A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Lesões de Tecidos Duros

Pré-visualização | Página 1 de 1

Lesões de Tecidos Duros
Prevalência: 8 a 10 anos / ICS (incisivos centrais superiores) = 70%
Fatores predisponentes
● Classe II divisão I
● Classe I com sobressaliência da maxila
● Mordida aberta
● Protrusão dos incisivos
● Falta de selamento labial
Prevenção
● Cuidados
● Prevenção de maloclusões
● Protetor bucal
Avaliação
● Inspeção visual
● Palpação (observar movimento ósseo)
● Percussão (Vertical= pulpar e L.P / Horizontal= L.P apical)
● Vacina tríplice (Dependendo do lugar onde a pessoa sofreu o trauma.
Ex: lugar onde cria animais).
● Transiluminação = Para avaliar se há trincas ou reabsorção interna.
● Vitalidade pulpar = Pode fazer, mas nem sempre é necessário.
● Em crianças deve-se evitar fazer teste de percussão e de vitalidade
pulpar.
● Radiografia = Para procurar fratura, exposição pulpar, reabsorção,
corpo estranho, deslocamento, ausência do L.P. Feita pela técnica do
Paralelismo.
Classificação : Lesões de Tecido Duro do Dente
- Trinca ou Fratura Incompleta do ES (esmalte)
- Fratura completa do ES
- Fratura ES e DE (dentina), sem exposição pulpar.
- Fratura ES e DE, com exposição pulpar.
- Fratura coronária radicular com ou sem exposição pulpar
- Fratura radicular.
Trinca ou Fratura Incompleta de Esmalte
- Cuidado: higienizar e evitar um novo trauma desse dente
- ATF(aplicação tópica de flúor que favorece o fechamento da trinca
através da remineralização do esmalte) + escovação com flúor
- Se tiver sensibilidade, aplicar selante de superfície
Fratura de esmalte
- Desgaste para devolver estética ou tira pontinhas que estão cortando
+ aplicação de flúor
- Restauração no lugar do fragmento, é uma opção
- RX de acompanhamento
Fratura de esmalte e dentina sem exposição pulpar
- Pode ou não haver dor
- Quanto mais cedo tratar = melhor para vitalidade pulpar
- Colagem do fragmento ou restauração
- Pode precisar de proteção (hidróxido de cálcio+civ)
Fratura de esmalte e dentina com exposição pulpar
Polpa exposta -> pode virar depois um pólipo pulpar ou uma pulpite.
● Permanente com rizogênese completa = pulpectomia
● Permanente com rizogênese incompleta= pulpotomia completa ou
alta(deixa a polpa radicular para que a raiz do dente continue sendo
formada)
● Decíduo= pulpectomia (se a raiz estiver formada); pulpotomia (Se for
ápice aberto)
Pulpotomia alta
Remover até 3mm do tecido pulpar exposto.
Aplica medicação à base de corticosteróide por 5 min .
Lava com hipoclorito 1%.
Aplica a mistura de hidróxido de cálcio + anestésico.
Aplica o CIV.
Restaurar com resina.
Não faço pulpotomia alta quando o trauma já tem 72hr após o acidente e
com presença de pólipo pulpar;
Qual o motivo de fazer a pulpotomia alta? Pois ajuda na deposição de
dentina coronária e cervical, diminuindo a luz do canal e diminuindo a chance
de fratura.
Pulpotomia completa
Faço quando passou de 72 hr do trauma e tem pólipo pulpar.
Sempre acompanho radiograficamente.
Lembrete: não é um tratamento definitivo, deixando a polpa radicular apenas
para que o dente continue a se fechar no ápice, a alta pode ser permanente
Fratura coronária radicular com ou sem exposição pulpar
● Segue o mesmo princípio
● Quanto mais longitudinal for a fratura, menor a chance de conseguir
manter o elemento.
● dente jovem = tenta manter pois ele tem uma recuperação melhor
● As vezes preciso fazer aumento de coroa ou extrusão ortodôntica
.Fratura radicular
● Menos comum em decíduos
● RX: deve ser feito em várias angulações verticais, sem o RX iniciou
na direção da linha da fratura, tem-se uma imagem nítida.
● Reparo: deposição de tecido calcificado, interposição de tecido
fibroso, de osso alveolar ou tecido de granulação.
● Redução correta: 80% consegue calcificar certinho/ se passou de 48
hr : já começou a interposição de tecido fibroso e aí mesmo que você
posicione o dente, dificilmente ele irá calcificar.
● Tratamento
⅓ apical: Contenção de 90 a 120 dias.
⅓ médio: Tratamento endodôntico
Fraturas oblíquas e verticais que deslocam o fragmento da cervical
ou fratura no alvéolo: Exodontia.
Me siga, deixe seu like e salve para estudar !