A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Ação gênica e hereditariedade

Pré-visualização | Página 1 de 1

Ação gênica e 
hereditariedade
Introdução
Informação genética ➔
construir e manter um
organismo vivo ; é armazenada
na sequência de nucleotídeos de
seu DNA e precisamente
replicado, de modo que esta
informação é herdada intacta
pela célula filha. Contudo o DNA
não é imutável...
• Os animais ➔ unidades
fundamentais chamadas células
• Possuem o Núcleo = própria
membrana nuclear
• Cromossomos
- responsáveis pela herança e
armazena toda informação
necessária para os processos
biológicos;
- responsável pelo
armazenamento e transmissão
da informação é o DNA.
Divisão do material genético
Conceitos
Cromossomos - são cada um dos
filamentos presentes no núcleo das
células eucariontes, constituído
basicamente por DNA e proteínas;
nele situam-se os genes.
Gene – Um fator genético (região
do DNA) que ajuda a determinar
uma característica).
- Um gene regula a síntese de um
composto, proteína, enzima, uma
característica externa como a cor
da pelagem;
Locus – Os genes ocupam posições
determinadas nos cromossomos.
- Local específico em um
cromossomo ocupado por um alelo
Alelo – Uma dentre duas ou mais
formas alternativas de um gene,
ocupam o mesmo Locus.
Génótipo – Conjunto de alelos que
um indivíduo possui.
Heterozigoto – Um indivíduo que
possui dois alelos diferentes em
um locus.
Homozigoto - Um indivíduo que
possui dois alelos iguais em um
locus.
Fenótipo – o aspecto ou
manifestação de uma
característica.
Ação gênica e 
hereditariedade
Fenótipo
• Características qualitativas
- Características de tipo
- Variação descontínua, portanto
há clara distinção de fenótipos
- O efeito de um único gene pode
ser evidenciado
- Geralmente não influenciadas
por fatores ambientais
Exemplo: cor da pelagem,
presença/ausência de chifres em
bovinos, albinismo, etc.
Características quantitativas
Características de grau
Variação contínua, portanto não é
possível uma clara distinção de
fenótipos
Geralmente influenciados por
fatores ambientais
Exemplo: a maioria dos caracteres
de interesse
econômico, como ganho de peso,
eficiência alimentar, produção de
leite, produção de ovos, etc.
Ação genica
• Os efeitos dos genes, para
formar fenótipos, dependem de sua
ação e de sua interação
• Interações entre alelos
• Interações entre não alelos
• Interação entre alelos:
1.Codominância ou aditividade
2. Dominância
2.1 Completa
2.2 Parcial
3.Sobredominância
• Interação entre não alelos ou
Interação gênica:
1. Pleiotropia
2. Epistasia
2.1 - Dominante
2.2 - Recessiva
3. Alelos múltiplos
Cada característica é proveniente
de interações diferentes, podendo
ocorrer através de um ou mais
genes...
Ação gênica e 
hereditariedade
Codominância ou aditividade
•Definição: O fenótipo do
heterozigoto situa-se no ponto
médio entre os fenótipos dos
homozigotos. (Os indivíduos
heterozigotos expressam os dois
fenótipos simultaneamente)
Ex. cor da pelagem em bovinos da
raça Shorthon:
AA pelagem vermelha;
BB pelagem branca;
AB pêlos brancos e pêlos
vermelhos alternadamente
distribuídos.
Dominância
• Definição: ocorre quando o gene
dominante mascara o efeito do seu
alelo, o recessivo.
*Fenótipos não representam os
genótipos.
• Definição: o heterozigoto e um
dos homozigotos apresentam o
mesmo valor fenotípico.
Ex: cor da pelagem do gado da
raça Aberdeen Angus e Chifres em
bovinos.
0 1 2
Dominância completaAA Aa aa
0 1 2
AA aa
Aa
Ação gênica e 
hereditariedade
• Definição: o valor fenotípico do
heterozigoto apresenta-se entre os
