite antever a direção que o texto tomará. Com 
base nisso, observe a tirinha do Calvin. 
No primeiro quadrinho, temos o período ´´Não, no entanto, ela foi ao médico hoje``. Sem que houvesse 
qualquer alteração de sentido, a expressão ´´no entanto`` poderia ser substituída por: 
 
 
( ) pois. 
( X ) mas. 
( ) porque. 
( ) então. 
 
 
17-O resumo tem como uma de suas finalidades permitir que o leitor encontre mais fácil e rapidamente 
as informações básicas de um determinado tema. Levando-se em considerações essa finalidade, o 
resumo pode ser definido como: 
( ) Apresentação concisa do texto, seguida de um posicionamento pessoal sobre a temática explorada. 
( ) Apresentação detalhada do texto, enfatizando seus exemplos, descrições, ilustrações e comentários 
do autor. 
( X ) Apresentação concisa e seletiva do texto, destacando-se os elementos de maior interesse e 
importância. 
( ) Apresentação concisa do texto, destacando as explicações e os detalhamentos das ideias principais. 
 
 
18-Observe a tirinha. Analise as seguintes afirmações sobre a tirinha de Mafalda: 
 
I-A tirinha faz uma crítica ao conteúdo que é veiculado na televisão. CORRETA 
II-O humor da tirinha se concentra na duplicidade de sentido para a palavra veículo. CORRETA 
III-Mafalda acredita que a cultura não está sendo levada a sério no país. ERRADA 
IV-A televisão como veículo cultural não deveria passar filmes americanos de bang-bang. ERRADA 
 
 
19-Leia o texto e assinale a alternativa CORRETA: 
 
( ) O texto apoia a adaptação dos quadrinhos para o cinema, mostrando os benefícios deste processo. 
( ) O resumo do filme é apresentado de forma irônica, marcando o desacordo do crítico em relação à 
produção e à escolha do atores. 
( ) O texto ironiza o uso dos quadrinhos para a produção de roteiros para o cinema, enfatizando a falta 
de criatividade dos roteiristas da atualidade. 
( X ) O texto resume, breve e sucintamente, o roteiro do filme para que os leitores conheçam um pouco 
da trama que verão nos cinemas. 
 
 
20-Leia o texto. Analise as seguintes proposições: 
I O humor na tira de Armandinho é decorrente do sentido que este atribui à expressão “reeducação 
alimentar”. 
PORQUE 
II Compreende a expressão no sentido de modo de comer