A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Resumo para Prova Economia e Negocios - 1° Bimestre

Pré-visualização | Página 1 de 1

OBJETIVO DA ECONOMIA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CONCEITO 
Oikonomia (de Oikos, casa; nomos, lei)  
Administração da Casa 
Ciência social que estuda como a sociedade 
administra recursos produtivos. 
 
Recursos produtivos ou fatores de produção: 
(= MO, terra, capital, matérias primas, etc) são 
limitados 
Necessidades humanas: ilimitadas e sempre 
se renovam, maior crescimento populacional 
ou elevação do padrão de vida, isso 
independente do grau de desenvolvimento do 
país. 
 
 
 
 
 
QUESTÃO PRINCIPAL: como dispor de 
fatores de produção limitados  atender o 
máximo das necessidades humanas. 
PROBLEMAS ECONÔMICOS 
FUNDAMENTAIS 
 
O modo como as pessoas resolvem esse 
problema econômico depende do sistema 
econômico da nação. 
SISTEMAS ECONÔMICOS 
É definido como a forma política, social e 
econômica, é um “particular” sistema de 
organização 
 
Os sistemas econômicos podem ser: 
CAPITALISTA  é regido pelas forças de 
mercado, predomina-se a LIVRE INICIATIVA 
e a PROPRIEDADE PRIVADA dos fatores de 
produção. 
CIÊNCIA SOCIAL ESCOLHA ESCASSEZ
NECESSIDADES RECURSOS PRODUÇÃO
DISTRIBUIÇÃO
O QUE E 
QUANTO
• dada a escassez de recursos, a 
sociedade tem de escolher
COMO 
PRODUZIR
• quais recursos utilizar 
• concorrência x custo decide
PARA QUEM 
PRODUZIR
• Depende não só da oferta e demanda
• Mas tb da repartição inicial (herança)
ELEMENTOS
FATORES DE PRODUÇÃO
RH
CAPITAL
TERRA
RECURSOS NATURAIS
TECNOLOGIA
COMPLEXO DE 
UNIDADES DE 
PRODUÇÃO
CONSTITUIDOS POR 
EMPRESAS
CONJUNTO DE 
INSTITUIÇÕES 
POLITICAS, JURIDICAS, 
ECONOMICAS E SOCIAIS
SÃO A BASE DA 
SOCIEDADE
ANÁLISE
RESOLUÇÃO
QUALIDADE
RECURSOS 
PRODUTIVOS
NECESSIDADES 
HUMANAS
ESCASSEZ
SOCIALISTA  as questões econômicas são 
resolvidas por um órgão central, 
predominando a propriedade pública, 
chamados de meios de produção, englobando 
os bens de capital, terra, prédios, matérias 
primas e bancos. 
 
CURVA DE POSSIBILIDADES DE 
PRODUÇÃO OU CURVA DE 
TRANSFORMAÇÃO 
Ela expressa a capacidade máxima de 
produção de uma sociedade, supõe pleno 
emprego dos fatores de produção no tempo. 
Ou seja, ilustra o PROBLEMA DA ESCASSEZ 
X ESCOLHA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CUSTO DE OPORTUNIDADE (OU CUSTO 
ALTERNATIVO) 
A transferência dos fatores de um bem X 
(máquinas) para produzir um bem Y 
(alimentos) implica um custo de oportunidade 
= ao SACRIFICIO. 
Por exemplo: 
Para elevar de B a D, o custo de oportunidade 
em termos de máquinas são 10mil, que é a 
quantidade sacrificada para se produzir + 30 
toneladas de alimentos. 
A tendência que os custos de oportunidade 
sejam crescentes, vai ficando cada vez mais 
onerosa e o grau de sacrifício vai 
aumentando. 
Os fatores de produção não são 
completamente adaptáveis e sim 
especializados em determinadas linhas. 
EXPLICAÇÃO DO FORMATO CONCAVO: 
Acréscimos iguais na produção dos alimentos 
implicam em decréscimos cada vez maiores 
na produção de máquinas. 
 
