A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Introdução a Nutrologia - BM

Pré-visualização | Página 1 de 2

Transcrição – Aula 1 - Introdução a nutrologia
Energia: 
· É a quantidade de calor necessária para elevar a temperatura da água em um grau. 
1000cal = 1Cal = 1Kcal
· No Brasil, é expressa em calorias (1cal = 4,1868J). 
· Kcal ou Cal, pode vim das duas formas. 
· Gasto energético total (GET) ou Valor energético total: 
· É tudo de energia que a gente precisa no dia para manter nossas funções vitais, fazer atividade física e ainda queimar os alimentos na digestão. 
· É composto do gasto energético do repouso (gasto de energia que a gente tem para ficar em repouso, só para respirar, sem mexer nenhuma musculatura adicional) + efeito térmico dos alimentos (é o que a gente gasta para digerir os alimentos) e gasto por atividade física. 
Estimativa da necessidade energética: 
Só existe um método para gente aferir com precisão o gasto energético que é através da calorimetria direta, mas necessita de um equipamento extremamente caro, só existem dois equipamentos no mundo e que só funciona para pesquisa. Para prática médica vamos utilizar a calorimetria indireta. 
· Calorimetria indireta: 
· Padrão outro;
· Equipamento caro que acopla uma máscara no paciente e vai medir o quanto de O2 inspirou e o quanto de CO2 expirou ao longo de um período de tempo. Pega essas duas informações coloca em uma fórmula e ela vai dá o gasto energético daquela pessoa.
· É em repouso ou pode ser feita em uma esteira, que vai ser uma ergocalorimetria. 
· O grande problema é o custo e a disponibilidade. 
· Dois caras construíram uma fórmula: Percebeu que homens tem gastos energéticos diferentes das mulheres e percebeu que gasto energético é proporcional a idade do paciente, estatura e peso (Harris-Benedict). 
· Fórmula de bolso: 
 
· Adulto: 25-35 kcal/kg/dia 
· Se eu quero perder peso diminuo um pouco essa relação e se quero aumentar peso aumento essa relação. 
Nutrientes 
· É qualquer elemento ou composto necessário para o metabolismo de um organismo vivo. 
· Formados por elementos químicos. 
· Pode ser dividido em macronutrientes e micronutrientes. 
Macronutrientes: Proteínas, carboidratos, lipídios e água. Nos fornecem energia.
Micronutrientes: Vitamina e minerais. Não fornecem calorias, são cofatores enzimáticos. 
MACRONUTRIENTES
Proteínas
· Macromoléculas compostas por uma ou mais cadeias de polipeptideos conj. De AA agregados em cadeias. 
· Qualidade da proteína: capacidade de fornecer AA essenciais (aqueles AA que nosso corpo não consegue produzir). 
· Presente em animas e vegetais. 
• O que diferencia esse macronutriente dos outros é o nitrogênio na sua composição -->N= +/- 16% da composição. 
· Quando queremos calcular o balanço proteica de um paciente, é preciso saber quanto de nitrogênio eu estou dando e o quando de nitrogênio está eliminando, pois a gente só recebe nitrogênio na forma de proteína.
· Nitrogênio é o marcador da proteína. O valor de nitrogênio que está eliminando é visto na urina. 
*Uso mensuração do nitrogênio para saber se o que estou dando para aquele paciente é suficiente. Se ele elimina mais nitrogênio do que estou oferecendo ele está em desbalanço, se tem desbalanço é porque está consumindo músculo. É para isso que serve o balanço nitrogenado, para saber se o paciente está consumindo o próprio musculo como fonte energética.*
1g = 4 Kcal 
Classificação: 
	
	Natureza química:
· Neutros 
· Cíclicos 
· Sulfúricos 
· Aromáticos 
· Básicos 
	
	Produção endógena: 
· Essenciais: Temos que consumir. 
· Não essenciais: Produzimos. 
 
Função: 
· Manter pressão coloidosmotica 
· Formação de DNA/RNA 
· Estrutural tecidual 
· Formação de enzimas 
· Formação de hormônios 
· Formação de anticorpos 
Carboidratos
· Biomolécula mais abudante no planeta. 
· Chamados de sacarídeos, glicídos ou açúcares. 
· Formados a partir de átomos de carbono, hidrogênio e oxigênio. 
· 1g = 4Kcal 
Classificação: Dissacarídeos e Oligossacarídeos 
Formados por 02 até 20 monossacarídeos 
Dissacarídeos mais importantes :
Sacarose = Glc + Frutose 
Lactose = Glc + Galactose 
Maltose = Glc + Glc
 Monossacarídeos 
· São as moléculas mais simples. 
Classificados pelos números de carbonos: 
trioses, pentoses e hexoses.
· Carga glicêmica diz respeito a maior quantidade de carbo. Exemplo: entre uma macarronada e um suco de laranja, a macarronada tem maior carga glicêmica. 
· Suco de laranja aumenta mais rápido a glicemia, portanto maior índice glicêmico.
Polissacarídeos:
· Digeríveis
· Parcialmente digeríveis: amido, glicogênio
Indigeríveis: fibras alimentares, celulose
Ex.: Amido, Glicogênio e Celulose
	
