A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Neuroanatomia rápida

Pré-visualização | Página 1 de 2

1 
 
 
 
 
 
 
O cérebro está localizado dentro da calota 
craniana, cercado por meninges (dura-máter, 
aracnoide e pia-máter). Ele é o centro do sistema 
nervoso central (SNC). 
 
Ele pode ser dividido em um par de hemisférios 
cerebrais, núcleos da base, diencéfalo (tálamo e 
hipotálamo), tronco cerebral e cerebelo. 
Os dois hemisférios cerebrais formam a maior 
parte do cérebro e cada um deles pode ser 
dividido em quatro lobos: 
• Frontal 
• Parietal 
• Occipital 
• Temporal 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
As fissuras e os sulcos dividem a superfície 
cerebral. 
• Uma fissura longitudinal profunda na linha 
média separa os dois hemisférios. 
• As circunvoluções ou giros estão localizados 
entre os sulcos. 
 
 
 
Hemisfério cerebral esquerdo 
 
Neuroanatomia 
BIANCA LOUVAIN 
Hemisfério cerebral direito 
 
 
 
2 
O encéfalo é o responsável pelas funções mentais 
motoras, sensitivas, associativas e superiores. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
• O córtex motor primário está localizado 
no giro pré-central. Os neurônios dessa área 
controlam os movimentos voluntários dos 
músculos esqueléticos do lado oposto do 
corpo. 
o Por isso, uma lesão nesta área pode 
causar crises convulsivas ou alterações 
da consciência. 
o Já lesões destrutivas podem causar 
paresia ou paralisia flácida contralateral. 
• O córtex sensitivo/somestésico primário 
está localizado no giro pós-central. 
o Lesões irritativas podem causar 
parestesias (“adormecimento” ou 
“formigamento”) no lado oposto. 
o Lesões destrutivas causam 
comprometimento da sensibilidade 
cutânea no lado oposto. 
• O córtex visual primário está localizado 
no lobo occipital ao longo da fissura 
calcarina, que divide o cúneo dos giros 
linguais. 
o Lesões irritativas causam sintomas 
visuais (ex: flashes ou arco-íris). 
o Lesões destrutivas causam hemianopsia 
homônima do lado contralateral. 
• O córtex auditivo primário está 
localizado no lobo temporal, ao longo do giro 
temporal transverso. 
o Lesões irritativas causam zumbido nos 
ouvidos. 
o Lesões destrutivas quase nunca causam 
surdez. 
• Os núcleos da base estão situados 
profundamente nos hemisférios cerebrais. 
Eles são formados pelos núcleos caudado e 
lenticular (globo pálido + putamen), bem 
como a amigdala (sistema límbico). Todos os 
outros componentes são estruturas do 
sistema extrapiramidal, relacionado com a 
modulação dos movimentos corporais 
voluntários, alterações posturais e 
integração autonômica. Os núcleos da base 
estão envolvidos com movimentos finos das 
extremidades. 
o Distúrbios podem causar tremores e 
movimentos grosseiros e rígidos. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
• O tálamo está localizado em cada lado do 
terceiro ventrículo, sendo o principal 
mecanismo integrador sensitivo e motor do 
neuroeixo. Todos os impulsos sensitivos, com 
exceção ao olfatório, e a saída dos sistemas 
que modulam e modificam a função motora 
(ou seja, o cerebelo e corpo estriado) 
terminam no tálamo, que se projeta para as 
áreas específicas do córtex cerebral. Por meio 
das suas conexões com o hipotálamo e o 
estriado, o tálamo pode influenciar efetores 
viscerais e somáticos. Além disso, 
desempenha papel na manutenção e 
regulação do estado de consciência, vigília e 
atenção por causa do seu controle de 
excitabilidade elétrica do córtex cerebral. 
Também é uma estrutura crítica para a 
percepção da dor e sensibilidade térmica que 
permanecem depois da destruição completa 
do córtex sensitivo primário. 
• O hipotálamo está localizado abaixo do 
tálamo. Inclui o quiasma óptico e neuro-
hipófise. É responsável por muitos 
mecanismos regulatórios (regulação da 
temperatura, controle neuroendócrino das 
catecolaminas, prolactina, etc). 
• O tronco cerebral é formado pelo 
mesencéfalo, ponte e bulbo. Ele é responsável 
por retransmitir as mensagens entre os 
níveis superior e inferior do SNC. Os nervos 
cranianos (NC) III e XII também se originam 
do tronco cerebral. Ele contém a formação 
 
 
 
3 
reticular, uma rede que fornece estimulação 
muscular para se contrapor à força da 
gravidade. Além disso, é essencial para o 
controle da consciência, pois neurônios do 
sistema reticular ativado são capazes de 
despertar o cérebro inteiro. 
 
