A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Transtornos do Espectro Autista e a Inclusão Escolar

Pré-visualização | Página 1 de 3

INSTITUTO PEDAGÓGICO DE MINAS GERAIS
THALINE DE MATTOS CARBONARO
Transtornos do Espectro Autista e a Inclusão Escolar
ITAPORÃ – MS
2020
INSTITUTO PEDAGÓGICO DE MINAS GERAIS
THALINE DE MATTOS CARBONARO
Transtornos do Espectro Autista e a Inclusão Escolar
Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto IPEMIG/FACEL como requisito para obtenção do título de especialista em Pedagogia.
ITAPORÃ – MS
2020
CARBONARO, Thaline de Mattos. Transtornos do Espectro Autista e a Inclusão Escolar. Belo Horizonte: IPEMIG/FACEL, 2020. Graduação em Pedagogia.
RESUMO
Este trabalho discorre sobre o autismo e a inclusão escolar, visa analisar as principais características, conhecer e identificar como se compõe e se baseia o Transtorno do Espectro Autista. Para realizar essa investigação, usufruímos da metodologia qualitativa, através de uma pesquisa exploratória, em bibliografias específicas sobre o tema em questão. Dentre as bibliografias pesquisadas estão: Brasil (2010), uma obra do Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial, com a Coleção Educação Especial na Perspectiva da Inclusão Escolar; a Defensoria Pública do Estado de São Paulo (2011), com a Cartilha Direitos das Pessoas Com Autismo; o Ministério Público do Estado de são Paulo (2013), com a Cartilha Autismo e Educação/Autismo & Realidade, etc. O presente estudo foi desenvolvido de forma que está pesquisa se tornou primordial no conhecimento das principais características do Transtorno do Espectro Autista fazendo está acadêmica preparada para desenvolver um trabalho com um melhor conhecimento sobre o referido tema..
Palavras-chave: Educação; Inclusão; Espectro Autista.
ABSTRACT
This paper discusses autism and school inclusion, aims to analyze the main characteristics, to know and identify how the Autistic Spectrum Disorder is composed and based. To carry out this investigation, we use the qualitative methodology, through an exploratory research, in specific bibliographies on the subject in question. Among the researched bibliographies are: Brazil (2010), a work of the Ministry of Education, Secretariat of Special Education, with the Special Education Collection in the Perspective of School Inclusion; the Public Defender's Office of the State of São Paulo (2011), with the booklet Rights of People with Autism; São Paulo State Public Prosecutor's Office (2013), with the Autism and Education / Autism & Reality Booklet, etc. The present study was developed in such a way that this research became primordial in the knowledge of the main characteristics of Disorder doing this academic prepared to develop a work with a better knowledge about the referred subject.
Keywords: Education; Inclusion; Autistic Spectrum.
1. INTRODUÇÃO
Este trabalho possui como ponto principal o conhecimento e o entendimento do que é o Transtorno do Espectro Autista (TEA), as complexidades de interações nos relacionamentos, como também os problemas no ambiente escolar. Primeiro é necessário entender o que é Autismo, suas causas e características, a interferência nos relacionamentos, para depois entendermos o que pode acontecer no ensino aprendizagem.
O presente trabalho trata do Transtorno do Espectro Autista e a Inclusão Escolar, trazendo reflexões sobre alunos com dificuldade na educação escolar, na qual buscamos elucidar e esclarecer algumas dúvidas sobre esse transtorno, como também as suas causas, características, diagnósticos e outras informações acerca do tema.
Quais as características, traços ou sinais de que a pessoa é portadora do Transtorno do Espectro Autista, como podemos identificar os sintomas, existem peculiaridades nesse tipo de transtorno, eles podem se desenvolver normalmente na escola? 
Justificamos esta pesquisa como um meio de conhecer e identificar os principais sintomas, sinais e particularidades do Transtorno do Espectro Autista e a sua inclusão escolar, buscando assim, adquirir novos conhecimentos acerca deste tema que sabemos que se encontra muito presente no meio educacional. 
