A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
131 pág.
Manual de Comunicacao Escrita Oficial do Parana

Pré-visualização | Página 8 de 39

“Comunicamos a Vossa Senhoria que...”.
• “Sua” é empregado para a pessoa de quem se fala. Ex.: “A placa comemorativa foi descerrada por Sua
Excelência o Senhor Governador do Estado”; “Em audiência concedida a um grupo de turistas gaúchos,
Sua Santidade o Papa manifestou o desejo de visitar o Brasil” (BELTRÃO,1993, p.90).
„ Lembretes
• Egrégio: significa nobre, distinto, admirável; é tratamento forense dispensado aos tribunais superiores.
• Excelso: significa alto, elevado, sublime; aplica-se, como tratamento, ao Supremo Tribunal Federal, na
expressão “Pretório Excelso”.
• Títulos profissionais e honoríficos: Dom: título honorífico aplicável aos membros da família imperial,
monges beneditinos e dignitários do clero a partir dos bispos. Ex.: D. Pedro, D. Bernardo. No feminino,
aplica-se o termo “dona” às senhoras de qualquer classe social: D. Helena, D. Mercedes.
„„„„„ Lembretes
O emprego dos pronomes de tratamento obedece a secular tradição. São de uso consagrado: Vossa
Excelência, para as seguintes autoridades hierarquicamente superiores, conforme quadro 3.2.2.
O vocativo a ser empregado em comunicações dirigidas aos Chefes de Poder é Excelentíssimo Senhor,
seguido do cargo respectivo:
Excelentíssimo Senhor Presidente da República, Excelentíssimo Senhor Presidente do Congresso
Nacional, Excelentíssimo Senhor Presidente do Supremo Tribunal Federal.
As demais autoridades serão tratadas com o vocativo Senhor, seguido do cargo respectivo:
Senhor Senador:
Senhor Juiz:
Senhor Ministro:
Senhor Governador:
No envelope, o endereçamento das comunicações dirigidas às autoridades tratadas por Vossa Excelência
terá a seguinte forma:
16
COMUNICAÇÃO ESCRITA OFICIAL
Manual de
do Estado do Paraná
A Sua Excelência o Senhor
Fulano de Tal
Ministro de Estado da Justiça
70064-900 – Brasília/DF
A Sua Excelência o Senhor
Senador Fulano de Tal
Senado Federal
70165-900 – Brasília/DF
A Sua Excelência o Senhor
Fulano de Tal
Juiz de Direito da 10
a
Vara Cível
Rua ABC n° 123
01010-000 – São Paulo/SP
Em comunicações oficiais, está abolido o uso do tratamento Digníssimo (DD) às autoridades arroladas
na lista anterior. A dignidade é pressuposta para que se ocupe qualquer cargo público, sendo desnecessária sua
repetida evocação.
Vossa Senhoria é empregado para as demais autoridades e para particulares. O vocativo adequado é:
Senhor Fulano de Tal,
(...).
No envelope, deve constar do endereçamento:
Ao Senhor
Fulano de Tal
Rua ABC, 123
80123-200 – Curitiba/PR
Conforme o exemplo acima, fica dispensado o emprego do superlativo Ilustríssimo para as autoridades que
recebem o tratamento de Vossa Senhoria e para particulares. É suficiente o uso do pronome de tratamento Senhor.
Acrescente-se que Doutor não é forma de tratamento, e sim título acadêmico. Evite usá-lo indiscrimi- nadamente.
Como regra geral, empregue-o apenas em comunicações dirigidas a pessoas que tenham tal grau por terem concluído
curso universitário de doutorado. É costume designar por doutor os bacharéis, especialmente os bacharéis em Direito
e em Medicina. Nos demais casos, o tratamento Senhor confere a desejada formalidade às comunicações.
Mencionemos, ainda, a forma Vossa Magnificência, empregada por força da tradição, em comunicações
dirigidas a reitores de universidade. Corresponde-lhe o vocativo:
Magnífico Reitor:
(...).
Os pronomes de tratamento para religiosos, de acordo com a hierarquia eclesiástica, são:
Vossa Santidade, em comunicações dirigidas ao Papa. O vocativo correspondente é:
Santíssimo Padre,
(...).
Vossa Eminência ou Vossa Eminência Reverendíssima, em comunicações aos Cardeais. Corresponde-
lhe o vocativo:
Eminentíssimo Senhor Cardeal, ou
Eminentíssimo e Reverendíssimo Senhor Cardeal,
(...).
Vossa Excelência Reverendíssima é usado em comunicações dirigidas a Arcebispos e Bispos; Vossa
Reverendíssima ou Vossa Senhoria Reverendíssima para Monsenhores, Cônegos e superiores religiosos. Vossa
Reverência é empregado para sacerdotes, clérigos e demais religiosos.
