A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
QUESTIONÁRIO HISTÓRIA ECONOMICA GERAL ATIVIDADE 2

Pré-visualização | Página 1 de 3

· Pergunta 1
1 em 1 pontos
	
	
	
	Devido à dinâmica do desenvolvimento do capitalismo de livre concorrência em seu auge, apresenta-se uma fase particular do capitalismo. Nesta, a sofisticação tecnológica foi particularmente relevante, pois somente as fábricas de grande porte se beneficiaram dos mais novos e eficientes métodos de produção. Como consequência, a concorrência foi eliminando as empresas menores. Um caminho possível (e efetivo) pelos concorrentes mais poderosos, em vez de exterminar uns aos outros, era a formação de cartéis, trustes ou a fusão para assegurar sobrevivência. Considerando a questão dos cartéis e trustes, analise as afirmativas a seguir.
I. O capital monopolista protagonizou em um cenário econômico anterior à Primeira Guerra Mundial, juntamente com os trustes e cartéis.
II. Os cartéis caracterizam acordos sobre as condições de venda, trocas etc. Repartem os mercados entre si e determinam a quantidade dos produtos a fabricar, bem como fixam os preços.
III. Se, ao invés de montar suas próprias indústrias, os grandes empresários passassem a comprar ações de empresas de um mesmo ramo de negócios, isso se denomina holdings.
Está correto o que se afirma em:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
I, II e III.
  
	Resposta Correta:
	 
I, II e III.
  
	Comentário da resposta:
	Resposta correta. A alternativa está correta.
Os cartéis caracterizam acordos sobre as condições de venda, trocas etc. Ademais, repartem os mercados entre si e determinam a quantidade dos produtos a fabricar, bem como fixam os preços. As duas últimas décadas do século XIX encontram, nos bancos, o exercício do controle majoritário sobre vastos complexos industriais sem terem vínculos diretos com as atividades produtivas. A esse novo tipo de empresa capitalista, denomina-se holding. Essa prática ocorre a partir do estágio do capital monopolista, anterior à Primeira Guerra Mundial.
 
	
	
	
· Pergunta 2
1 em 1 pontos
	
	
	
	Analise a seguinte figura:
Figura - A liberdade guiando o povo, de Eugène Delacroix (1830).
Fonte: Crisco 1492 / Wikimedia Commons.
[3] 
A liberdade guiando o povo é uma pintura de Eugène Delacroix e uma das telas mais conhecidas ou mais expressivas dele. Nessa pintura, aborda-se o espírito de liberdade, de subjetividade, de expressão, disseminado entre a sociedade em 1830. Considerando a obra como expressão artística de um período marcado pelas formas de produção capitalistas (consolidado com a Revolução Industrial, no setor econômico, e com a Revolução Francesa, em termos políticos), analise as afirmativas a seguir.
 
1. A Primeira Revolução Industrial é uma fase do capitalismo que vai do final do século XVIII e até a primeira metade do século XX.
2. O espírito de liberdade na esfera política foi fundamental para a Revolução Industrial.
3. No contexto apresentado, os empresários foram se fortalecendo e não mais precisavam contar com a ajuda do governo, com privilégios de monopólios e com a proteção tarifária.
4. A partir do contexto político advindo da Revolução Francesa, gradativamente foi se estabelecendo um Novo Regime, em detrimento ao absolutismo oriundo do mercantilismo.
 
Está correto o que se afirma em:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
II, III e IV, apenas.
	Resposta Correta:
	 
II, III e IV, apenas.
	Comentário da resposta:
	Resposta correta. A alternativa está correta. Com o livre comércio internacional, os empresários foram se fortalecendo e não mais precisavam contar com a ajuda do governo, com privilégios de monopólios e com a proteção tarifária. Em conjunto ao desenvolvimento das fábricas, os artesãos perdiam sua vantagem competitiva.
	
	
	
· Pergunta 3
1 em 1 pontos
	
	
	
	Leia o excerto a seguir:
“[...] é da mais alta impertinência e presunção, entre reis e ministros, pretender interferir na economia das pessoas particulares e restringir os seus gastos, seja por leis suntuárias, seja pela proibição da importação de objetos de luxo estrangeiros [...]. Que vigiem bem as próprias despesas e poderão confiar tranquilamente nas dos particulares”.
 