 
 
 
 
DESLOCAMENTOS DA CURVA DE 
POSSIBILIDADES DE PRODUÇÃO 
DIREITA  PAÍS está CRESCENDO 
MOTIVOS: 
Aumento de investimentos: adquirir bens de 
capital, ferramentas, etc. 
Melhorias tecnológicas expandem as 
possibilidades de produção 
Melhorias no sistema legal: Legislação 
trabalhista justa tanto para o empregado x 
empregador, sendo, injusta ocorre o inverso, 
CPP é deslocada para baixo (retração) 
Aumento na qtde disponível de fatores de 
produção: movimento imigratório  
AUMENTE MOD 
Redução MOD: ocorre a retração. 
FATORES DE PRODUÇÃO OU RECURSOS 
PRODUTIVOS 
 
REMUNERAÇÃO DOS PROPRIETÁRIOS 
DO RECURSOS PRODUTIVOS 
FATORES DE 
PRODUÇÃO 
REMUNERAÇÃO 
Capital Juros 
Trabalho Salário 
Terra Aluguel 
Capacidade 
Empresarial 
Lucro 
Tecnologia Direitos do 
Proprietário 
TERRA OU RECURSOS NATURAIS
•agricultura e pecuária, ou seja, terras cultiváveis, 
florestas, minas
•ou derivados do solo 
TRABALHO
•MO empregada na produção de mercadorias
•ou prestação de serviços + trabalho intelecutal
CAPITAL OU BENS DE SERVIÇOS
•Equioamentos, máquinas ou instalações que 
permitem a produção de bens e serviços.
TECNOLOGIA
rtécnicas de produção pelas empresas -
-> conhecimento científico
CAPACIDADE EMPRESARIAL
habilidades e e as ações empresariais, 
atos de empreendedorismo das 
pessoas.
CARACTERIZAÇÃO DE BENS E SERVIÇOS 
Definição segundo o Mini Aurélio: 
Vem do latim “bene”: Qualidade atribuída a 
ações e obras humanas, e que lhes confere 
um caráter moral. Austeridade moral; virtude. 
Felicidade, ventura. Favor, benefício. 
Vantagem, proveito. Pessoa muito amada. 
Economia. Mercadoria ou serviço que pode 
satisfazer uma necessidade humana. 
Muito; bastante. Convenientemente. Com 
saúde. Com perfeição. Muito bastante. 
Um bem é procurado devido a UTILIDADE e 
sua classificação se dá devido a sua raridade, 
em BENS LIVRES E BENS ECONÔMICOS. 
 
BENS PÚBLICOS: são bens proporcionados a todas 
as pessoas a um custo que não é maior que o necessário 
para fornecimento a uma só pessoa. 
Ex: serviços da Defesa Nacional 
 
 
LIBERALISMO  “concorrência pura” não há 
intervenção do estado na atividade produtiva. 
No século XX prevalecia nas economias 
ocidentais. 
SISTEMAS DE ECONOMIA MISTA  1930, 
forças de mercado, mas, com atuação 
complementar do ESTADO, OFERECENDO 
INVESTIMENTOS NO SETOR PRIVADO. 
ECONOMIAS DE MERCADO  a maioria 
dos preços dos bens, serviços e salários é 
determinada pelo mecanismo de PREÇOS. 
OFERTA X DEMANDA. 
ECONOMIA CENTRALIZADA  Preços são 
decididos por um órgão central de 
planejamento. 
CORTINA DE FERRO, houve uma abertura 
dos mercados, apenas CUBA e COREIA DO 
NORTE sejam os únicos remanescentes de 
um tipo de economia totalmente centralizada. 
FLUXOS 
REAL 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O SISTEMA DE PREÇOS 
Ação conjunta entre indivíduos x firmas, 
permite que milhares de mercadorias sejam 
produzidas de maneira espontânea, sem a 
coordenação das atividades econômicas. 
CASO SP: 
CEAGESP é abastecido diariamente, a 
cidade inteira, sem que para isto ocorra um 
comando consciente de qualquer mecanismo. 
Em um mercado livre, os preços REFLETEM 
as qtdes oferecidas x qtdes que os 
compradores desejam comprar. 
EXEMPLO: 
Por um motivo qualquer as pessoas passem a 
desejar mais calçados. 
Se a qtde disponível > procurada  disputa = 
preçaos elevado, pois, as pessoas dispõe-se 
a pagar mais pelo produto, ocorrendo o 
GRANDE INTERESSE os produtores elevam-
lhe o preço, com essa alta a grande produção 
de calçados que pode levar ao excesso que 
acarretará em concorrência, gerando assim a 
DIMINUIÇÃO do preço, estimulando o 
consumo de calçados e propiciando o ajuste 
na quantidade adequada. 
 Que orienta produção e consumo. 
 
DESEJO  PROCURA 
PRODUÇÃO DAS FIRMAS  DIMENSÃO 
DA OFERTA 
EQUILIBRIO é atingido pela flutuação dos 
preços. 
A regra vale tanto para bens e serviços como 
para fatores de produção. 
 
OFERTA PROCURA
PREÇO 
(FUNÇÃO 
BÁSICA)