O objetivo deste estudo é salientar as peculiaridades dos portadores do Transtorno do Espectro Autista e a Inclusão escolar dos mesmos, na qual buscamos trazer informações relacionadas as causas, aos sintomas e do tratamento dos portadores deste transtorno, como também as peculiaridades e possibilidades, tanto fora, como dentro sala de aula.
Para alcançarmos os nossos objetivos, nós recorremos ao recurso metodológico da pesquisa bibliográfica, que fizemos a partir de estudos e da análise de materiais publicados em livros e artigos científicos online, que trazem em si essa temática. Algumas das bibliografias que fizeram parte desse estudo são: Brasil (2010), uma obra do Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial, com a Coleção Educação Especial na Perspectiva da Inclusão Escolar; a Defensoria Pública do Estado de São Paulo (2011), que traz a Cartilha Direitos das Pessoas Com Autismo; o Ministério Público do Estado de são Paulo (2013), com a Cartilha Autismo e Educação/Autismo & Realidade.
Primeiramente, nós buscamos estudar as características do Transtorno do Espectro Autista, para em seguida nós buscarmos conhecer um pouco mais dos portadores desse transtorno em sua jornada escolar.
2. O TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA: CONSIDERAÇÕES TEÓRICAS
Para se diagnosticar o TEA, é necessário compreender alguns estudos que se diversificam de acordo com a dimensão de menor ou maior prejuízo para o indivíduo. Essas alterações podem ser nas áreas da interação social, na comunicação e na comportamental (GADIA, BORDINI, PORTOLESE, 2013). 
“O Autismo é considerado um Transtorno Mental e de Comportamento. Porém, algumas pessoas com autismo podem ter também, associada ao quadro, uma Deficiência Intelectual (inteligência mais baixa que a normal, que varia de leve à profunda) ou outras doenças associadas (epilepsia, alterações físicas etc.). Cada um desses problemas de saúde é um novo diagnóstico e novo código do CID-10 (por exemplo, Deficiência Intelectual Leve é F70). Assim, não são todas as pessoas com autismo que têm Deficiência Intelectual, algumas, inclusive, apresentam inteligência acima do normal” (DPSP, 2011, p. 6).
Conforme a cartilha Direitos das Pessoas Com Autismo, da Defensoria Pública do Estado de São Paulo (2011), o Autismo é um Transtorno Global do Desenvolvimento, que também chamado de Transtorno do Espectro Autista, possuindo como características alterações significativas ao comunicar, ao interagir socialmente e também comportamental. As alterações provenientes do autismo aparecem antes dos três anos de idade, sendo que em alguns casos podem aparecer após poucos meses de vida. Ainda não se sabe as causas do Autismo, porém já se sabe que ele é mais comum em pessoas do sexo masculino (BRASIL, 2010). 
O Espectro Autista é um contínuo, não uma categoria única, e apresenta-se em diferentes graus. Há, nesse contínuo, os Transtornos Globais do Desenvolvimento e outros que não podem ser considerados como Autismo, ou outro TGD, mas que apresentam características no desenvolvimento correspondentes a traços presentes no autismo. São as crianças com Espectro Autista (BRASIL, 2010, p. 17).
Corroborando com Mello (2003), que define Autismo como uma síndrome que se caracteriza por alterações que são presentes em tenras idades, geralmente anteriores aos três anos de idade, as quais podem ser caracterizadas por falhas na comunicação, na interação social e na imaginação.
“O autismo é explicado e descrito como um conjunto de transtornos qualitativos de funções envolvidas no desenvolvimento humano. Esse modelo explicativo permitiu que o autismo não fosse mais classificado como psicose infantil, termo que acarretava um estigma para as famílias e para as próprias crianças com autismo. Além disso, o modelo permite uma compreensão adequada de outras manifestações de transtornos dessas funções do desenvolvimento que, embora apresentem semelhanças, constituem quadros diagnósticos diferentes” (BRASIL, 2010, p. 12).