A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
paper 2020

Você está vendo uma pré-visualização

Pre-visualização do material paper 2020 - página 1
Pre-visualização do material paper 2020 - página 2
Pre-visualização do material paper 2020 - página 3

paper 2020

IMPACTO DAS ALTERAÇÕES DE CUSTOS 
 NA PRODUTIVIDADE
Acadêmicos: Crislainer Antunes Petimann, Franciéle Ruskowski, Igor Barnet, Sabrina 
Oliveira Schumacher;
Tutor externo: Éverton Donay Sperb.
Centro Universitário Leonardo da Vinci-UNIASSELVI- Ciências Contábeis 0889-2020/02-
25/11/2020.
RESUMO
Na busca por uma melhor eficiência produtiva e maiores resultados os 
empreendedores acabam deixando as etapas de planejamento de lado, o que pode 
comprometer os processos do negócio. Conseguir aumentar a produtividade, ao mesmo 
tempo, reduzir os custos operacionais é o grande desafio para os gestores. Este 
trabalho tem como objetivo demonstrar como a organização da produtividade e 
redução de custos podem ajudar uma empresa e crescer no mercado.
1. INTRODUÇÃO
 Escolher um determinado sistema de produção é resultado de uma decisão estratégica 
tomada de acordo com os objetivos que a mesma busca a atingir dentro do mercado em 
que atua.
 O grande crescimento das necessidades de redução de custos e aumento de 
produtividade dentro das organizações, aliada a pouca disponibilidade de recursos para 
investimentos gera a necessidade do emprego de técnicas simples e de baixo custo que 
atuem nesse sentido. A globalização da economia mundial é também fator importante 
para essa busca constante de produtividade e redução de custo, uma vez que os 
mercados estão cada vez mais abertos e a concorrência se faz presente gerando a 
necessidade das empresas tornarem seus processos mais eficientes para assegurar sua 
sobrevivência e crescimento no mercado.
 Para isso são precisas melhorias no processo de produção, relatando pontos onde a 
necessidade de ajustes ou adaptações que sejam benéficas à produção, mas que 
favoreçam a produtividade da empresa, podendo assim realizar reduções de custo. Esses
objetivos serão atingidos com os seguintes objetivos específicos:
• Indicar os fatores que influenciam diretamente no sucesso ou fracasso de uma 
empresa.
• Evidenciar a importância de se conhecer o processo produtivo da empresa para 
que a produtividade cresça e o custo diminua.
• Demonstrar o aumento da produtividade e redução de custos de produção que 
podem ser alcançados.
2. PRODUTIVIDADE
 A administração da produção tem sofrido transformações imensas com as mudanças 
mercadológicas, alcance de metas estratégicas e competitivas das organizações. As 
empresas precisam constantemente aprimorar ´produtividade, qualidade e eficiência, que 
exige uma boa estrutura, comunicação fácil e ambiente de valorização do ser humano. 
Para que estejam enquadradas neste contexto, algumas empresas adotaram e 
readequaram técnicas de qualidade, queima de linhas de produtos não competitivos, 
adoção de fluxo de produção mais eficiente, dentre outros processos que a tornem mais 
competitiva.
3. REDUÇÃO DE CUSTOS
 Diante do pensamento de Dutra(2003),o conceito de custo é todo o gasto que é 
aplicado na produção ou em qualquer outra função de custo. Considerando todos os 
valores adicionados ao objeto, desde a sua compra até a sua comercialização final, que 
poderão ser classificados de diversas formas.
 Considerando todos os estudos da economia, alguns autores levam a crer que toda 
dificuldade financeira será identificada como custo. Em Dubois (2009), com o 
desenvolvimento de novas estratégias de gestão, a importância do gerenciamento de 
custos, passou a ser a ferramenta mais forte para as organizações. O alto nível 
competitivo do mercado exige a necessidade do aumento da produtividade e qualidade 
com baixo custo, indicador fundamental na avaliação do desempenho gerencial. Uma 
empresa pode conseguir vantagem competitiva sustentável por meio de custos ou de 
diferenciação. Seguindo o sentido, Shank e Govindarajan (1997), identificam que gestão 
