A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Atividade Filme Tempo de Despertar

Pré-visualização | Página 1 de 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE JOÃO PESSOA 
PRÓ-REITORIA DE ENSINO E GRADUAÇÃO 
CURSO DE MEDICINA 
 
Atenção Primária em Saúde na Comunidade IV 
QUESTÕES ORIENTADORAS SOBRE O MÉTODO CLÍNICO 
CENTRADO NA PESSOA 
Aluna: Maria Antônia Ângelo Cavalcanti Góes de Albuquerque RGM 10769501 
 
1) O que é o Método Clínico Centrado na Pessoa (MCCP) e quais suas diferenças 
em relação ao Método Clínico Centrado pela Doença? 
 O Método Clínico Centrado na Pessoa consiste na compreensão do indivíduo além 
da sua doença, posicionando o paciente e seus aspectos biopsicossociais sempre como 
foco na consulta médica. De maneira oposta, o Método Clínico Centrado pela Doença 
prioriza a enfermidade e seus aspectos bioquímicos e fisiológicos em detrimento dos 
outros. 
2) Quais são as dimensões a serem abordadas no primeiro componente do MCCP? 
 O primeiro componente explora a saúde, a doença e a experiência da doença, tais 
quais suas características subjetivas e objetivas do ponto de vista do paciente. 
3) Que perguntas devem ser incorporadas à nossa prática médica para garantir a 
exploração da experiência da doença das pessoas? 
 Devem ser priorizados questionamentos que permitam a manifestação da 
percepção e sentimentos pessoais dos pacientes. Exemplo disso são: “Como isso está 
afetando sua vida?”, “O que mais está te preocupando?”, “Quais as expectativas para o 
tratamento?”. 
4) Pensando sobre o filme e o elemento de saúde do primeiro componente, enquanto 
todos os demais médicos só viam a doença nos pacientes com “demência 
indeterminada”, Dr. Sayer observou elementos saudáveis que o levaram a investir 
no cuidado desses pacientes. Que elementos de saúde foram esses e qual a 
importância de observar esta dimensão no contexto de cuidado dos pacientes? 
Dr. Sayer percebeu fatores de influência nos pacientes que iam muito além da 
percepção técnica, biológica e fisiológica da doença. Observou e valorizou os sentimentos 
e sensações individuais dos pacientes, praticando uma medicina verdadeiramente 
humanizada, a exemplo da cena em que Leonard se dá conta de que já se passaram 30 
anos e que voltará a um estado de paralisia. Nessa situação, a prática de uma medicina 
sensibilizada para as necessidades do paciente foi de suma importância. 
5) Na sua visão, qual a importância do segundo componente para melhorar a prática 
médica? Cite exemplos da sua vivência enquanto paciente ou estudante. 
 Tendo em vista que parte do princípio da compreensão do indivíduo como um 
todo, o segundo componente garante a integralidade do cuidado, enxergando o paciente 
além do seu diagnóstico. Como estudante, vimos exemplo disso na vivência do primeiro 
período, onde pudemos acompanhar de perto algumas famílias e observar suas 
necessidades e demandas, auxiliando na compreensão desse conceito. 
6) Pensando ainda sobre o segundo componente do MCCP, que elementos você 
percebe na conduta investigativa de Dr Sayer que permitiram que o mesmo tivesse 
uma ampliação da visão sobre os seus pacientes? 
 A iniciativa de procurar saber mais sobre seus pacientes, sua história, passado, 
família, etc. 
7) Que elementos você percebe que o terceiro componente do MCCP propõe que são 
diferentes da prática médica comum? 
 Propõe a elaboração de um plano conjunto para o manejo dos problemas do 
paciente, entretanto, na prática, vemos que o paciente raramente tem postura ativa na 
elaboração do seu plano terapêutico. 
8) Como pôde ser visto no filme, o terceiro componente traz uma nova perspectiva 
de construção conjunta do plano terapêutico. Antes de iniciar a droga a ser testada 
em Leonard, Dr Sayer tem um diálogo bastante elucidativa sobre este componente, 
onde a mãe questiona claramente o médico sobre a definição do problema, metas e 
papéis. Comente sobre estes aspectos do diálogo e sobre o principal argumento que 
Dr Sayer usou para convencer a mãe a testar o medicamento. 
 Nesse diálogo, Dr. Sayer transforma seu conhecimento técnico em uma troca de 
informações bastante esclarecedora e informativa com a mãe de Leonard, alertando dos 
pontos negativos e enfatizando os positivos, principalmente o maior benefício que poderia 
ser alcançado, que seria tê-lo de volta. 
9) Após algum tempo de remissão dos sintomas, os pacientes começaram a regredir 
ao estado anterior, porém, apesar de não haver um tratamento farmacológico para 
os pacientes, muitos deles obtiveram algumas respostas parciais pela relação com 
familiares, amigos e profissionais de saúde. Comente sobre a importância do quarto 
componente no estabelecimento do cuidado das pessoas e cite cenas do filme onde 
este componente aparece. 
 O quarto componente baseia-se na ampliação do contato médico-paciente 
fundamentado na sua relação contínua. No filme, observa-se isso na construção da relação 
entre Dr. Sayer e Leonard, onde o passeio que tiveram serviu como claro exemplo do 
incentivo e compreensão quando coloca-se em prática esse quarto componente. 
10) Qual sua opinião sobre a importância dada no MCCP ao relacionamento 
médico-pessoa (quarto componente) e como você acha que esse componente pode 
melhorar a sua prática médica? 
 Acredito que seja de suma importância para a prática de uma medicina 
humanizada, pois é a partir do aprofundamento dessa relação que consegue-se 
verdadeiramente atingir os objetivos propostos pelo Método Clínico Centrado na Pessoa.