A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
14 pág.
AV 1,2 E FINAL RECURSOS NATURAIS, MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO

Pré-visualização | Página 2 de 5

a alternativa CORRETA que apresenta um tipo de degradação de habitats resultante das atividades humanas em sistemas urbanos e industriais:
	 a)
	Lançamentos de compostos químicos industriais nos corpos d'água ou se direcionando para a atmosfera.
	 b)
	Mudanças expressivas no fluxo dos rios que resultam do ganho de superfícies permeáveis.
	 c)
	Descarte apropriado de dejetos humanos nas cidades, devido às altas densidades populacionais.
	 d)
	Presença de telhados, pavimentos e estradas permeáveis, que funcionam como uma extensão de campos e florestas.
	10.
	Pela acepção do termo, a ecologia pode concorrer o posto de ciência mais antiga, por que estuda a distribuição e abundância de organismos e das interações que as determinam. Dessa forma, os autores supõem que os humanos primitivos devem ter sido ecólogos ecléticos. Sobre o histórico da ecologia desde a antiga Grécia até a Idade Moderna, associe os itens utilizando os códigos a seguir:
I- Grécia antiga.
II- Período Renascentista.
III- Idade Moderna.
(    ) Os trabalhos desenvolvidos pelos naturalistas eram separados em Ecologia Vegetal e Ecologia Animal.
(    ) Surgiram inúmeros trabalhos no campo da ecologia influenciados pela visão aristotélica finalista e divina, como do cientista Charles Robert Darwin.
(    ) Os naturalistas ou aqueles que trabalhavam com a história natural desenvolveram ideias e princípios ecológicos sem, contudo, usar um termo específico.
(    ) Período em que despontaram trabalhos no campo da ecologia com os cientistas Carl von Lineu, Charles Lyell e Charles Robert Darwin.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
FONTE: TOWNSEND, Colin R.; BEGON, Michael; HARPER, John L. Fundamentos em ecologia. Artmed Editora, 2009.
	 a)
	III - II - II - I.
	 b)
	I - III - II - III.
	 c)
	II - III - I - III.
	 d)
	II - I - III - III.
Parte inferior do formulário
	Disciplina:
	Recursos Naturais, Meio Ambiente e Desenvolvimento (GEO20)
	Avaliação:
	Avaliação II - Individual FLEX ( Cod.:650356) ( peso.:1,50)
	Prova:
	25503564
	Nota da Prova:
	10,00
	
