A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
28 pág.
AULA - Direito Proc Civil 2 - Procedimento comum

Pré-visualização | Página 1 de 6

Direito processual
Fase postulatória
Petição inicial (art. 319 CPC)
· Primeiro ato do advogado estabelece os limites da jurisdição do caso concreto, cercado de requisitos para que o juiz saiba qual é a controvérsia do caso concreto.
· Instrumento pelo qual se inicia o processo. Traz elementos que identificam a demanda.
· Numero grande de autores a jurisprudência admite qualificação em lista anexa (STJ, 1ª Turma, RMS 2.741-7-SP, rel. Min. Cesar Rocha)
· Residência – determinado local (ex. Guarulhos rua...)
· Domicilio – comarca onde reside (ex guarulhos). 
· Sempre identificar o réu (cpf, cnfp, nome). Quando não der para identificar o réu relatar situação para que o juiz identifique o caso. Requere do juiz as diligências necessárias sem perigo de indeferir. Podendo citar o réu não indefere.
· O pedido pode ser alterado antes da citação, após a citação com consentimento da réu, vedada a alteração após a fase de saneamento.
· Protocolar é passar pelo registro.
· Distribuição - aquele que recebeu, direciona a vara competente.
· Não pode emendar de imediato, pois deve formar os autos.
· Contumácia - Quando autor deixa de cumprir ônus que lhe incumbe.
Requisitos
· Escrito – por advogado salvo 9.099/95;
· Datado;
· Assinado – por advogado salvo lei confira outra pessoa.
Elementos 
· Direcionamento (qual juízo, vara), Classificação (endereço, CPF, nacionalidade), Fatos (causa de pedir), Fundamento jurídico (não integra causa de pedir), Pedido (imediato e mediato) Valor da causa, Provas (nem sempre é possível, pois as provas são as alegações feitas na petição) mediação ou conciliação e documentos indispensáveis (procuração).
Causa de pedir
· Próxima – fundamento jurídico, não é fundamento normativo (não necessário citar artigos).
· Remota - Fatos constitutivos do direito do autor.
Espécies
· Simples – um único fato a ser considerado pelo juiz trazido pela petição (inadimplemento).
· Composta – vários fatos que convertem para uma única pretensão (agressão física e moral e inadimplemento).
· Complexa – diversas condutas e pretensões diferentes (inadimplemento, dano ao imóvel e despejo).
Finalidade da causa de pedir
a) Identificar a demanda - identificar a pretensão.
b) Aferir interesse de agir.
c) Determinar os fatos que serão objetos da prova (fatos essenciais) - fato que tem relevância jurídica, podendo ocultar fatos desnecessários.
d) Direito aplicáveis - legislação correta.
Pedido (art. 322 a 329 CPC)
a) Imediato – declaratório, condenatório, constitutivo, mandamental e executivo em sentido lato.
b) Mediato – indenização, dar, fazer ou não fazer, instituir ou não vinculo.
· Juiz não pode sentenciar diferente do pedido ou a mais do que foi pedido.
· Certo e determinado, salvo o genérico (art. 324 §1º CPC).
· Há alguns pedidos que mesmo não constando na petição, mas são acolhidos. Ex: correção monetária, pagamento de custas e despesas do processo, honorários (sumula 254 e 256 STF, art. 323 CPC).
· Pedidos implicitos (art. 322 §1º, 323, 712, 730, 738 CPC).
· Requerimento – citação, estatuto do idoso, gratuidade.
Espécies 
· Simples – única pretensão. 
· Cumulados – mesmo processo mais de uma pretensão mesma natureza ou não.
a) Ampla
· Alternativos -(cumulação impróprio) prestação pode ser cumprida de mais de uma forma.
· Subsidiários/ eventual – só será examinado quando primeiro pedido for improcedente; ordem de preferência de pedidos; não soma os pedidos.
b) Estrito
· Simples - acolhimento de um é independente outro pedido; procedência parcial da demanda; para fixação de verbas sucubênciais juiz verifica proporcionalidade.
· Sucessiva - acolhimento de um pedido depende do outro.
Requisitos da cumulação (art. 327 CPC)
· Mesmo réu
· Compatibilidade
· Competência
· Mesmo procedimento
Aditamento, alteração do pedido ou causa de pedir. (art. 329)
· Ate a citação, pois o objeto ainda não foi definido, já citado, pode ser alterado ate o saneamento, com a anuência do réu.
