A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Normas de Biossegurança

Pré-visualização | Página 1 de 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO SANTO AGOSTINHO
COORDENAÇÃO DE ODONTOLOGIA
DISC.: DENTÍSTICA
PROFª THAIS OLIVEIRA CORDEIRO
Ângela Maria Ribeiro Oliveira
TERESINA, PI
As técnicas de desinfecção são processos
importantíssimos pois eliminam muitos
microorganismos patogênicos dos objetos
como bancadas, equipamentos, etc.
Divide-se em três categorias de acordo com seu grau de eficácia, sendo
elas:
✓ Desinfecção de baixo nível
• Promove pouca atividade antimicrobiana.
✓ Desinfecção intermediária
• Promove a destruição de microorganismos como o bacilo da
tuberculose, mas não é capaz de destruir esporos.
✓ Desinfecção de alto nível
• Promove a inatividade da maioria dos organismos patogênicos.
NÃO DEVE SER CONFUNDIDO 
COM ESTERILIZAÇÃO
Conforme o Conselho Federal de Odontologia,
existem produtos que são efetivos e indicados
para o processo de desinfecção, tais como o
Hipoclorito de Sódio a 1%, Álcool 70%, Quaternário
de amônio e Biguanida, Glucoprotamina e ácido
paracético.
A esterilização é um processo destrói todas
todos os microorganismos patogênicos que
contaminam materiais voltados para a saúde,
como vírus, bactérias e fungos. Ela é importante
por garantir a segurança dos pacientes e do CD,
maior vida útil aos materiais, além de ser uma
norma legal estabelecida pela ANVISA.
PODE OCORRER ATRAVÉS DE 
MECANISMOS QUÍMICOS E 
FÍSICOS 
✓ A esterilização por meio físico é
realizada mediante utilização de calor
(autoclave).
✓ A esterilização por meio químico é
realizada mediante imersão do artigo
em solução de Glutaraldeído a 2% ou
em Formaldeído a 10%
Para ser esterilizado em autoclave,
o material deve ser embalado em
papel grau cirúrgico de acordo
com tamanho, forma e utilização.
Acidentes com instrumentos perfuro-
cortantes podem acontecer em clínicas
odontológicas pelo grande número
destes instrumentos no consultório. Caso
isso ocorra, existe uma série de
protocolos a serem seguidos.
Para evitar estes acidentes é
necessário que os consultório possua
materiais com dispositivos de segurança
e um correto sistema de descarte desses
materiais.
O primeiro passo é
lavar o local com água
corrente e sabão.
O profissional deverá notificar
o Serviço de Controle de
Infecção Hospitalar (SCHI),
que irá estipular quais serão as
ações tomadas daquele
momento em diante e
exames
Uma comunicação oficial
deverá ser encaminhada
à Comunicação de
Acidente de Trabalho
(CAT).
O SCHI deverá recolher
amostras de sangue do
acidentado para ser
realizada sorologia para
HIV e Hepatite B e C.
Caso os resultados dos exames
do paciente-fonte deem
negativo, o CD poderá deve
continuar seguindo sua jornada
de trabalho normalmente e
continuar o acompanhamento
por 6 meses.
Caso contrário, ele será
considerado um caso de
risco e precisará ser
encaminhado a um
seguimento equivalente
ao diagnóstico.
A ergonomia é relacionada ao
entendimento das interações entre
seres humanos e outros elementos de
um sistema a fim de otimizar o bem-
estar humano e o desempenho geral
de um sistema.
O ideal é que o dentista ocupe a posição de 9h e o
auxiliar a de 3h. Dessa maneira é possível trabalhar com
visão direta, tanto da mandíbula como da maxila. A
perna esquerda do dentista deve estar posicionada sob o
encosto da cadeira, e a direita ao lado do braço direito
da cadeira.