A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
GO - Datação e Diagnóstico de Gravidez

Pré-visualização | Página 1 de 1

SEMIOLOGIA GINECOLÓGICA E OBSTÉTRICA
DIAGNÓSTICO DE GRAVIDEZ E 
DATAÇÃO DA GESTAÇÃO
DATA: 18/03/2021
CONTEÚDO: Aula Assíncrona
DIAGNÓSTICO 
DE GRAVIDEZ
DIAGNÓSTICO CLÍNICO:
O diagnóstico clínico é baseado na história clínica, sinais e sintomas apresentados pela paciente. 
QUEIXAS PRINCIPAIS:
- atraso menstrual
- fadiga
- masalgia
- polaciúria
- enjoos e vômitos matinais
SINAIS DE PRESUNÇÃO:
- atraso menstrual
- manifestações clínicas: • náuseas e vômitos
 		 • salivação excessiva
		 • mudança de apetite
		 • tontura
		 • polaciúria
		 • sonolência
- modificações anatômicas: •  volume das mamas
 			 •  da circulação venosa nas 			 mamas: ramificação das veias no 			 tecido subcutâneo
 			 • hipersensibilidade dos mamilos
 			 • tubérculos de Montgomery: 			 pequenas protuberâncias 			 (exacerbação de glândulas 			 sudoríparas e sebáceas já 			 existentes) nas aureolas
 			 saída de colostro pelo mamilo (a 			 partir de 12 semanas)
 			 • coloração violácea da vulva 			 devido a congestão pélvica
 			 • cianose vaginal e colo uterino 			 (cianose cervical)
 			 •  do volume abdominal
SINAIS DE PROBABILIDADE:
- amolecimento do colo uterino e aumento do volume (passa a ocupar todo o fundo de saco vaginal)
- paredes vaginais aumentadas, com aumento da vascularização
- pulso da artéria vaginal em casos de exame de toque.
SINAIS DE CERTEZA:
- batimentos cardíacos fetais (estetoscópio de Pinard e Sonar Doppler).
- percepção dos movimentos fetais: desde a 8ª semana existe movimentação fetal, mesmo que 
percebida comumente pelas gestantes por volta da 20ª. 
DIAGNÓSTICO BIOQUÍMICO:
O diagnóstico bioquímico tem como base a gonadotrofina coriônica (hCG) – é uma glicoproteína produzida a partir de 3 dias após a fecundação e secretada pelo sinciciotrofoblasto após a nidação (ocorre entre 7-14 dias após a fecundação). 
- figura de um blastocisto, ou seja, o embrião no momento da fecundação
- camada de células denominada sinciciotrofoblasto – responsável pela produção do hCG
GONADOTROFINA CORIÔNICA:
- composta pela subunidade  e 
- para diagnóstico de gravidez, não há diferença entre subunidades 
- a subunidade  não é exclusiva da gonadotrofina – ela é comum também ao LH, FSH e TSH
- função: sustentar o corpo lúteo do 8º dia até 7 semanas
	• corpo lúteo: resíduo/cicatriz que permanece no ovário responsável pela liberação do óvulo fecundado. O corpo lúteo, chamado CORPO LÚTEO GRAVÍDICO, é o responsável pela produção de progesterona – hormônio que sustenta o embrião/zigoto a fim de evitar abortamentos precoces
- no dia provável da menstruação, o valor da gonadotrofina sérica é de 100mUI/mL
	• valores acima de 25mUI/mL são considerados gestação
DIAGNÓSTICO ULTRASSONOGRÁFICO:
O diagnóstico por imagem, quando feito no primeiro trimestre, é realizado através da USG transvaginal:
- saco gestacional com 4-5 semanas
• estrutura anular presente dentro do saco gestacional – vesícula vitelínica – função de transferir oxigênio e nutrientes para o embrião até a formação da placenta (14ª semana)