SMITH, A. et al. A Economia Clássica: textos. São Paulo: Forense Universitária, 1978. p. 41.
 
Adam Smith, em 1776, publicou a sua magnus opus: “A Riqueza das Nações”. Embora o panorama que envolveu o trabalho intelectual de Adam Smith seja o mercantilista, suas ideias ajudaram a promover um clima político e econômico contrário ao pensamento atribuído ao Estado Absolutista, característico do capitalismo mercantil. A partir do exposto, analise as asserções a seguir e a relação proposta entre elas.
 
3. Smith contribui na promoção da Revolução Industrial ao ilustrar o enorme aumento da produtividade possibilitado pela divisão do trabalho.
Pois:
3. Para o pensador escocês, a riqueza advinda dos metais preciosos, defendida pelo mercantilismo, e a divisão do trabalho promoviam a riqueza das nações.
 
A seguir, assinale a alternativa correta.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
A asserção I é uma proposição verdadeira e a asserção II é uma proposição falsa.
	Resposta Correta:
	 
A asserção I é uma proposição verdadeira e a asserção II é uma proposição falsa.
	Comentário da resposta:
	Resposta correta. A alternativa está correta, pois
a asserção I é uma proposição verdadeira, haja vista as ideias de Adam Smith promoverem o cenário de quebra do regime absolutista visando à riqueza a partir da produtividade do trabalho. A asserção II é uma proposição falsa, pois, em nenhum momento, Smith defendia o mercantilismo.
	
	
	
1. Pergunta 4
1 em 1 pontos
	
	
	
	Entre 1780 e 1850, em menos de três gerações, uma ampla revolução, sem precedente na história da Humanidade, mudou a face da Inglaterra. Daí em diante, o mundo não foi mais o mesmo. A Revolução Industrial transformou o Homem de um agricultor em um manipulador de máquinas movidas por energia inanimada.
 
SAES, F. A. M.; SAES, A. M. História Econômica Geral. São Paulo: Saraiva, 2013. p. 141.
 
O excerto trata acerca da perspectiva de transformação radical da sociedade britânica - e da própria humanidade - a partir da Revolução industrial. Nesse panorama, sobre os fatores peremptórios para a dinâmica de industrialização na Inglaterra do século XVIII, analise as afirmativas a seguir.
 
I. A concorrência tecnológica entre ingleses e americanos foi o que estimulou o desenvolvimento econômico.
II. Houve acumulação de capital resultante da exploração colonial praticada pela Inglaterra por intermédio do comércio.
III. Houve a abertura de mercados na Alemanha e na França para a Inglaterra, por meio de um acordo comercial conhecido por Pacto de Berlim.
 
Está correto o que se afirma em:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
II, apenas.
	Resposta Correta:
	 
II, apenas.
	Comentário da resposta:
	Resposta correta. A alternativa está correta. Os Estados Unidos, ainda que tenham declarado sua independência da Inglaterra em 1776, não eram destaque em termos de desenvolvimento econômico. Desse modo, não é a partir da perspectiva americana que se pode vislumbrar o destaque Inglês no processo de industrialização, mas, sim, na acumulação por parte do processo mercantilista, no caso da acumulação de capital resultante da exploração colonial praticada pela Inglaterra por intermédio do comércio. Ao examinar a história do capitalismo, encontramos que a fase inicial desse sistema ocorre na Inglaterra, no período da segunda metade do século XI e início do século XII. Por uma série de fatores, foi nesse país que a pequena propriedade e o gozo dos direitos contribuíram para desenvolver, a partir do século XIV, uma classe rural precocemente comprometida na produção artesanal e na comercialização dos produtos. É no século XVIII que o processo é concluído e somente na Inglaterra se apresenta de uma maneira radical. Não há, entretanto, essa relação de abertura de mercados no período mencionado.
	
	
	
1. Pergunta 5
1 em 1 pontos
	
	
	
	Os meios de aumentar a produtividade foram preocupações nas obras de Adam Smith no fim do século XVIII. Esse economista atribuiu um relevante valor social