estratégica de custos é uma análise de custos levantada diante do contexto real, em que 
os indicadores estratégicos são consistentes. Os indicadores de custos são utilizados 
para garantir estratégias melhores, com a intenção de crescimento e vantagem 
competitiva.
 Manãs (2011), diz que todo custo, quando incluído em um planejamento estratégico, 
poderá tornar-se um investimento para a organização. Essa percepção desenvolvida com 
clareza com os funcionários aumenta a motivação de todos em busca da estabilização da 
empresa perante o momento de risco e a queda do lucro.
 Baseando-se neste contexto, identifica-se que a redução de custos bem gerida, poderá 
definir estratégias positivas para a organização. Quando a estratégia de redução de 
custos, bem desenvolvida e aplicada pode ser utilizada como fator motivacional para as 
equipes de trabalho.
 Para que o gestor consiga aumentar a produtividade de uma empresa é importante 
analisar os custos atuais coma produção, separando do maior para o menor. Feito isso 
ele poderá estudar formas de reduzir os seus custos mais significativos. Um dos 
caminhos seria trabalhar a gestão com pessoas, que são os recursos humanos da 
empresa.
 Fazer um planejamento onde se definam padrões e técnicas o bem elaborado para 
executar todas as etapas da produção pode levara a uma redução no tempo gasto, na 
quantidade de erros nestes processos e a uma diminuição no desperdício. Além disso, é 
importante que cada colaborador esteja encarregado de executar aquela função onde ele 
possua mais aptidão e eficácia.
 O uso da tecnologia pode auxiliar na busca pela produtividade desejada. Inicialmente 
pode parecer que o investimento nesta área represente um aumento nos gastos da 
empresa, mas nem sempre é necessário adquirir somente tecnologia de ponta e de alto 
custo, pois fazendo o investimento correto e dentro da realidade da sua empresa é 
possível reduzir os gastos, economizar tempo, acompanhar o rendimento de seus 
colaboradores e até mesmo deslocá-los para outras funções que já estão sendo supridas 
através da tecnologia e de maquinários.
 Ficando claro que a redução de desperdícios representa também, o aumento da 
produtividade, seguimos o raciocínio de Peppes e Ovanessof (2016), as empresas 
brasileiras precisam buscar o crescimento baseado em uma produtividade maior, 
investindo na eliminação dos seus empecilhos. Isto importa em um aumento de sua 
competitividade, essencial para garantir seu sucesso em períodos de desaceleração do 
crescimento econômico.
4. CONCLUSÃO
 A preocupação constante, do empresário moderno, é de oferecer sempre produtos e 
serviços com altos índices de qualidade. Ser competitivo é encontrar métodos para 
reduzir o esforço físico, encurtar o tempo de execução, diminuir custos, oferecer produtos 
e serviços com alta qualidade e bons preços de venda. Entretanto, é necessário que as 
empresas conheçam seus pontos fortes e fracos internos e externos. O parâmetro para 
saber se uma empresa tem competitividade, instaura-se no confronto com outras 
empresas similares existentes em diferentes regiões.
 Uma empresa representa um sistema complexo, estruturado por funções e processos 
que devem agir de modo ordenado, integrado e sincronizado. Representa um grande 
desafio para a gestão de empresas fazer com que todos os seus elementos atuem 
ordenadamente em direção a sua razão de ser o cliente.
 A empresa tem continuamente que buscar melhorias nos seus processos, pois não 
apresentar índices positivos de produtividade e eficiência do processo produtivo terá 
sérias dificuldades em alcançar sucesso ou mesmo sobrevivência no mercado atual. O 
conhecimento de cada etapa do processo de produção é importante para o crescimento 
da instituição. Cabe a cada gestor saber que na hora de aumentar a produtividade da sua 
empresa, será necessário aumentar os custos com a produção, este aumento poderá ser 
feito de maneira que, a empresa produza mais e tenham seus custos dentro de uma 
margem aceitável.
REFERÊNCIAS
CANTIDIO, S. Reduzir os desperdícios para melhorar a produtividade.