A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
38 pág.
AgEpidMod2

Pré-visualização | Página 1 de 11

A SECTI - Secretaria deEstado da Ciência, Tecnologia, 
Inovação e Educação Profissional vem com o projeto 
Qualificar oferecer cursos de formação e qualificação 
profissional para o cidadão que procura aperfeiçoar seu 
conhecimento, melhorando suas oportunidades de 
inserção no mundo do trabalho e na vida.
Neste módulo do curso de Agente Epidemiológico iremos 
abordar assuntos relevantes para o bom exercício da 
profissão. Falaremos um pouco sobre Ética e sua aplicação 
no meio profissional, que tem relação direta com a 
confiança que a sociedade deposita no especialista que 
executa determinado trabalho. Sobre o conceito de saúde, 
que segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS, 2013) 
não define saúde apenas como a ausência de doença, mas 
como a situação de perfeito bem-estar, físico, mental e 
social. Não podendo faltar a NR 15 das Atividades e 
Operações Insalubres, a necessidade do uso dos EPIs, 
assim como ações de educação em saúde.
Vamos aos Estudos!!!
Agente Epidemiológico 
MÓDULO 2
2
ÉTICA
A Ética é um ramo da filosofia que lida com o que é moralmente bom 
ou mal, certo ou errado. As palavras ética e moral têm a mesma base 
etimológica: a palavra grega ethos e a palavra latina moral, ambas 
significam hábitos e costumes. A ética, como expressão única do 
pensamento correto conduz a ideia da universalidade moral, ou 
ainda, a forma ideal universal do comportamento humano, expressa 
em princípios válidos para todo pensamento normal e sadio.
O termo ético assume diferentes significados, conforme o contexto 
em que os agentes estão envolvidos. Uma definição particular diz 
que a “ética nos negócios é o estudo da forma pela qual norma moral 
pessoal se aplica às atividades e aos objetivos da empresa 
comercial. Não se trata de um padrão moral separado, mas do 
estudo de como o contexto dos negócios cria seus problemas 
próprios e exclusivos à pessoa moral que atua como um gerente 
desse sistema”. Outro conceito difundido de ética nos negócios diz 
que “é ético tudo que está em conformidade com os princípios de 
conduta humana; de acordo com o uso comum, os seguintes termos 
são mais ou menos sinônimos de ético: moral, bom, certo, justo, 
honesto”.
As ações dos homens são, habitualmente, mas não sempre, um 
reflexo de suas crenças: suas ações podem diferir de suas crenças, 
e, ambas, diferirem do que eles devem fazer ou crer. Esse é o caso, 
por exemplo, do auditor contábil independente que foi escalado por 
seu gerente de auditoria, para auditar as contas de uma empresa de 
CONCEITO DE ÉTICA
auditoria e que tem relações de parentesco com o presidente dela. 
Ao aceitar tal tarefa, o profissional agirá de acordo com sua crença, 
a de que ele consegue separar assuntos pessoais dos profissionais 
e que, portanto, nada há de errado em auditar as referidas contas.
Á luz da ética profissional, o auditor deve solicitar sua exclusão da 
tarefa a ele incumbida, comunicando as razões para o gerente de 
auditoria. Desse modo, ele agirá de acordo com a crença difundida 
de que este é o procedimento correto. O comportamento esperado 
da empresa, também à luz da ética profissional, será o de que ela 
substitua o auditor designado. Espera-se, assim, estar 
comunicando, implicitamente, à sociedade, que a firma de auditoria 
age com absoluta retidão de procedimentos e em conformidade 
com suas expectativas.
3
A Ética é um ramo da filosofia que lida com o que é moralmente bom 
ou mal, certo ou errado. As palavras ética e moral têm a mesma base 
etimológica: a palavra grega ethos e a palavra latina moral, ambas 
significam hábitos e costumes. A ética, como expressão única do 
pensamento correto conduz a ideia da universalidade moral, ou 
ainda, a forma ideal universal do comportamento humano, expressa 
em princípios válidos para todo pensamento normal e sadio.
O termo ético assume diferentes significados, conforme o contexto 
em que os agentes estão envolvidos. Uma definição particular diz 
que a “ética nos negócios é o estudo da forma pela qual norma moral 
pessoal se aplica às atividades e aos objetivos da empresa 
comercial. Não se trata de um padrão moral separado, mas do 
estudo de como o contexto dos negócios cria seus problemas 
próprios e exclusivos à pessoa moral que atua como um gerente 
desse sistema”. Outro conceito difundido de ética nos negócios diz 
que “é ético tudo que está em conformidade com os princípios de 
conduta humana; de acordo com o uso comum, os seguintes termos 
são mais ou menos sinônimos de ético: moral, bom, certo, justo, 
honesto”.
As ações dos homens são, habitualmente, mas não sempre, um 
reflexo de suas crenças: suas ações podem diferir de suas crenças, 
e, ambas, diferirem do que eles devem fazer ou crer. Esse é o caso, 
por exemplo, do auditor contábil independente que foi escalado por 
seu gerente de auditoria, para auditar as contas de uma empresa de 
Exemplos de ética:
• Respeitar as leis que sejam justas;
• Procurar agir com justiça;
• Não se apropriar, indevidamente, do que não é seu;
• Não prejudicar os outros;
• Respeitar o convívio social.
auditoria e que tem relações de parentesco com o presidente dela. 
Ao aceitar tal tarefa, o profissional agirá de acordo com sua crença, 
a de que ele consegue separar assuntos pessoais dos profissionais 
e que, portanto, nada há de errado em auditar as referidas contas.
Á luz da ética profissional, o auditor deve solicitar sua exclusão da 
tarefa a ele incumbida, comunicando as razões para o gerente de 
auditoria. Desse modo, ele agirá de acordo com a crença difundida 
de que este é o procedimento correto. O comportamento esperado 
da empresa, também à luz da ética profissional, será o de que ela 
substitua o auditor designado. Espera-se, assim, estar 
comunicando, implicitamente, à sociedade, que a firma de auditoria 
age com absoluta retidão de procedimentos e em conformidade 
com suas expectativas.
4
ÉTICA E MORAL
 ÉTICA
Ética e moral são dois termos geralmente confundidos. Por serem 
parecidos, muitas pessoas assumem que o significado seja o 
mesmo. Embora estejam relacionados, são termos que têm origem 
bem distinta.
A ética é um conjunto de conhecimentos que são extraídos da 
investigação do comportamento humano, ao tentar explicar as 
regras morais de uma forma racional e científica. Resumindo, ela é 
uma reflexão da moralidade. A ética nos ajuda a responder 
perguntas do tipo: Eu quero? Eu posso? Eu devo?
Se você chegou à conclusão que fazer uma fofoca não é legal, você 
leva isso para o seu dia a dia e procura agir de forma ética.
MORAL
É um conjunto de regras que são aplicadas ao cotidiano. É 
basicamente quando eu transformo a ética numa estrutura escrita e 
essas normas passam a ser aplicadas e usadas por todo cidadão. 
Elas orientam o indivíduo, norteando suas ações, seus julgamentos 
sobre o que é certo e errado.
Se muitas pessoas acreditam que fofocar não é legal, com o passar 
do tempo esse ato entra num consenso geral e estabelece-se que 
falar dos outros, principalmente no ambiente de trabalho, é imoral.
Exemplos de moral:
• Ajudar pessoas com necessidades;
• Influência da religião nas condutas;
• Imoralidade em ter mais de uma esposa no Brasil, enquanto em 
alguns países é moralmente aceito.
ÉTICA PROFISSIONAL
BENEFÍCIOS DA ÉTICA NO TRABALHO
5
A Ética profissional tem relação direta com a confiança que a 
sociedade deposita no especialista que executa determinado 
trabalho. Essa confiança decorre da diferença entre profissão e 
ocupação. Para ser considerada profissão, segundo as ciências 
sociais, uma atividade deve agrupar um conjunto de características, 
entre elas: 
• A existência de um conjunto de conhecimentos científicos 
necessários para seu exercício; 
• Um órgão de classe responsável pelo ingresso de novos 
profissionais, pela manutenção dos registros e pela avaliação da 
conduta dos profissionais 
• Razoável controle exercido pela profissão sobre as instituições 
de ensino;
• Uma cultura própria e específica; 
•

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.