A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
Sistema Reprodutor Feminino

Pré-visualização | Página 1 de 5

12/03/2021 OneNote
https://onedrive.live.com/redir?resid=3E873D8EEDA3DA2D%21565&page=Edit&wd=target%2821.02.one%7Cd3f39fa4-d5da-4d7d-b0f7-ecf25013ed… 1/13
Anatomia 
terça-feira, 25 de fevereiro de 2020 13:15 
 
Anatomia do Sistema Reprodutor Feminino 
 
1) Identifique na figura as estruturas anatômicas apontadas: 
 
2) Em relação aos órgãos internos do sistema reprodutor feminino conceitue: 
 
• Ovário: Os ovários são as gônadas femininas bilaterais, e equivalem aos testículos masculinos. Eles liberam o
óvulo com o propósito de fertilização. Além disso, agem como glândulas endócrinas, secretando vários
hormônios necessários para a fertilidade, menstruação e maturação sexual das mulheres. 
 Cada ovário está localizado na fossa ovariana da pelve verdadeira, adjacentes ao útero e inferior às tubas uterinas.
O ovário contém quatro superfícies (anterior, posterior, medial e lateral) e dois polos (superior e inferior). É
sustentado em sua posição por vários pares de ligamentos: ligamento suspensor do ovário, ligamento ovariano
próprio (ligamento do ovário) e mesovário. 
12/03/2021 OneNote
https://onedrive.live.com/redir?resid=3E873D8EEDA3DA2D%21565&page=Edit&wd=target%2821.02.one%7Cd3f39fa4-d5da-4d7d-b0f7-ecf25013ed… 2/13
 
• Útero: O útero é um órgão muscular oco localizado profundamente na cavidade pélvica. Anterior ao reto e
póstero-superior à bexiga urinária, o útero normalmente se encontra em posição de anteversão e anteflexão. O
revestimento endometrial do útero prolifera a cada mês em preparação para o implante de embriões. Se a
fertilização ocorre, o útero atua abrigando o feto em crescimento e sua placenta. Se a gravidez não ocorrer, o
revestimento endometrial é eliminado durante a menstruação. 
 
O útero é dividido em três partes 
• Corpo: a parte principal do útero, conectada às tubas uterinas (trompas de Falópio) através dos cornos uterinos.
O corpo tem uma base (fundo) e uma câmara interna (cavidade uterina). 
• Ístmo: a parte estreita do útero, localizada entre o corpo e o colo do útero. 
• Colo: a porção inferior do útero. É constituído por duas partes (supravaginal e vaginal), duas aberturas (orifício
interno e orifício externo) e um canal cervical. 
 
 O útero é parcialmente revestido pelo peritônio. Quando o peritônio se reflete a partir do útero para o reto e para
bexiga, duas pregas são formadas: a bolsa ou escavação reto-uterina (de Douglas) e a bolsa ou escavação vesico-
uterina, respetivamente. Vários ligamentos peritoneais sustentam o útero e o mantêm no lugar: ligamento largo,
ligamento redondo, ligamento cardinal, ligamento uterossacro e ligamento pubocervical. 
 O útero é irrigado principalmente pela artéria uterina, que emerge da artéria ilíaca interna. O ramo superior da
artéria uterina supre o corpo e o fundo, enquanto o ramo inferior irriga o colo do útero. O sangue venoso do útero é
drenado através do plexo venoso uterino para a veia ilíaca interna. 
 
• Tubas uterinas: As tubas uterinas (ou trompas de Falópio) são um par de órgãos musculares que se estendem
dos cornos uterinos até aos pólos superiores dos ovários. As trompas de Falópio são o onde habitualmente
ocorre a fertilização do óvulo. Elas também transportam o zigoto resultante para o útero para implantação. 
12/03/2021 OneNote
https://onedrive.live.com/redir?resid=3E873D8EEDA3DA2D%21565&page=Edit&wd=target%2821.02.one%7Cd3f39fa4-d5da-4d7d-b0f7-ecf25013ed… 3/13
As tubas uterinas são órgãos intraperitoneais, revestidos completamente por uma parte do ligamento largo do útero
chamada de mesosalpinge. Elas são constituídas por quatro partes principais: 
• Infundíbulo: a parte distal da tuba uterina que se abre para a cavidade peritoneal através do óstio abdominal. O
infundíbulo contém projeções em formatos de dedos chamadas de fímbrias, que se estendem sobre a superfície
medial dos ovários. 
• Ampola: é a parte mais longa e mais larga da tuba uterina. É o local mais comum de fertilização. 
• Ístmo: é a parte mais estreita da tuba uterina 
• Parte intramural (uterina): Se comunica diretamente com a cavidade uterina através do óstio uterino. 
 
