A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Principais manejos na ovinocultura - resumo

Pré-visualização | Página 1 de 1

Liana Ribeiro 
Principais manejos na ovinocultura 
Manejo pré-parto: ​cuidados especiais para cria saudável; 
● Manter fêmea em lotes de animais conhecidos e evitar introdução de animais estranhos; 
● Evitar brutalidade e passagens rápidas em porteiras; 
● Retirar animais agressivos do rebanho; 
● Evitar troca de manejador; 
● Gestação: 150 dias; 
● Evitar estresse alimentar; 
● Tosquia higiênica: evitar acúmulo de fezes; 
● Nos últimos 60 dias o cordeiro ganha 70% do peso; 
● Trazer ovelhas para local mais próximo; 
● Condução das fêmeas - calma; 
● Evitar manejos a mais; 
● Comportamento de isolamento e busca de proteção; 
● Separação do rebanho; 
● Em épocas das chuvas, evitar o pastejo nas primeiras horas da manhã, pois a umidade pode propiciar a subida dos 
parasitas para as folhas das pastagens; 
● Local plano, seco e bem arejado; 
Sinais de parição: 
● Vulva e cauda úmidas; 
● Inquieta (caminha em círculos, abaixa e levanta); 
● Ofegante; 
● Raspa o chão: prepara o ninho; 
● Vocalização; 
Pós - parto: 
● Seca focinho e boca, depois as costas - evitar hipotermia; 
● Cura do umbigo com iodo (desidrata ponta do umbigo, e em contato causa um colapso da parede - melhora 
cicatrização e evita miíase); 
Recém - nascidos: 
● Contato com a mãe; 
● Colostro até 6 horas: observar mamada em até 30 minutos; 
○ Duração: 36 a 72 horas; 
● Secar e aquecer se for preciso; 
● Banco de colostro: armazenamento de colostro excedente de outras ovelhas; 
○ Congelamento; 
○ Matrizes doadoras: fêmeas que perderam, rejeitaram suas crias ou que tenham alta produção; 
● Desinfecção do umbigo; 
● Id cordeiro; 
● Placenta sinepiteliocorial: sem transferência de igg via placenta; 
● No pós-parto, as crias devem permanecer no aprisco por um período de 15 a 20 dias; 
Pesagem: 
● Peso ao nascimento antes de mamar - produção; 
● Usado para seleção; 
● Acompanhar a cada 15 dias; 
Castração: 
● Separação por sexo 90 a 120 dias: evitar coberturas indesejáveis, mas manter contato visual; 
● Evita coberturas indesejáveis; 
● Antes de atingir a puberdade; 
● Melhora sabor e odor da carne; 
● Borrachinha, burdizzo e cirúrgica; 
Caudectomia: 
● Cordeiros jovens; 
Liana Ribeiro 
● Raças lanadas - melhora na qualidade do pelo; 
● Destinados à reprodução; 
● Animais que permanecerão no rebanho na fase adulta; 
● Evita surgimento de miíases; 
● Métodos: borracha, burdizzo, lâmina de ferro; 
● Fêmeas: proteger vulva e períneo; 
● Capões: cortar cauda pela metade para facilitar a identificação; 
● Aproveitar manejo de id, castração e/ou caudectomia para vacinar e/ou vermifugar; 
Ordenha: 
● Rodízio de ordenha; 
● Pré e pós dipping: ordenha manual ou mecânica, controle de novas infecções intramamárias; 
● Glicerina atua formando um tampão do final do teto; 
● Barreira que impede a passagem dos microorganismos do meio ambiente para o interior dos tetos; 
Tosquia: 
● Tesoura ou máquina; 
● Outubro; 
● Média: 5kg/lã/animal/ano; 
● Eleva ganho de peso; 
● Cooperativa: separação por espessura e qualidade; 
● Indústria: triagem para velos de maior valor; 
● Lavanderia: lavagem para retirar odor e gordura - lanolina; 
Casqueamento: 
● Casco biungulado: duas unhas ou dedos; 
● Evitar foot rot - afetam a produtividade; 
● Frequência depende do terreno; 
● Limpeza e corte da parede interna e externa; 
 
Identificação de idade por dentição: 
 
 
Manejo sanitário 
● Observar comportamento; 
● Falta de apetite; 
● Temperatura; 
● Fezes; 
● Revisar o rebanho e avaliar o animal; 
● Seguir calendário de vacinação e vermifugação; 
● Alimento e água; 
● Redução de estresse; 
● Isolar animais doentes; 
Liana Ribeiro 
● Descarte de animais com doenças crônicas; 
● Manejar animais por categoria; 
● Procedimentos preventivos ou curativos; 
 
● Haemoncose: ​edema submandibular, método famacha para avaliar mucosas; 
● Fêmeas: ​consultar bula para prenhas e abaixo de 4 meses de idade; 
● Cordeiros a pasto: desmame e progressivamente são soltos no pasto; 
● Cordeiros confinados do nascimento ao abate não precisam ser vermifugados ao desmame; 
 
Vacinação: 
● Em caso de doenças de risco: abate; 
● Raiva, clostridiose, linfadenite caseosa e ectima contagioso; 
● Respeitar calendário conforme a demanda; 
● Raiva em regiões com casos confirmados: obrigatória no GTA; 
● Clostridiose: polivalente; 
● Para animais não vacinados: aplicar 2 doses com intervalo entre 4 a 6 semanas entre as doses; 
●