A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
A escolarização no contexto da inclusão

Pré-visualização | Página 1 de 1

ESCOLARIZAÇÃO
NO CONTEXTO DA INCLUSÃO: O CURRÍCULO DISPONIBILIZADO AOS ALUNOS COM DEFICIÊNCIA DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
JÚLIA GUIMARÃES MEDEIROS
BIANCA MORAIS CARNEIRO
JAQUELINE DA SILVA BRITO
AMÉLIA MARIA ARAÚJO MESQUITA
Objetivo
Explanar os principais aspectos do projeto de pesquisa em andamento que é intitulado Mapeando o Currículo no Contexto da Inclusão: os conteúdos para as crianças com deficiência dos anos iniciais do ensino fundamental, vinculado ao Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Currículo e Formação de Professores na Perspectiva da Inclusão (INCLUDERE), da Universidade Federal do Pará.
Planos de trabalho
Escolarização de alunos com deficiência intelectual: problematizações sobre o currículo de uma escola pública da rede municipal de Belém/PA.
Escolarização no contexto da inclusão: os conteúdos curriculares para os alunos com deficiência intelectual em escola da rede estadual do PA.
Questão Norteadora
Os conteúdos disponibilizados aos alunos sem deficiência compõem o currículo dos alunos com deficiência? 
Metodologia
Abordagem qualitativa, dividido em duas etapas: 
1° etapa: Levantamento bibliográfico e documental para subsidiar os estudos em torno dos conceitos de inclusão, escolarização e currículo.
Tomamos trabalhos de autores como: Mendes (2008), Beyer (2006); Pletsch e Glat (2012); Canário (2005), entre outros.
Assim como: Os Cadernos e os descritores dos Direitos de Aprendizagem do Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC); Projeto Expertise, entre outros.
2° etapa: Coleta de dados, tratamento e análise dos dados empíricos junto às duas escolas selecionadas.
Os documentos privilegiados como fonte de pesquisa nesses planos de trabalho foram os cadernos dos alunos com e sem deficiência dos Ciclos I e II (1° ao 5° ano).
EMEIF Rotary: Está em fase de tratamento e análise dos dados coletados em 2018.
EEEF General Gurjão: Está na fase inicial de coleta de dados. 
FONTE: Dados da pesquisa.
	CICLO DE FORMAÇÃO/ ANOS	CICLO I		CICLO II	
	NÚMERO DE CADERNOS	2° ANO	3° ANO	4° ANO	5° ANO
		4	4	2	2
Aporte teórico e resultados
Canário (2005): Invenção do tempo, espaço, novas formas de socialização do conhecimento, surgimento da categoria aluno e artefatos escolares. 
O conceito de inclusão
Dicotomia entres o alunos
Em relação aos cadernos:
Há uma diferença significativa no nível de complexidade dos conteúdos e também no quantitativo. 
Supremacia de português e matemática
Matérias de ciências, história, artes e geografia apenas para alunos sem deficiência.
Considerações Finais
 Há tentativas de envolver os alunos no processo de escolarização, ainda que limitadas por concepções de deficiência e alfabetização.
Necessidade de ressignificar a própria ideia de deficiência, apostar na formação de professores, acompanhamento do trabalho pedagógico, trabalho compartilhado entre a educação especial e a escola comum e a aproximação universidade escola como possibilidade de incentivo a essas ações.
A escola garantir uma aprendizagem significativa desses sujeitos.
Referências
BELÉM.  Diretrizes Curriculares do Ensino Fundamental – Ciclo I e II. SEMEC-PA, 2012.
BRASIL, MEC. Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. Brasília: MEC/SECADI, 2008.
BYER, H. O. Inclusão e Avaliação na escola: de alunos com necessidades educacionais especiais. Porto Alegre: Mediação, 2006.
MENDES, G. M. L. Nas trilhas da exclusão: as práticas curriculares da sala de aula como objeto de estudo. In: BUENO, J. G.; MENDES, G. M. L; SANTOS, R. A. dos. Deficiência e escolarização: novas perspectivas de análise. Santos-Araraquara, SP: Junqueira & Marin, Brasília, DF: CAPES, 2008.
MESERLIAN, K. T. Análise do processo de inclusão de alunos surdos em uma escola municipal de Arapongas. Londrina: UEL, 2009. (Dissertação de mestrado)
PARÁ, Documento Base do Plano Estadual de Educação (2014-2014), Belém-Pará, SEDUC.
PLETSCH, M. D; GLAT, R. A escolarização de alunos com deficiência intelectual: uma análise da aplicação do Plano de Desenvolvimento Educacional Individualizado. Linhas Criticas, Brasília, v. 18, n. 35, p.198-208, jan. 2012. Disponível em:<file:///C:/Users/Amélia/Documents/AMÉLIA/glat.pdf>. Acesso em: 13 nov. 2019.
Obrigada!