	
Funções: 
· Matéria-prima para síntese de outras biomoléculas;
· Fonte de energia- principal;
· Mantém integridade estrutural das células;
· Reserva de energia: ação anticetogenica e poupadora de proteínas. 
Lipídios
· Macromoléculas compostas por hidrogênio, carbono e oxigênio. 
· Insolúveis em água 
· Também chamados de gordura 
· Formados por ácidos graxos (livres ou ligados ao glicerol -triglicerídeo). 
· Esteróis circulam ligados a lipoproteínas (HDL, LDL e VLDL). 
· 1g = 9kcal 
Classificação: 
· Pensando em gordura, podemos ter 3 tipos de gorduras: ácidos graxos, esteróis (colesterol) e os fosfolipídios. 
Ácido graxo vai formar lá na frente os triglicerídeos e pode ser: 
· Saturado: Sem dupla ligação entre carbono e hidrogênio. São geralmente gorduras sólidas em temperatura ambiente. 
· Insaturados: Dupla ligação entre as cadeias de C. Dentro dos insaturados podemos ter: 
· Monoinsaturados: Ácido graxo com uma única ligação dupla. 
· Poli-insaturados: + de uma ligação dupla. E dentre eles podemos ter as gorduras: CIS (refere a forma espacial da molécula, como a molécula está no espaço); TRANS (a molécula vira, muda sua conformação no espaço). Ômega: Tem a ver onde está a ligação dupla desse ácido graxo poli-insaturado. Quando falo ômega 3 significa que no 3 carbono está minha primeira ligação dupla, ômega 6 minha primeira ligação dupla está no carbono 6. 
Uma combinação dentro de um óleo (ômega 3,6,9) vai fazer uma atividade pró-inflamatória ou anti-inflamatória. 
*Então falou de ômega lembrar que é insaturado, podendo ser mono ou poli-insaturado. 
*Triglicerídeos de cadeia média, de cadeia longa tem a ver com ácido graxo. 
*AG de cadeia média tem em torno 16 carbonos. Acima disso já é de cadeia longa. 
*Óleo de coco é um AG saturado de cadeia média
	
Função: 
· Metabolismo celular;
· Fonte energética;
· Impulso de transmissão nervosa;
· Proteção de órgãos vitais; 
· Isolamento térmico. 
MICRONUTRIENTES
Compostos orgânicos que atuam como coenzimas em reações metabólicas essenciais. Classificadas em:
Lipossolúveis
· A, D, E e K (KEDA);
· Em grande quantidade podem ser tóxicas; 
· Normalmente não elimina na urina e precisa da gordura para absorver. 
Hidrossolúveis 
· Eliminadas pela urina;
· Vitamina C e complexo B. 
Vitaminas Lipossolúveis: 
1. Vitamina A: 
· Família de compostos ao ácido lipídico retinol 
· Fontes: fígado, gema de ovo, leite e derivados, folhas verdes escuras, frutas amarelo-alaranjadas. 
*Vitamina A está presente propriamente em alimentos de origem animal, de origem vegetal a gente tem betacaroteno (precursor da vitamina A).*
Funções: 
· Mantém epitélio normal;
· Atua no ciclo da visão; 
· Atua no crescimento e diferenciação celular; 
· Atividade antineoplásica.
 
2. Vitamina D: 
· Grupo de compostos dotados de 04 anéis de colesterol 
· Síntese cutânea é regulada pela intensidade da luz solar, logo a maior parte é endógena, mas podemos absorver de forma exógena. 
· Fontes: gema de ovo, óleo de peixes e peixes gordos 
Funções: 
· Regular as concentrações de cálcio e fósforo 
· Efeito antiproliferativo e supressor inflamatório. 
 
3. Vitamina E: 
➢ Grupo de substâncias que tem atividade biológica do alfatocoferol 
➢ Fontes: óleos e gorduras 
*Hoje só suplementa para quem realmente precisa.*
Função: 
	• 	Antioxidante 
 
4. Vitamina K: 
➢ Grupo de compostos que tem em sua estrutura um anel metilado naftoquinona 
➢ Fontes: