A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Mecanismo de morte celular

Pré-visualização | Página 1 de 1

Mecanismo de morte 
celular
A isquemia é quando ocorre
uma baixa perfusão sanguínea
ao tecido, levando a um quadro
de hipóxia, que é a baixa
concentração de O2
Quando há uma queda na
oxigenação de um tecido, ocorre
uma queda também da produçaõ
do ATP, a falta de energia
produz falha das bombas de
sódio e potássio, que são
localizadas na membrana
celular. Com isto há entrada de
sódio e água e saída de
potássio, produzindo uma
degeneração vacuolar e o
comprometimento das atividades
celulares  Lesão reversível .
Isquemia/hipóxia
Mecanismo de ação
A célula então inicia glicólise
anaeróbia, que é menos eficiente
na produção de ATP, gerando
menos energia e produzindo mais
subprodutos, ou seja, substâncias
ácidas (ácido lático, fosfatos
inorgânicos). Com isto há queda
do pH intracelular, tornando o
meio mais acido, isso gera um
reflexo direto no núcleo, causando
as condensação da cromatina
(picnose)
Características:
- Presença de vacúolos
- Mitocondria; dano mitocondrial
- RER, REL: comprometimento das
atividades
- Membrana citoplasmática:
perda da permeabilidade seletiva
e entrada maciça de Ca
Mecanismo de morte 
celular
A falha na bomba de Cálcio (falta
ATP) faz com que o cálcio comece
a se acumular no citoplasma,
ativando enzimas tais como as
proteases, ATPases, endonucleases,
lipases e proteases, que destroem
componentes importantes da célula.
Lipases: peroxidação lipídica 
dissolução do lipídio da membrana
citoplasmática  irreversivel
Proteases: desnaturação proteica
 dissolução das proteínas da
membrana citoplasmática 
irreversível
Endonucleases : Clivagem do DNA
 lesão da cromatina  cariorexis
e cariolise  irreversível
• As proteases e lipases
acabam por gerar então a
dissoluçõa dos componentes
citoplasmáticos  degradação da
membrana dos lisossomos 
liberação das enzimas no citoplasma
 degradação enzimática
Influxo de cálcio • Todo esse processo ocasiona
uma lesão irreversível, levando a
morte celular e a necrose
Lipases: Degradação de lipídios
velhos
Proteases: degradação de
proteínas velhas
Endonucleases : Reparo do DNA
Em condições normais
Mecanismo de morte 
celular
Embora tenha por objetivo restaurar
o fluxo sanguíneo, se feita após
uma lesão irreversível, a reperfusão
acaba por ser prejudicial.
Causa o excesso de oxigênio 
produção de radicais livres 
peroxidação  ampliação da lesão
Reperfusão Radicais livres
São moléculas derivadas do
metabolismo normal do O2 em atp
na mitocôndria.
- São altamente reativos,
ligando-se com facilidade à
lipídeos, proteínas e
DNA/RNA .
• Antioxidantes: inativam os
radicais livres.
• Ocorrencia fisiológica ou
patológica
• Tem envolvimento indivodual
• Caspases  cortam o
citoesqueleto  catabolismo
celular  endonucleases
• Vis intriseca: célula recebe um
sinal para se destruir de um dos
seus próprios genes ou proteínas
• Via extrínseca: mitocôndrias
Apoptose