• O mesencéfalo contém os colículos superior 
(sistema visual) e inferior (sistema auditivo), 
os pedúnculos cerebrais e os núcleos motores 
dos nervos troclear (NC IV) e oculomotor (NC 
III). Os pedúnculos cerebrais convergem da 
parte inferior dos hemisférios cerebrais e 
entram na ponte. 
o Uma lesão destrutiva dos colículos 
superiores causa paralisia do olhar para 
cima. 
o Lesões destrutivas dos núcleos dos NC 
levam à paralisia do nervo afetado 
o Uma lesão destrutiva do pedúnculo 
cerebral dá origem à paralisia espástica 
contralateral. 
o A destruição de outros tratos no 
mesencéfalo resulta em rigidez e 
movimentos involuntários. 
• A ponte se encontra ventralmente ao 
cerebelo e rostralmente ao bulbo. Os núcleos 
do abducente, facial e vestibulococlear são 
encontrados na ponte e seus nervos saem 
através de um sulco que divide a ponte do 
bulbo. Os núcleos motores e sensitivos do 
nervo trigêmeo também estão localizados na 
ponte. Nesse nível, os tratos corticoespinhais 
(também chamado de tratos piramidais) 
ainda não cruzaram, e uma lesão nesse nível 
produz perda de movimento voluntários do 
lado oposto. 
o Lesões destrutivas na ponte podem 
causar várias síndromes clínicas: 
hemiplegia contralateral com hemiplegia 
ipsilateral do trigêmeo (paralisia dos 
músculos da mastigação e perda da 
sensibilidade no mesmo lado da face; 
hemiplegia contralateral com paralisia 
facial (paralisia de Bell) ipsilateral; 
hemiplegia contralateral com paralisia 
facial ipsilateral e paralisia ipsilateral do 
abducente (paralisia do mm reto lateral 
no mesmo lado da face); hemiplegia 
contralateral com paralisia ipsilateral do 
abducente; tetraplegia e nistagmo. 
• O bulbo é a parte do tronco cerebral entre a 
ponte e a medula espinhal. Os núcleos dos 
nervos hipoglosso, vago, glossofaríngeo e 
acessório espinhal estão localizados no bulbo. 
É dentro dele que a maioria das fibras dos 
tratos corticoespinhais atravessam para o 
lado oposto. 
o Lesões destrutivas no bulbo produzem 
sintomas de acordo com o trato 
interrompirado. Exemplo: paralisia vagal 
(do palato mole e disartria) com perda 
contralateral da sensibilidade dolorosa e 
térmica. 
• O cerebelo está localizado na fossa posterior 
do crânio e é formado por um pequeno verme 
na linha média e dois grandes hemisférios 
cerebrais. Ele atua para manter o indivíduo 
orientado no espaço e para suspender ou 
verificar os movimentos. Também é 
responsável pelos movimentos finos das 
mãos. 
o Lesões destrutivas do cerebelo causam 
oscilações, cambaleios, tremores 
intencionais e incapacidade de modificar 
os movimentos rapidamente. 
A irrigação cerebral é feita 80% pelas artérias 
carótidas internas e 20% pelas artérias 
vertebrobasilares. 
 
 
 
 
 
 
 
 
4 
• Cada artéria carótida interna termina nas 
artérias cerebrais anterior e média. 
• A cerebral posterior se origina na artéria 
basilar, que se une à artéria comunicante 
posterior, um ramo da artéria carótida 
interna. 
• As duas artérias cerebrais anteriores são 
unidas pela artéria comunicante anterior. 
• Essa rede vascular forma o polígono de 
Willis, localizado na base do cérebro. 
 
Em continuação com o bulbo temos a medula 
espinhal. 
 
 Ela se divide em duas metades simétricas pela 
fissura mediana anterior e pelo sulco mediano 
posterior. Cada metade contem substância 
branca e substância cinzenta. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
No centro da medula temos a substância 
cinzenta (SC). 
• O corno anterior é a parte motora da