A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Semiologia - Dermatites

Pré-visualização | Página 1 de 1

Lesões elementares de pele:
1. Manchas ou máculas: 
Toda lesão elementar relacionada a cor de melanina – hipercrômicas (fitoterapia, acne, melasma, melanoma maligno), hipocrômica (ptiriases – “micose de praia”, hipomelanose) ou acrômica (vitiligo – nenhuma pigmentação)
Observação: a classificação está relacionada com a quantidade de melanina, a qual determina a pigmentação. 
Além da relação com a melanina, as máculas podem estar relacionadas a outros pigmentos orgânicos aumentados (bilirrubina, carotenos e outros). 
Os pacientes diabéticos, tem uma deficiência no metabolismo de carotenos, o que causa facilmente uma hipercarotenemia. 
2. Púrpuras – hemácias fora do vaso.
Podem ser divididas em:
 petéquias – puntiformes, com <1mm
 equimose – >1cm
 púrpura – equimose de grande aumento – Púrpura de Bateman)
 víbice (equimose/petéquia que apresentam característica linear)
 hematoma (comumente presença de abaulamentos, devem ser drenadas para evitar infecção e compressão de locais profundos)
Quando os vasos são alterados, tem-se as lesões vasculares, que podem ser:
	 transitória (funcionais, sempre planas, máculas)
	 eritema (palmar, infeccioso, exantema) e enantema (mucosas)
	 cianose (periférica – fenômenos de Raynaud) e cinema 
Essas alterações vasculares podem ser:
 permanentes
 angiomas (principalmente angiomas Rubi), hemangiomas cavernosos 
 telangectasias (como na esclerodermia)
3. Pápula:
Toda lesão de conteúdo sólida com <5mm, sendo divididas em: epidérmicas, dérmicas e mistas – relação com localização. 
A lesão mais comum é o molusco contagioso, que predomina em atópicos – pápulas pequenas, umbilicadas e numerosas.
	Observação: sífilis secundária – diagnóstico diferencial de todas as doenças de pele. 
	Observação: xantelasma – doença comum de acúmulo de lipídios (nem sempre está relacionada com colesterol – hipercolesterolemia) lesão de caráter misto. 
4. Tubérculo:
Toda lesão de conteúdo sólida com >5mm, sendo a forma mais classe a hanseníase – lepra virshowiana (rara).
5. Nódulo:
A lesão característica é o eritema nodoso hansênico (pode dar em qualquer parte do corpo – lesões mais palpáveis) ou clássico (somente em MMII) 
6. Vegetação:
Podem ser verrucosa (queratina que ascende para “fora da pele”, como as verrugas palmar) ou condilomatosa (ascende em mucosas, comuns nos casos de HPV – órgãos genitais). 
7. Ceratose:
Pode ser localizado (faces) ou generalizadas (palmar e plantar). Muitas vezes é associada e tratamento como um carcinoma espino celular.
8. Esclerose: 
O exemplo clássico é a esclerodermia (endurecimento devido à perda de tecido elástico, podendo ser sistêmica ou localizada)