17
COMUNICAÇÃO ESCRITA OFICIAL
Manual de
do Estado do Paraná
3.2.2 Quadro demonstrativo das fórmulas de tratamento
DESTINATÁRIO TRATAMENTO ABREVIATURA VOCATIVO
1. Academias de Letras Vossa Excelência V. Exa. Senhor Presidente (ou Acadêmico):
Excelentíssimo Senhor Presidente
(ou Acadêmico):
2. Arcebispo Vossa Excelência
Reverendíssima
V. Exa. Revma. Excelentíssimo e Reverendíssimo
Senhor: Excelentíssimo e
Reverendíssimo Dom:
3. Associação de Municípios Vossa Excelência V. Exa. Excelentíssimo Senhor Presidente:
4. Auditor Militar Vossa Excelência V. Exa. Excelentíssimo Senhor Auditor:
5. Bispo Vossa Excelência
Reverendíssima
V. Exa. Revma. Reverendíssimo Senhor: Excelentíssimo
e Reverendíssimo Senhor:
Excelentíssimo e Reverendíssimo Dom:
6. Chefe da Casa Civil ou do Gabinete
Civil e da Casa Militar
Vossa Excelência V. Exa. Excelentíssimo Senhor Chefe da Casa
/ Gabinete Civil:
7. Chefe-de-Gabinete da Presidência da
República
Vossa Excelência V. Exa. Excelentíssimo Senhor
Chefe-de-Gabinete:
8. Chefe-de-Gabinete de Secretarias de
Estado, Entidades vinculadas Federais
e Estaduais, de Prefeituras Municipais.
Vossa Senhoria V. Sa. Senhor Chefe-de-Gabinete:
9. Comandante da Polícia Militar Vossa Excelência V. Exa. Senhor Comandante:
Excelentíssimo Senhor Comandante:
10. Cônego Vossa Reverendíssima
Vossa Senhoria
Reverendíssima
Vossa Senhoria
V. Revma.
V. Sa. Revma.
V. Sa.
Senhor Cônego:
Reverendíssimo Senhor :Cônego
11. Cônsul Vossa Excelência V. Exa.
V. Sa.
Senhor Cônsul:
12. Cônsul-Geral Vossa Excelência V. Exa.
V. Sa.
Excelentíssimo Senhor Cônsul-Geral:
13. Consultor-Geral da República Vossa Excelência V. Exa. Senhor Consultor-Geral:
14. Coordenador de Bancada na Câmara
dos Deputados
Vossa Excelência V. Exa. Excelentíssimo Senhor Deputado:
Senhor Coordenador:
15. Coronel (Oficiais das Forças Armadas) Vossa Excelência V. Exa. Excelentíssimo Senhor Coronel:
ou (nome do cargo, se exercer chefia):
16. Curador Vossa Excelência V. Exa. Excelentíssimo Senhor Curador:
17. Decano do Corpo Consular Vossa Excelência V. Exa. Excelentíssimo Senhor Decano
do Corpo Consular:
18. Delegado de Polícia, de órgãos
regionais, estaduais
Vossa Senhoria V. Sa. Senhor Delegado:
Senhor Delegado Regional:
19. Deputado (Federal ou Estadual) Vossa Excelência V. Exa. Excelentíssimo Senhor Deputado:
20. Desembargador Vossa Excelência V. Exa. Excelentíssimo Senhor Desembargador:
21. Diretor Vossa Senhoria V. Sa. Senhor Diretor:
18
COMUNICAÇÃO ESCRITA OFICIAL
Manual de
do Estado do Paraná
DESTINATÁRIO TRATAMENTO ABREVIATURA VOCATIVO
22. Diretor-Geral de Secretaria de Estado Vossa Senhoria V. Sa. Senhor Diretor-Geral:
23. Doutor "Honoris Causa" Vossa Excelência V. Exa. Excelentíssimo Senhor Doutor:
24. Doutor (qualquer título universitário) Vossa Senhoria V. Sa. Excelentíssimo Senhor Doutor:
25. Embaixadores Vossa Excelência V. Exa. Excelentíssimo Senhor Embaixador:
Excelentíssimo Senhor:
26. Empresas (em geral) Vossas Senhorias V. Sas. Prezados Senhores:
27. Ex. - Senador,
Ex. - Deputado,
Ex. -Ministro
Vossa Excelência V. Exa. Excelentíssimo Senhor Senador:
Excelentíssimo Senhor Deputado:
Excelentíssimo Senhor Ministro:
28. Faculdade Vossa Senhoria V. Sa. Senhor Diretor:
29. Funcionário (em geral) Vossa Senhoria V. Sa. Prezado Senhor ou (nome do cargo, se
exercer chefia):
30. Oficiais Generais das
Forças Armadas
Vossa Excelência V. Exa. Excelentíssimo Senhor General:
31. Governador , Vice Governador
(de Estado, Território do Distrito
Federal-DF)
Vossa Excelência V. Exa. Excelentíssimo Senhor Governador
ou Vice-Governador
32. Instituições em geral (no caso de se
desconhecer o nome do Presidente)
Vossa Senhorias
Vossa Senhoria
V. Sas.
V. Sa.
Prezados Senhores:
Senhor Presidente: