A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
35 pág.
Avaliação 1 TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO, ENSINO HIBRIDO E INOVAÇÃO PEDAGÓGICA

Pré-visualização | Página 6 de 9

https://www.google.com/url?q=https://novaescola.org.br/conteudo/19715/ensino-hibrido-quais-sao-os-modelos-possiveis&sa=D&source=editors&ust=1616446259072000&usg=AFQjCNEwFhzYh807B6HtTqNcm7d0CyJ9vg
22/03/2021 📑 Avaliação 1
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScIu7lLg3npxOJU-64Sf61__bSpS4FhOnRVnmofbw7nYjt76w/viewscore?viewscore=AE0zAgANd7SEN6qdnp4JfzjXpcsHAyMqIcnLxEwWDb58DRYmskQM… 21/35
Fonte da Figura: https://nova-escola-
producao.s3.amazonaws.com/faqwT6W6mXUeE8725pRJnwNW3scs6KnUrEEP6gJwsNcEA2ntbNDRvEaGKmKP/gettyimages-
1218784955.jpg
📍 Segundo a definição do Clayton Christensen Institute, dos Estados Unidos, o
ensino híbrido é: “um programa de Educação formal no qual um aluno aprende,
apenas, por meio do ensino online, com algum elemento de controle do estudante
sobre o tempo, lugar, modo e/ou ritmo do estudo, e em nenhum momento em uma
localidade física supervisionada, fora de sua residência”.
📍 Os modelos de ensino que caem dentro da zona híbrida estão em uma trajetória
sustentada em relação à sala de aula tradicional. Eles são usados para aperfeiçoar e
oferecer melhorias sustentadas às salas de aula “industriais”, mas não para causar
disrupção nelas. Para muitos líderes educacionais, a chegada dessas inovações é
uma boa notícia. As escolas que lutam contra notas estagnadas, ou declinantes, e
orçamentos apertados podem encontrar alívio na utilização das eficiências que
modelos como a Rotação por Estações, Laboratório Rotacional e a Sala de Aula
Invertida trazem ao sistema. A inovação sustentada é uma parte crucial para o
sucesso de qualquer organização bem-sucedida.
📍 É preciso tomar cuidado para não confundir o ensino híbrido com outros modelos
d i i “T d l l d fi i d i híb id
https://www.google.com/url?q=https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/faqwT6W6mXUeE8725pRJnwNW3scs6KnUrEEP6gJwsNcEA2ntbNDRvEaGKmKP/gettyimages-1218784955.jpg&sa=D&source=editors&ust=1616446259072000&usg=AFQjCNF7iaMTISrf5m1dA-yQURBXHyVCVw
22/03/2021 📑 Avaliação 1
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScIu7lLg3npxOJU-64Sf61__bSpS4FhOnRVnmofbw7nYjt76w/viewscore?viewscore=AE0zAgANd7SEN6qdnp4JfzjXpcsHAyMqIcnLxEwWDb58DRYmskQM… 22/35
educacionais. “Temos escutado em alguns lugares a definição do ensino híbrido
como sendo a transmissão online de aulas ao vivo, mas isso é a definição de aula
síncrona transmitida ao vivo”, atenta Lilian Bacich, diretora da Tríade Educacional e
co-autora do livro Ensino Híbrido: Personalização e tecnologia na Educação. “No
híbrido, temos o que é para ser aprendido no presencial e o que é para ser aprendido
no virtual e você conecta essas duas aprendizagens”. A sala de aula invertida, o
laboratório rotacional e a rotação por estações são alguns exemplos de modelos
híbridos.
📍 Gabriel Araripe, especialista do Singularidades, afirma que é possível aplicar
qualquer modelo de ensino híbrido no Brasil. “Porém, é indicado começar pelos
modelos sustentados, que fazem menos modificações e já conseguem estar
incorporados mais facilmente na prática do professor e na realidade escolar vigente”,
recomenda Fernando. Lilian Bacich concorda, mas diz que o cenário de retorno
presencial parcial pode exigir modelos mais disruptivos pela distância. “Antes da
pandemia, defendíamos muito que, no Brasil, os modelos rotacionais eram os mais
adequados para a nossa realidade: rotação por estação, sala de aula invertida e
laboratório rotacional”, explica.
📍 Fernando argumenta que, apesar dos obstáculos, dá para aplicar ensino híbrido
em diversas realidades e escolas do Brasil, inclusive em escolas públicas com
poucas tecnologias. “É importante ressaltar que o modelo não pressupõe o uso de
um dispositivo digital por aluno”, aponta Fernando. “O que é necessário é que o
professor tenha um planejamento adequado, que faça sentido para o que ele quer
ensinar, que tenha uma intencionalidade pedagógica”. Entre os modelos híbridos
possíveis, há aqueles que se apoiam no formato tradicional da sala de aula (como a
sala de aula invertida e o laboratório rotacional, que são chamados de modelos
sustentados) e aqueles que rompem completamente com o tradicional (os chamados
modelos disruptivos).
Feedback
✅ RESPOSTA CORRETA: 
✅ ITEM CORRETO PARA A QUESTÃO:
📍 ( ) Segundo a definição do Clayton Christensen Institute, dos Estados Unidos, o ensino híbrido é: “um programa de Educação formal no qual um aluno
aprende, apenas, por meio do ensino online, com algum elemento de controle do estudante sobre o tempo, lugar, modo e/ou ritmo do estudo, e em
nenhum momento em uma localidade física supervisionada, fora de sua residência”.
22/03/2021 📑 Avaliação 1
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScIu7lLg3npxOJU-64Sf61__bSpS4FhOnRVnmofbw7nYjt76w/viewscore?viewscore=AE0zAgANd7SEN6qdnp4JfzjXpcsHAyMqIcnLxEwWDb58DRYmskQM… 23/35
✅ GABARITO COM CORREÇÃO:
📍 ( ) Segundo a definição do Clayton Christensen Institute, dos Estados Unidos, o ensino híbrido é: “um programa de Educação formal no qual um aluno
aprende, pelo menos em parte, por meio do ensino online, com algum elemento de controle do estudante sobre o tempo, lugar, modo e/ou ritmo do
estudo, e pelo menos em parte em uma localidade física supervisionada, fora de sua residência”.
22/03/2021 📑 Avaliação 1
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScIu7lLg3npxOJU-64Sf61__bSpS4FhOnRVnmofbw7nYjt76w/viewscore?viewscore=AE0zAgANd7SEN6qdnp4JfzjXpcsHAyMqIcnLxEwWDb58DRYmskQM… 24/35
1/1📚 QUESTÃO 7: Gabriel Araripe, especialista do Singularidades (aula 09),
afirma que é possível aplicar qualquer modelo de ensino híbrido no Brasil.
“Porém, é indicado começar pelos modelos sustentados, que fazem menos
modificações e já conseguem estar incorporados mais facilmente na prática do
professor e na realidade escolar vigente”. Lilian Bacich concorda, mas diz que
o cenário de retorno presencial parcial pode exigir modelos mais disruptivos
pela distância. “Antes da pandemia, defendíamos muito que, no Brasil, os
modelos rotacionais eram os mais adequados para a nossa realidade: rotação
por estação, sala de aula invertida e laboratório rotacional”, explica. No
entanto, diante do atual contexto, considera-se outros modelos, como o flex, o
a la carte e o virtual aprimorado (ou virtual enriquecido), em que o fio condutor
da aprendizagem é o online. Lilian ressalta que, nesses casos, não é
necessário que os alunos estudem as mesmas coisas ao mesmo tempo, já
que ele flexibiliza a aprendizagem. Conheça abaixo os diferentes modelos de
ensino híbrido na fonte do texto abaixo. ✅ Sobre os modelos MODELOS
SUSTENTADOS do Ensino Híbrido, assinale a alternativa CORRETA: *
👉 Assinale apenas uma das opções abaixo (Vale: 1 ponto). Fonte do
Texto: https://novaescola.org.br/conteudo/19715/ensino-hibrido-quais-sao-os-modelos-possiveis
https://www.google.com/url?q=https://novaescola.org.br/conteudo/19715/ensino-hibrido-quais-sao-os-modelos-possiveis&sa=D&source=editors&ust=1616446259075000&usg=AFQjCNGdRXYt4-4rb1l87ICYI9jU9vvFqg
22/03/2021 📑 Avaliação 1
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScIu7lLg3npxOJU-64Sf61__bSpS4FhOnRVnmofbw7nYjt76w/viewscore?viewscore=AE0zAgANd7SEN6qdnp4JfzjXpcsHAyMqIcnLxEwWDb58DRYmskQM… 25/35
Fonte da Figura: https://nova-escola-
producao.s3.amazonaws.com/XK9VMfwMVFwraZWAZ23qaBrdSXzzspyz7TamVWEHpxC9cSBTufsWXGQBW7nR/conexaoeducativa15jul20box008-
retorno-c3-estudiokiwi-texto.jpg
📍 𝐑𝐨𝐭𝐚çã𝐨 𝐩𝐨𝐫 𝐞𝐬𝐭𝐚çõ𝐞𝐬. Neste modelo os alunos são divididos em dois grupos, um
trabalha no laboratório com uma lista de atividades para realizar com apoio da
tecnologia digital, enquanto o outro trabalha na sala de aula com o professor.
Enquanto o primeiro grupo atua de forma autônoma, o professor pode fazer as
intervenções mais diretas com a segunda metade da turma, trabalhando conceitos e
solucionando dúvidas dos estudantes.
📍 𝐒𝐚𝐥𝐚 𝐝𝐞 𝐚𝐮𝐥𝐚 𝐢𝐧𝐯𝐞𝐫𝐭𝐢𝐝𝐚. Neste modelo os alunos são divididos em dois grupos, um
trabalha no laboratório com uma lista de atividades para realizar com apoio da
tecnologia digital, enquanto o outro trabalha na sala de aula com