	
Legenda:  Resposta Certa   Sua Resposta Errada  
Parte superior do formulário
	1.
	Uma crítica feita por diversos pesquisadores do contexto urbano no Brasil,  diz respeito aos planos elaborados por técnicos e especialistas em planejamento urbano, que conduzem a população a uma análise pragmática e mecanicista para a organização da cidade. Eles chegam a tal conclusão ao perceberem que o espaço se define nas suas formas de ocupação, delimitando o seu uso e conferindo os lugares para as distintas camadas da sociedade. Para os autores, o planejamento, aparentemente, tende a ocultar os interesses em que o poder público local, o capital privado e os agentes financeiros possam agem para a legitimação do poder. Sobre o exposto, analise as sentenças a seguir:
I- A ocupação dos espaços urbanos não é igualitária para todos os atores que vivem nas cidades. As atividades econômicas de cada bairro ou região buscam atender primeiramente os interesses da produção do capital, deixando os interesses sociais para segundo plano, as vezes são até inexistentes.
II- As cidades são espaços que acolhem de maneira geral e igualitária diversas gamas da população, favorecendo de maneira geral os habitantes desde as áreas centrais até as áreas periféricas.
III- É importante romper com os modelos externos das caracterizações dos espaços urbanos, que muitas vezes direcionam os caminhos do desenvolvimento das cidades e, dessa forma, a sociedade, o ambiente físico e natural e a ecologia urbana ficam a serviço dos agentes hegemônicos da economia mundial.
IV- De acordo com o texto, se faz necessário relacionar a construção do espaço urbano em função da qualidade do ambiente que ele gera e de seu efeito na degradação ambiental pelo consumo de recursos; arquitetar o contínuo urbano-regional como uma união de funções produtivas e de consumo, políticas e culturais.
Assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	As sentenças I e II estão corretas.
	 b)
	As sentenças I, III e IV estão corretas.
	 c)
	As sentenças II e III estão corretas.
	 d)
	As sentenças I, II e III estão corretas.
	2.
	De acordo com a abordagem de Hogan (1991), para políticos, jornalistas, ambientalistas, o crescimento demográfico é considerado um grande vilão, mas raramente isso é confirmado pelos demógrafos. Inclusive, salienta que o termo é usado propositalmente, pois a relação é quase sempre vista de forma unidirecional e negativa. Neste contexto, como podemos relacionar o estudo da demografia com as questões relacionadas ao meio ambiente?
FONTE: HOGAN, D. J. Crescimento demográfico e meio ambiente. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 8, n. 1/2, p. 61-71, 1991.
	 a)
	O crescimento demográfico é considerado um grande vilão nas articulações e nas ações humanas e é confirmado pelos estudos dos demógrafos.
	 b)
	Deve-se separar sempre os estudos naturais e físicos do espaço com as relações humanas, pois essas ciências sempre se divergem.
	 c)
	O estudo da população está diretamente ligado as questões ambientais, pois as ciências humanas e naturais do meio ambiente se complementam.
	 d)
	A demografia é o estudo das relações humanas no meio ambiente e somente se relaciona com as ciências humanas na distribuição da população no espaço.
	3.
	No campo científico e técnico, considerando a visão ecológica, muitas vezes, não se leva em conta o aspecto sistêmico da dinâmica e integração dos componentes com o seu ambiente, colocando em risco a compreensão e esforço no entendimento da ecologia da paisagem urbana. Neste sentido, recomendam a incorporação da análise do urbano, no que se refere ao gerenciamento ambiental, o Zoneamento Ecológico Econômico (ZEE), compreendido por uma determinada área geográfica e setores, instituindo-se normas de uso em função das características bióticas, geológicas, urbanísticas, agropastoris, extrativistas e culturais locais. Os espaços urbanos se transformaram na verdadeira expressão da representatividade mercadológica das ações e necessidades humanas com a exploração dos recursos naturais. Sobre o exposto, analise as afirmativas a seguir:
I- Cada vez mais a necessidade de sustentar o estilo de vida das sociedades e das  populações mundiais, principalmente nos núcleos urbanos, demandam a exploração excessiva dos recursos naturais de todo o Planeta, mesmo das regiões mais afastadas dos marcos centrais da civilização.
II- O ZEE é um instrumento para planejar e ordenar o território brasileiro, harmonizando as relações econômicas, sociais e ambientais que nele acontecem. Demanda um efetivo esforço de compartilhamento institucional, voltado para a integração das ações e políticas públicas territoriais, bem como articulação com a sociedade civil, congregando seus interesses em torno de um pacto pela gestão do território.
III- O desequilíbrio no ambiente urbano é resultado dessa apropriação, instituindo-se novos espaços ocupados com outros interesses. Assim, a ecologia urbana tem se descaracterizado, porque quem passa a organizar o ambiente é o capital ou os valores dos grandes empresários que se apropriam da natureza de forma especulativa.
IV- A falta de espaço físico ou a ordem econômica produz no urbano o deslocamento de grande parte da população aos ambientes insalubres sem infraestrutura. O crescimento populacional tem sido analisado sob o aspecto geométrico e, quase nunca, sob o ponto de vista social, econômico e político.
Assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	As afirmativas I, III e IV estão corretas.
	 b)
	As afirmativas I, II, III e IV estão corretas.
	 c)
	As afirmativas I e IV estão corretas.
	 d)
	As afirmativas I, II e III estão corretas.
	4.
	As contradições entre as classes sociais têm relação com a falta de uma gestão favorável ao ambiente como um todo, agravando ainda mais as contradições destas classes, assim como as formas de utilização dos recursos. Cada vez mais observamos, principalmente em nosso país o aumento desordenado e centralizadores dos espaços