- batimento cardíaco fetal com 6-7 semanas
- movimentos fetais com 8 semanas
- comprimento cabeça-nádega (CCN) >5mm: obrigatoriamente o embrião deve ter o batimento cardíaco fetal (BCF) presente. Caso o BCF não esteja presente em embriões com CCN >5mm, há um abortamento de uma gravidez inviável
- o tipo de exame de USG pode ser indicado através dos níveis de gonadotrofina, ou seja:
	• hCG ≥1800mUI/mL – transpélvico
	• hCG ≥800mUI/mL até 1800mUI/mL – transvaginal
OBSERVAÇÃO: a USG não é o primeiro método utilizado para diagnóstico de gestação, uma vez que o nível mínimo utilizado são 800mUI/mL hCG; enquanto o diagnóstico bioquímico é confirmado a partir de 25mUI/mL
COMPRIMENTO CABÉCA-NÁDEGA:
- um importante marcador para viabilidade da idade gestacional, ou mesmo da sobrevida e prognóstico da gestação
- se houver um CCN >5mm, obrigatoriamente, deve ter a presença de BCF detectado na USG
- a medida do CCN é feita através do traçamento de uma linha que parte do vértice do couro cabeludo até a circunferência caudal do embrião
- é o principal diâmetro que se observa (mais confiável) quanto se deseja fazer a datação da gravidez pela ultrassonografia
DATAÇÃO 
DE GRAVIDEZ
REGRA DE NAEGELE:
- soma-se 7 dias
- subtraí-se 3 meses ou acrescenta-se 9 meses
EXEMPLO: 
DUM 02/08/2020
+ 7 dias
- 3 meses:
DPP: 09/05/2021
A DATA PROVÁVEL DO PARTO SERÁ SEMPRE O DIA EM QUE A PACIENTE COMPLETARÁ 40 SEMANAS DE GRAVIDEZ, OU SEJA, 9 MESES
DATAÇÃO PELA USG:
- quanto mais precoce for feita a ultrassonografia mais confiável ela será para datação da gestação 
COMO FAZER ESSA CONTA?
- utilize a data referida pela USG
- utilize a idade gestacional dada pela USG
- a partir da IG apontada, calcule quantas dias restam/semanas para que se chegue a 40 semanas
OBSERVAÇÃO: o melhor diâmetro para se calcular a IG pelo ultrassom é o CCN (erro de 3 dias)
EXEMPLO: 
DATA DA USG: 17/09/2020
IG: 6 semanas e 4 dias
	Ou seja, para completar 40 semanas, restam: 33s3d = 234d
- para completar setembro: 13d
- outubro: 31d
- novembro: 30d
- dezembro: 31d
- janeiro: 31d
- fevereiro: 28d
- março: 31d
- abril: 30d
- maio: 8d para completar 234d
DPP: 08/05/2021
CASOS CLÍNICOS 
1. Paciente procura no ambulatório e refere a DUM no dia 17/07/2020. Diz ter certeza desta data. Qual seria a idade gestacional da mesma no dia de hoje (17/09/2020)? 
- julho: 14 dias
- agosto: 31 dias
- setembro: 17 dias
Somatório: 62 dias ÷7 = 8 semanas 6 dias
2. Paciente relata DUM no dia 14/03/2020. Qual seria a IG no mesmo dia de hoje? (17/09/2020)
- março: 17 dias
- abril: 30 dias
- maio: 31 dias
- junho: 30 dias
- julho: 31 dias
- agosto: 31 dias
- setembro: 17 dias
Somatório: 187 dias ÷7 = 26 semanas 5 dias
	3. Paciente desconhece a DUM e trouxe consigo uma USG realizada no dia 18/06/20, cujo laudo revelava uma gestação de 6 semanas 6 dias. Qual seria a IG da mesma no dia de hoje? (17/09/2020)
- junho: 12 dias
- julho: 31 dias
- agosto: 31 dias
- setembro: 17 dias
Somatório: 91 dias ÷7 = 13 semanas + 6 semanas 6 dias 
= 19 semanas e 6 dias