A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Avaliação I, II, III e discursiva de Geografia

Pré-visualização | Página 1 de 7

Avaliação I - Individual Semipresencial
Legenda:  Resposta Certa   Sua Resposta Errada  
Parte superior do formulário
	1.
	Os avanços tecnológicos em meio aos desastres e consequências negativas, que ocorreram durante e após a Segunda Guerra Mundial, provocaram reflexões dos geógrafos, os quais passaram a criticar a geografia chamada clássica ou tradicional, vislumbrando uma geografia mais humana e política. Dentre os impactos e reformulações que se concretizaram na geografia, algumas se orientam no contexto de novos paradigmas da ciência, no neopositivismo e/ou no materialismo histórico como linhas de orientação filosófica. Sobre as correntes teórico-metodológicas que se firmaram depois da II Guerra Mundial, analise as seguintes afirmativas:
I- A Geografia Teorética-quantitativa incorporou modelos matemático-estatísticos, cujos dados e informações passaram a ser tratados e organizados em tabelas, gráficos e projeções.
II- A Geografia Teorética-quantitativa, no Brasil, desenvolveu-se a partir do final da década de 1960 e início de 1970, sendo que o IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia Estatística - foi acionado, por dispor de dados e informações, resultados do censos e profissionais geógrafos que apoiavam a utilização dos modelos matemático-estatísticos.
III- O governo militar se beneficiou da Geografia Teorética-quantitativa porque procurava integrar a economia brasileira como dependente à economia mundial e projetava, de forma linear, um crescimento econômico, baseado nos dados estatísticos e projetivos.
IV- Após a Guerra do Vietnã, um período de recessão econômica e desestabilização dos regimes autoritários em países do Primeiro Mundo exigiu-se dos geógrafos quantitativistas novas reflexões e total abandono da experiência Teorética quantitativa.
Agora, assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	As afirmativas I, II e IV estão corretas.
	 b)
	As afirmativas I, III e IV estão corretas.
	 c)
	As afirmativas II, III e IV estão corretas.
	 d)
	As afirmativas I, II e III estão corretas.
	2.
	O ensino nas escolas no início do século XXI não pode ser mais baseado nos moldes do século passado. O mercado de trabalho exige dos profissionais novas capacidades de flexibilidade, adaptação e inovação para as quais a escola e também a geografia não estão correspondendo. De modo geral, sobre os objetivos da disciplina de geografia, analise as afirmativas a seguir:
I- Deve levar o aluno a entender o espaço geográfico e como as sociedades o transformam, e como se estabelecem relações de poder sobre a base territorial carregadas de disputas de interesses e contradições.
II- Possibilitar que o aluno se perceba enquanto sujeito do espaço que estuda, percebendo que os fenômenos que ali ocorrem são resultados da vida e do trabalho em sociedade, mediados pelo conhecimento e uso da técnica.
III- Permitir que o aluno compreenda que as suas ações individuais não trarão consequências para a sociedade ou para a natureza, mas suas ações em grupo refletirão nas transformações socioespaciais.
IV- Possibilitar que o aluno perceba o meio em que vive, bem como se localizar, orientar e se locomover, entendendo o espaço em escalas diversas.
Agora, assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	As afirmativas I, II e III estão corretas.
	 b)
	As afirmativas I e III estão corretas.
	 c)
	As afirmativas II, III e IV estão corretas.
	 d)
	As afirmativas I, II e IV estão corretas.
	3.
	A geografia como ciência surgiu na Europa, no decorrer dos séculos XVIII e XIX e aos poucos, conforme as escolas foram se institucionalizando, a disciplina foi sendo ministrada tanto no Ensino Fundamental, secundário e instituições superiores. No Brasil, a geografia foi se desenvolvendo nos moldes da geografia francesa, principalmente nas universidades de São Paulo e Rio de Janeiro. A disciplina chegou às escolas, desta forma, sobre a institucionalização do ensino da Geografia no Brasil. Com base no exposto, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) A Revolução de 1930 marca o fim do predomínio do poder político das oligarquias agrárias e ascensão da burguesia e a classe média. É o período histórico em que a urbanização e a industrialização se aceleraram, contribuindo para a expansão da escolarização e do ensino da geografia.
