A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
AV 2 - DIR CIVIL V - 2020 2 2 respondida

Pré-visualização | Página 1 de 1

UNESA - Curso de Direito 
Professora: Ana Cristina A. Pinheiro. 
Disciplina: Direito Civil V – AV2 – 2020.2 
Aluno: Eduardo Fernandes Reis Demberg 
1ª PARTE – QUESTÕES OBJETIVAS . (1 ponto) 
1) De acordo com as aulas de parentesco, assinale a 
alternativa incorreta. 
a. Na linha colateral, considera-se o parentesco até 
o quarto grau. 
b. São parentes em linha reta os pais, filhos, avós e 
netos. 
c. O parentesco pode ser natural ou civil. 
d. Com a dissolução do casamento ou da união 
estável, se extingue o grau de parentesco por 
afinidade na linha reta. 
 
2) Sobre os impedimentos matrimoniais, não 
podem casar e absoluto: 
a. o divorciado, enquanto não houver sido 
homologada ou decidida a partilha dos bens do casal. 
b. os parentes colaterais até o quarto grau. 
c. os afins em linha reta e em linha colateral. 
d. o adotante com quem foi cônjuge do adotado e o 
adotado com quem o foi do adotante. 
 
3) Considerando as disposições legais em relação ao 
regime matrimonial de bens, assinale a alternativa 
INCORRETA: 
a. O regime de bens entre os cônjuges, seja o legal 
seja o contratual, este estabelecido por meio do 
denominado pacto antenupcial, começa a vigorar na 
data do casamento. 
b. Mesmo não havendo convenção, ou sendo ela 
nula ou ineficaz, vigorará, quanto aos bens entre os 
cônjuges, o regime da comunhão parcial. 
c. Pode, qualquer dos cônjuges, livremente, 
independente um da autorização do outro, alienar os 
bens móveis durante o casamento. 
d. Estabelecido o regime matrimonial de bens, por 
força de pacto antenupcial ou adoção do regime legal, 
não é possível, por conta da imutabilidade, a alteração 
posterior do regime matrimonial de bens. 
 
4) No que concerne ao poder familiar, assinale a 
alternativa correta. 
a. O pai ou a mãe que estabelecer nova união 
estável, não perde, quanto aos filhos do 
relacionamento anterior, os direitos do poder familiar. 
b. Os pais, quanto à pessoa dos filhos menores, 
podem recomendar, não porém exigir, que lhes 
prestem obediência, respeito e os serviços próprios da 
sua idade e condição. 
c. Durante o casamento ou a união estável, aos 
pais compete o poder familiar; na falta ou 
impedimento de um deles, dará o juiz tutor ou 
curador, conforme o caso. 
d. Os filhos estão sujeitos ao poder familiar, 
enquanto permanecem seus vínculos de dependência 
econômica. 
5) É hipótese de perfilhação, EXCETO: 
a. registro do nascimento; 
b. escritura pública ou escrito particular; 
c. averiguação oficiosa; 
d. testamento. 
 
6) Uma das formas de dissolução do casamento é o 
divórcio. Assim, assinale a alternativa correta: 
a. não pode ser concedido sem prévia partilha dos 
bens. 
b. demanda prévia separação judicial, há pelo menos 
um ano, ou de fato, há pelo menos dois. 
c. só pode ser requerido se comprovada culpa de um 
dos cônjuges. 
d. pode ser realizado pela via extrajudicial, desde que 
haja consenso entre as partes e inexistência de 
incapazes e nascituro. 
 
2ª PARTE - RESPONDA ÀS QUESTÕES PROPOSTAS, 
JUSTIFICANDO-AS. (1 PONTO) 
7) Enzo, menor com dez anos de idade, está sem 
receber a pensão alimentícia de seu pai, Ricardo, há 
cinco anos, apesar de decisão judicial transitada em 
julgado. Enzo, representado por sua mãe, Sara, 
promove ação de execução de alimentos, no valor de 
R$ 200.000,00 (duzentos mil reais), pelos alimentos 
pretéritos, devidamente corrigidos. Para pagamento da 
dívida, fora determinada penhora do imóvel em que 
Ricardo e Fabiana, sua atual companheira, residem. O 
imóvel, avaliado em R$300.000,00 (trezentos mil 
reais), é o único do casal e foi adquirido onerosamente 
por ambos após a constituição de união estável. 
Considerando que a penhora recaiu apenas sobre a 
parte que cabe a Ricardo, responda aos itens a seguir. 
 
a) Há fundamento para penhora do bem descrito? Sim, 
de acordo com o art 528, parágrafo 8. medida judicial 
que serve para cobrar períodos maiores, sem limite de 
parcelas, com pedido de penhora de bens do devedor 
(imóveis, carros, dinheiro), como meio de garantir o 
cumprimento da dívida. 
 
 
 
b) Como fica a situação de Fabiana na hipótese de 
alienação judicial do bem descrito? É aceito a penhora 
do imóvel pelo caso da união estável na qual a divida 
deverá ser paga. A qual o imóvel será penhorado. Por 
ambos estarem onerosamente é de acordo a penhora 
e o pagamento da divida. 
 
 
 
 
8) Em 10.10.2015 João e Maria casaram-se pelo 
regime da comunhão universal de bens. Maria 
recebeu, em janeiro de 2017, um imóvel de seu pai, 
em doação. Em setembro de 2020, o casal resolveu se 
separar. João entende que é proprietário do referido 
imóvel, o que é negado por Maria. A quem assiste 
razão? Explique. Resposta: Sim, o bem recebido por 
doação a Maria é exclusivamente dela não se 
comunicando com o patrimônio do marido. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
BOA PROVA!!!