A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Resumo Obesidade

Pré-visualização | Página 1 de 1

INDICADORES 
O IAC (Índice de Adiposidade Corporal) é um indicador •
importante para analisar a gordura corporal e 
consequentemente o risco à saude. 
Tabela de % de gordura para homens e mulheres. •
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
METABOLISMO 
A insulina estimula a lipogênese para armazenar triglicerídeos. •
Lipotoxicidade: inibição da insulina por um aumento dos ácidos graxos no fígado e músculos esqueléticos, •
ocasionando numa resistencia à insulina, aumento da gliconeogênese hepatica (aumenta a hiperglicemia), aumento 
da produção de citocina inflamatórias, secreção de VLDL, hipertrigliceridemia e redução dos níveis de HDL-c. 
A celula do tecido adiposo possui gotículas de lipídio ocupando quase toda a celula, muita reserva energética e •
isolamento termico. 
 
O TECIDO ADIPOSO 
Estocagem e fornecimento de energia. •
Metabolicamente ativo, órgão endócrino que participa na sintese de •
hormônios, citocinas e proteínas. 
Limite da cintura: •
Homens: Menor que 102 ◦
Mulheres: Menorque 88 ◦
 
 HORMÔNIOS REGULADORES 
Em estado jejum, o estômago produz grelina, estimulando a via •
Orexígena. 
Em estado alimentado, o tecido adiposo produz a leptina (da a sensação de saciedade pela via Aneroxeigena). •
A resistina age no receptor da insulina, gerando resistencia a insulina. •
OBS: 
em obesos, a ação da leptina é prejudicada e ocorre resistencia. •
Pessoas privadas do sono, há diminuição da leptina e aumento da grelina, aumentando fome e ansiedade. •
 
 CONSEQUÊNCIAS DA OBESIDADE 
Risco CV 1.
Aumento neoplasia 2.
Resistência insulinica 3.
Diabetes 4.
 
ETIOPATOLOGIA DA OBESIDADE 
Ambiental 1.
Comportamental: sono, hábitos de vida (dieta apropriada ou não ao paciente). 2.
Induzida: Hipotireoidismo, deficiência de GH, hipogonadismo, Síndrome de Cushing e medicamentos. 3.
Genética: explicam cerca de 40% da variação da massa corporal. 4.
 
RESUMO IMPORTANTE DE OBESIDADE: Aumento da pressão, dislipidemia, DM2, aumentam inflamação e 
hipercoagulabilidade, aumentando obesidade visceral e resistencia insulinica. 
 
BENEFÍCIOS DA REDUÇÃO DE PESO 
Prevenção de DM, melhora do controle glicêmico em diabéticos, melhora a mobilidade e dores articulares, melhora •
da qualidade de vida e diminui RCV. 
 
TRATAMENTO 
Eficácia na redução ponderal? Perfil de segurança para uso a longo prazo? Boa tolerabilidade? Viabilidade •
econômica? 
MEV: 1.
19oz
Dieta: adequar a dieta para cada paciente. A.
Exercício físico: iniciando com 150 minutos por semana. B.
Dormir melhor - diminuir cortisol e grelina. C.
Farmacoterapia (IMC maior ou igual 30kg/m2, IMC maior ou igual a 27 apresentando comorbidade e Falha em 2.
perda de peso com o tratamento não medicamentoso) 
Orlistate (Xenical) A.
diminui entre 20-30% a absorção de gordura no trato intestinal. a.
Defecação aumentada, evacuação oleosa, gotículas de oleo, fezes gordurosas, flatulência, urgência e b.
incontinência fecal acentuados no primeiro ano, melhorando no segundo ano. 
Sibutramina B.
Melhora concentração de noradrenalina e serotonina, ativando a via da leptina e melhorando a saciedade. a.
Mais casos de infartos e arritmias nos EUA. b.
Análogo de GLP-1 (Liraglutida) C.
Melhora a saciedade, mantendo o alimento mais tempo no estômago. a.
Redução em até 15% do peso. b.
Locarserina D.
Ação central hipotalâmica. a.
Reduz peso e melhora perfil glicêmico. b.
Off-label: medicamentos que não são indicados necessariamente para obesidade, mas tem atuação E.
importante, como: 
Fluoxetina: pacientes obesos com ansiedade, depressão ou transtornos alimentares. a.
Topiramato: pacientes obesos com epilepsia e enxaqueca, com efeitos adversos como confusão mental e b.
perda da memória. 
Bupropiona: induz saciedade, com perda ponderal de 5%. c.
Cirurgia 3.
IMC maior que 40 ou maior que 35 com comobirdades. A.
Falha terapêutica na perda ou manutenção do peso perdido. B.
Contra-indicações: ICC grave, transtornos psiquiátricos, dependência de drogas, causas endócrinas de C.
obesidade, dificuldade de compreender riscos e benefícios da cirurgia.