(    ) Como foi influenciada pelo pensamento da escola clássica francesa, até por volta de 1956, pode-se afirmar que era um ensino baseado em livros didáticos, era baseado em descrições, principalmente do espaço natural.
(    ) Preocupou-se com a unificação do território brasileiro e com a conquista de um lugar privilegiado junto às demais nações.
(    ) A geografia estudada, principalmente nas universidades de São Paulo e Rio de Janeiro, foi valorizada como ciência, concomitantemente com a criação da Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB) e do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE).
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	V - F - V - V.
	 b)
	V - V - F - V.
	 c)
	F - F - F - F.
	 d)
	F - V - V - F.
	4.
	Durante a Idade Média, o conhecimento geográfico sofreu um retrocesso, comparando-o com os avanços atingidos pela civilização grega, influenciado pelo poder do controle social e político exercido pela Igreja Medieval, atrelando os conhecimentos aos ensinamentos bíblicos. A partir da segunda metade do século XV, transformações como a expansão das atividades comerciais e a interrupção do caminho terrestre para as Índias pelos turcos otomanos (passaram a cobrar impostos elevadíssimos para permitir passagem das caravanas de comerciantes italianos) modificaram os horizontes geográficos dos europeus. Assinale  a alternativa CORRETA que apresenta o conjunto dos conhecimentos geográficos que foram possíveis com as navegações dos europeus no final do século XV e início do XVI:
	 a)
	Organização e sistematização dos relatos de viagens em livros impressos e acessíveis a toda a população.
	 b)
	Organização de bibliotecas, administradas por representantes do povo, onde estavam expostos os mapas elaborados durantes as viagens, com as descrições detalhadas das paisagens observadas durantes as viagens.
	 c)
	Elaboração de mapas, identificando rotas marítimas, descrições de elementos geográficos naturais, como rios, lagos, montanhas, litorais e aspectos culturais dos povos até então desconhecidos.
	 d)
	Elaboração de mapas junto a registros de diários de viagens, confirmando os perigos existentes no oceano desconhecido, reforçando antigos mitos sobre a existência de criaturas marítimas gigantes.
	5.
	Durante a Idade Média (século V - 476 d. C. até o século XIV - 1453 d. C.), a Europa, Oriente Médio e Norte da África passaram por um período em que os espaços geográficos foram reorganizados e reestruturados em função de mudanças culturais, políticas, econômicas e religiosas. Muitos conhecimentos gregos foram refutados pelos romanos, pelos povos europeus (alguns bárbaros) que viveram durante a Idade Média e também pela Igreja cristã. No entanto, a expansão do povo árabe e do islamismo contribuiu para o avanço do conhecimento geográfico, apesar da não preocupação direta com esse conhecimento. Assinale a alternativa CORRETA que apresenta as contribuições dos povos árabes para o conhecimento geográfico, mesmo que indiretamente:
	 a)
	A reorganização de todos os conhecimentos acumulados pelos gregos e romanos através de traduções para a língua árabe, sem agregar conhecimentos novos.
	 b)
	Manutenção da organização territorial dos gregos e romanos, os quais foram os povos que dominaram vastas áreas da Antiguidade Clássica. Estabelecimento de rotas comerciais e de peregrinação; tradução de obras gregas para o árabe; descrição das paisagens naturais, características e costumes dos povos que iam sendo dominados.
	 c)
	Reorganização territorial favorecendo a expansão do islamismo através de guerras e conquista de terras; estabelecimento de rotas comerciais e de peregrinação para Meca; tradução de obras gregas de Aristóteles e Ptolomeu para o árabe; descrição