 
 
• Vagina: A vagina é o órgão genital feminino interno mais externo. Estende-se do útero à vulva (genitália
externa). Funcionalmente, possibilita a menstruação, a relação sexual e o parto. A vagina está localizada
posteriormente à bexiga e à uretra, e anteriormente ao reto. 
 A extremidade superior da vagina está ligada ao colo do útero. Essas estruturas formam uma bolsa (fórnix vaginal)
que possui as partes anterior, posterior e lateral. A extremidade inferior da vagina (orifício vaginal) se abre para o
12/03/2021 OneNote
https://onedrive.live.com/redir?resid=3E873D8EEDA3DA2D%21565&page=Edit&wd=target%2821.02.one%7Cd3f39fa4-d5da-4d7d-b0f7-ecf25013ed… 4/13
vestíbulo vaginal logo atrás do orifício uretral. O orifício vaginal pode estar parcialmente recoberto por uma
membrana chamada de hímen. 
 
3) O que é o colo do útero? Quais as principais patologias que acometem esta região e como pode ser prevenidas? 
 
 O colo uterino é a porção inferior do útero e está localizado no fundo da vagina, anatomicamente o colo do útero
está localizado entre meio a bexiga e o reto. Divide-se em ectocérvice e endocérvice, apresenta formato cilíndrico e
possui um orifício central chamado de canal cervical. No óstio do colo do útero há o encontro de dois tipos diferentes
de epitélio: escamoso e colunar, esta região de transição colunar denomina-se JEC (junção escamosa colunar) e é
considerada uma área de maior risco em relação ao desenvolvimento do câncer de colo uterino. 
 
Patologias do Colo Uterino: 
Metaplasia escamosa do colo uterino: 
• Substituição do epitélio glandular endocervical por células de reserva subcolunares, que se diferenciam em
epitélio escamoso (maduro ou imaturo). 
• É uma resposta comum a irritantes, que está presente em quase todos colos uterinos e se localiza na zona de
transformação. 
• Não é considerada uma condição pré-maligna. 
• O epitélio escamoso recobre as glândulas endocervicais. 
HSV (Herpes simples genital): 
• Provoca lesões que podem ficar incubadas em um músculo, gânglio nervoso e se manifestar quando há uma
queda na resistência imunológica. 
• É sexualmente transmissível 
• Geralmente aparece no contorno dos lábios, nos órgãos genitais, nádegas, podendo aparecer lesões no colo
uterino. 
• Principais sintomas são: dor, ardência, formação de vesículas bolhosas contendo o vírus. 
• Estudos sugerem que o herpes genital associado a HPV aumenta o risco do desenvolvimento de tumores. 
HPV (papiloma vírus humano): 
Conhecido como verruga genital ou crista de galo. 
• É uma doença sexualmente transmissível que acomete principalmente o colo do útero e o ânus, podendo
acometer a vagina, vulva, prepúcio, glande. 
• Tem como característica visível verrugas de tamanhos variados, o colo do útero exibe aspecto grosseiro,
granulado, em outros casos a doença pode apresentar-se de forma subclínica, não extremar sintomas. 
• Se não descoberto o HPV, ou então, não ser tratado e o caso evoluir ao câncer, a progressão da doença poderá
desencadear sangramento vaginal anormal, corrimento escurecido e fétido, dor abdominal, dado que tecidos
malignos rompem-se facilmente. 
 
12/03/2021 OneNote
https://onedrive.live.com/redir?resid=3E873D8EEDA3DA2D%21565&page=Edit&wd=target%2821.02.one%7Cd3f39fa4-d5da-4d7d-b0f7-ecf25013ed… 5/13
 
Cervicite: 
A cervicite, também conhecida como endocervicite, é uma inflamação no colo do útero que costuma atingir mulheres
entre 18 a 25 anos. Os sintomas deste problema incluem dores abdominais, na lombar, na região pélvica ou durante a
relação sexual, além de corrimentos, odores vaginais atípicos e sangramento vaginal anormal.  
Prevenção:  
• Diminuir o número de parceiros sexuais;  
• Utilizar preservativos  rotineiramente, pois eles previnem as DSTs;  
• Procurar tratamento imediato ao menor sintoma de infecções vaginais;  
• Fazer exames de rotina regularmente;