A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
PORTFÓLIO - Classe III

Pré-visualização | Página 1 de 1

PORTFÓLIO PRÉ-CLÍNICA I – ISOLAMENTO ABSOLUTO/PREPARO CAVITÁRIO/RESTAURAÇÃO COM RESINA COMPOSTA (CLASSE III) – 27/10
Ana Clara Rodrigues Mota – S3 – Benfica
PROF. MÁRIO
1 - ISOLAMENTO ABSOLUTO
TÉCNICA: LENÇOL DE BORRACHA E DEPOIS O GRAMPO
1. Marcação do lençol de borracha (dividi-lo em 4 quadrantes);
2. Prender o lençol no arco (nos ganchos);
3. Passar o fio dental ente os dentes (evitar o deslizamento do lençol nos dentes);
4. Amarrar os grampos com fio dental para evitar que o paciente engula acidentalmente;
5. Testar o grampo no dente (não pode ficar em cima da gengiva e nem no meio da coroa), para ver se ele se adapta bem;
6. Caso o grampo se adapte, marcar o lençol de acordo com os dentes que serão isolados (relacionados com os orifícios do perfurador);
7. Passar o lubrificante à base de água, para evitar que o lençol rasque durante o procedimento, por conta do atrito;
8. Entra com o lençol de borracha por entre os dentes;
9. Coloca o grampo;
10. Prende dos dois lados sem machucar a gengiva;
11. Desce o lençol (invagina) entre um dente e outro com o auxílio do fio dental;
12. Seca os dentes com um jato de ar;
13. Com o auxílio do fio dental e a espátula de inserção número 1, puxar o lençol para cervical para que toda a coroa seja exposta (lençol invaginado);
14. Iniciar a restauração;
15. Quando finalizar a restauração, remover primeiro os grampos;
16. Puxar o lençol e cortar;
17. Retirar o lençol;
18. Passar o fio dental por entre os dentes para retirar qualquer excesso que pode ter sobrado de lençol.
MATERIAL UTILIZADO
Perfurador de lençol Arco de Young
 
 
Pinça porta grampo – palmer Tesoura clínica 
 
Espátula suprafil nº 1 Lubrificante à base de água
+ GRAMPOS 0 e 00
2 – PREPARO CAVITÁRIO
A) Preparo de classe III composta (proximal e palatina)
- Marcação da cavidade 
- Acesso pela palatina, visão indireta
- Utilizar broca 4CA (caneta de baixa rotação)
- Após o uso da broca, passar o recortador para remover os prismas de esmalte friáveis
- Após isso, passar a sonda exploratória para verificar a lisura da cavidade
B) Preparo de classe III complexa (proximal, palatina e vestibular)
- Acesso feito através vestibular, visão direta
- Uso de lixa para proteger o dente vizinho
- Utilizar broca 4CA (caneta de baixa rotação)
- Brocas 1111 ou 3118 (brocas de alta rotação + adaptador para serem utilizadas na caneta de baixa rotação) para fazer o bisel 
- Bisel = estética e retenção (arredondamento das bordas da cavidade)
3 – RESTAURAÇÃO COM RESINA COMPOSTA
1- Condicionamento ácido convencional de 2 passos (15 segundos em dentina e 30 segundos em esmalte);
2- Lavar por 60 segundos;
3- Secar com papel absorvente;
4- Aplicar o primer + adesivo de forma ativa com o auxílio do microbrush;
 
5- Fotopolimerizar por 20 segundos;
6- Aplicar com o auxílio da espátula suprafil 1 a resina composta de esmalte na palatina (1° caso a cavidade seja complexa) ou incrementos dentina na parede de fundo (1° caso a cavidade seja composta);
7- Fotopolimerizar cada incremento por 40 segundos;
8- Aplicar com o auxílio da espátula suprafil 1 a resina composta de esmalte na proximal (2° caso a cavidade seja complexa) e também de esmalte para formar a vestibular (2° caso a cavidade seja composta) e ajustar com pincel;
9- Fotopolimerizar cada incremento por 40 segundos;
10- Aplicar com o auxílio da espátula suprafil 1 a resina composta de dentina para completar a cavidade complexa;
11- Fotopolimerizar cada incremento por 40 segundos;
12- Aplicar com o auxílio da espátula suprafil 1 e ajustar com pincel a resina composta de esmalte para formar a face vestibular da cavidade complexa;
13- Fotopolimerizar cada incremento por 40 segndos.