A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Questões de Teoria e História do Pensamento Jurídico Respondidas

Pré-visualização | Página 1 de 1

CURSO: DIREITO 
 
	
	NOTA OBTIDA: 9,50
 
	 AVALIAÇÃO PARCIAL
	Aluno (a): Bruno Mendes Vieira
	
	Disciplina: Teoria e História do Pensamento Jurídico 
 
 
1) Analise esta afirmação: O positivismo jurídico entende que o direito é fruto da vontade humana, enquanto o direito natural acredita que para explicar o direito é necessário se voltar às leis naturais ou um elemento externo. (2,5 pontos) 
R: Esta afirmação está Correta! O Positivismo Jurídico é imposto a toda população humana pela sua própria e soberana vontade para tornar possível a vida em sociedade. O Direito Natural é dotado de espontaneidade, ele nasce da própria natureza social do ser humano, revelado pelo uso da razão, esse direito não é composto por regras, ele é composto por princípios. 
 
2) Conceitue direito com o objeto e objetivo claros: (2,5 pontos) 
R: Direito é norma e ordem de conduta humana, são normas que se executam por meio da coercibilidade, normas essas que são estabelecidas e aplicadas por órgãos institucionais. O direito positivo é a lei de uma sociedade, são normas escritas que acima de tudo devem ser cumpridas, se tratam de um fato, um dever e caso venha a ser descumprido, sanções serão aplicadas. 
3) Em determinada sociedade, o poder judiciário, diante de um caso difícil de ser julgado, encontra o seguinte caso: X matou Z para ficar com sua herança. Há, no entanto, uma regra positivada que trata de direitos de herança de X e um princípio que rege o ordenamento jurídico que afirma ser impossível o criminoso beneficiar-se de seu crime. Visando evitar a discricionariedade do julgador, Dworkin criou um instrumento para ser utilizado sem que houvesse um caso dessa natureza. Com base nos seus estudos sobre a teoria pura do direito, explique como esse caso seria resolvido pelo “Romance em Cadeia” de Dworkin, explicando do que se trata essa teoria (2,5 pontos): 
R: O Romance em Cadeia exemplifica como os juízes devem interpretar a lei, nesse sentido os juízes tomam o papel de autores e críticos e ao interpretarem o texto já escrito, eles acrescentam o que será interpretado pelos próximos juízes, cada romancista escreve um novo capítulo que foi escolhido para escrever, a partir daí o romancista (juiz) deve criar um texto (interpretação) melhor, mas como se fosse de um único autor. Os elementos são mudados, mas a estrutura, não. O caso de X e Z seria resolvido com um conjunto de interpretações da lei e desse conjunto escolher-se-ia a melhor interpretação com coerências e princípios que se adequariam ao caso.
4) Sistema jurídico, normas, regras, princípios, leis, Constituição Federal, moral e “Ciência do Direito” possuem algo em comum, a Teoria do Direito, a qual busca explicar ou conceituar o que é o Direito no mundo ocidental. Com base nos conhecimentos adquiridos no curso da disciplina, diferencie, com pelo menos 2 aspectos, a Teoria do Direito elaborada por Hart-Dworkin, nomeando cada teoria (2,5 pontos): 
R: A teoria hartiana mostra o Direito como Geral e Descritivo, nela ele explica que Geral tem o sentido de não se vincular a nenhuma cultura jurídica ou sistema jurídico, mas busca mostrar uma explicação mais elucidativa mostrando o Direito como uma complexa instituição social e política com um aspecto regulatório e o Descritivo como neutro moralmente, o direito não busca justificar baseado em fundamentos morais ou recomendar estruturas e formas.
A teoria dworkiana mostra o direito como uma prática interpretativa e avaliativa porque prioriza a identificação dos princípios que melhor se encaixam ao direito estabelecido e trazem a melhor justificativa moral. Ele mostra que as partes identificadas não são apenas partes, mas partes de uma teoria mas que são partes implícitas do direito em si.