valores dos dois homozigotos,
mas fora do ponto médio.
Ex: Pelo do Porco-da-Índia
Sobredominância
• Definição: o fenótipo do
heterozigoto situa-se fora do
intervalo estabelecido pelos
fenótipos dos homozigotos.
Existem evidências de que
características relacionadas ao
“valor adaptativo” são
controladas por genes de ação
sobredominante.
Ex: tipo sanguíneo de coelhos
0 1 2
Dominância incompleta
AA Aa aa
0 1 2
AA aa Aa
1,5
+
=
Pelo 
curto
Pelo
longo
Pelo médio 
longo
2,5
Ação gênica e 
hereditariedade
• Definição: Herança em que um
único par de genes condiciona
várias características
simultaneamente.
Ex:
1. Ritmo e Eficiência de
crescimento em porcos (correlação
geneticamente positiva) seleção
de indivíduos com rápido
crescimento em um rebanho
melhora a eficiência desta
característica e também do ganho
de peso.
2. Porcentagem de gordura e
quantidade de leite em bovinos
leiteiros (correlação genética
negativa).
>Prod. Leite < Porcent. gordura
Epistasia
• Definição: Interação entre alelos
de diferentes locus, podendo estes,
estar ou não no mesmo cromossomo.
• Classificação:
– Epistáticos: Gene que inibe a
expressão de outro gene;
– Hipostáticos: Gene cuja expressão
é inibida pelo gene epistático.
• Tipos:
- Dominante
- Recessiva
*A diferença entre epistasia e
dominância é que essa ultima trata-
se apenas de inibição entre genes
alelo
Pleiotropia
Ação gênica e 
hereditariedade
• Definição: Um gene epistático de
um certo locus inibe o efeito dos
genes de um outro locus dito
hipostático. A diferença entre
epistasia e dominância é que essa
ultima trata-se apenas de inibição
entre genes alelo
Ex: Galinhas da raça Leghorn
possuem a plumagem colorida,
condicionada pelo alelo dominante
C. Galinhas que possuem o alelo C
e o alelo I possuem plumagem
branca, pois o alelo I inibe a
ação do alelo C. Esse é um caso de
epistasia dominante. A galinha só
apresenta plumagem colorida na
ausência do alelo I.
C = colorida
c = branca
I = inibe C
i = não inibe
• Definição: Será recessiva
quando a presença dos dois alelos
recessivos for obrigatória para
manifestar o caráter.
Ex: Coloração dos cães labradores,
os quais podem apresentar três
tipos: preta, marrom ou dourada.
Os alelos ee são epistáticos e
condicionam a coloração dourada
mesmo na presença dos alelos B
ou b
– Gene B: pelagem Preta
–Gene b: pelagem marrom ou
chocolate
– Gene e: epistático sobre B e b
Epistasia dominante Epistasia recessiva
Ação gênica e 
hereditariedade
• Definição: Herança constituída
de três ou mais alelos,
pertencentes a um mesmo gene,
que condicionam uma só
característica.
• Cada indivíduo tem, no
genótipo, apenas dois alelos, um
de origem paterna e outro de
origem materna.
*Este fato ocorre em uma
população e não em um indivíduo
*Novos alelos surgem por
mutações que provocam
alterações na proteína original
• Ex: Um exemplo clássico foi
descoberto há muitos anos em
coelhos. São conhecidos vários
tipos de pelagem, condicionados
por uma série constituída por 4
alelos.
• Gene C: condiciona a pelagem
aguti, que se caracteriza pela
presença de pêlos pretos ou
marrom-escuros.
• Gene cch: condiciona a pelagem
chinchila, caracterizada por
pêlos cinza-claros
• Gene ch: condiciona a pelagem
himalaia, caracterizada pela
presença de pêlos brancos na
maior parte do corpo do animal,
com manchas pretas ou marrons
nas extremidades do corpo
• Gene ca: determina a pelagem
albina, totalmente branco
A ordem de dominância de um
gene sobre outro ou outros ocorre
na seguinte sequência:
C  cch  ch  ca
Alelos Múltiplos

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.