Valor da causa (art. 291 a 293)
· Toda demanda deve receber atribuição de valor determinado. Base de calculo judiciário. Pode determinar a aplicação ou não de regimes específicos.
· O valor da causa pode influir, entre outras coisas (art. 292 e 664 CPC, art. 34 lei 6.830/80).
· Nas ações de divida, o valor dela deve corresponder a soma principal monetariamente corrigida, juros de mora vencidos e outras penalidades ate a propositura.
Indeferimento da inicial (art. 319 e 320 CPC)
· Juiz verifica que a petição não atende os requisitos o juiz determina a correção da petição, com o mesmo especifique onde deve ser feita a correção.
· Não atendendo os requisitos o juiz da um prazo de 15 dias para autor emendar a petição, indicando com precisão o que deve ser corrigido ou completado.
· Mesmo que insanável o juiz deve conceder possibilidade de manisfestação. 
· Cabe apelação: o juiz se retrate no prazo de 5 dias, prossegue o processo. 
A improcedência liminar (art. 332 CPC)
· Pode ser parcial ou total, nas parciais o juiz julga improcedente determinado pedido prossegue com o outro, sendo assim uma decisão interlocutória, não liminar.
· Juiz pode se retratar em 5 dias caso haja recurso.
· Sem necessária produção de provas, ou seja, dispensa fase introdutória.
Posturas do juiz diante a petição inicial
1. Mandar emendar – decisão interlocutória.
a. Emenda, verifica, manda citar.
b. Não emenda – indefere.
2. Indeferir - sentença sem mérito (art. 330 CPC).
a. Quando conter vícios não sanáveis, os 4 i.
b. Se refere ao pedido.
3. Julgar liminarmente improcedente o pedido – sentença com mérito (art. 332 CPC).
4. Reconhecer incompetência absoluta – decisão interlocutória.
5. Mandar citar o réu – despacho.
Da audiência de conciliação ou mediação (art. 334, 165, 154, VI, 381, II, 165 ao 174, 334, 565 CPC)
· Meio de resolução de conflito por meio da autocomposição, que é a resolução sem a participação do juiz, meio de solucionar a lide de forma mais ágil.
· Parte pode outorgar poderes através da procuração, para representante, (não advogado) negociar. O réu citado para uma audiência.
· É obrigatório respeitando requisitos.
· Princ. da economia processual.
Hipóteses de dispensa de audiência
· Não for passível de autocomposição.
· Quando se tratar de direito indispensável.
· Partes expressamente manifestar desinteresse na sua realização.
· Autor na inicial
· Réu na contestação ou até 10 dias antes da audiência.
· Comparecimento é obrigatório, não comparecimento considera-se um ato atentatório á dignidade da justiça, multa de 2%, revertida em favor da união ou Estado. Somente a parte, não advogado.
· Centro judiciários de resolução de conflitos (cejusc´s) no fórum, prefeitura...
· Réu não tem pressa, mesmo sem interesse na audiência, não deve cancelar.
Citação (art. 335 a 342 CPC)
· Através da citação que só forma a relação processual, meio no qual traz o réu para o processo para se defender.
· Ato do juiz no qual integra o réu ao processo. Os meios de citação:
· Por carta – correios, regra, citação real, pessoal.
· Quando lei mandar por outra forma ou quando não for possível.
· Na pessoa do réu (art. 247 e 242 CPC).
· Pedir para conter AR e MP (mãos próprias).
· Art. 248 §4º.
· Por mandado - oficial de justiça (art. 249 CPC).
· No mandado é feita a por hora certa (art. 252 e 253 CPC).
· Após o oficial devolver o mandado o escrivão manda uma carta informando a citação por hora certa.
· Em secretaria – escrivão.
· Meio eletrônico.
· Por edital.
· Inacessível – geograficamente ou juridicamente (pais que não tem acordo com o Brasil).
· Socialmente – local onde Estado não consegue entrar.
· Pesquisas - Infojud, Bacenjud, Siel, Renajud. Caso frustrado todos os mecanismos mencionados anteriormente, será feita por edital.
· Deve pagar ao DJE e a imprensa (autor).
· Tomar cuidado com o art. 258 CPC.
Resposta do réu
· Modalidade mais importante de resposta do réu é a contestação.
· Provocar a intervenção de terceiros - por denunciação da lide ou chamamento ao processo.
· Reconhecimento jurídico do pedido - com a citação o réu fica ciente de sua convocação para que resolva