A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
LIVRO INTRODUÇÃO A FARMÁCIA

Pré-visualização | Página 1 de 4

Conteúdo:
INTRODUÇÃO 
À PROFISSÃO: 
FARMÁCIA
Daikelly Braghirolli
Daniela Steffens
Liliana Rockenbach
Catalogação na publicação: Ana Paula M. Magnus – CRB 10/2052
Revisão técnica:
Letícia Hoerbe Andrighetti
Farmacêutica Industrial 
Mestre em Ciências 
B813i Braghirolli, Daikelly Iglesias
 Introdução à profissão : farmácia / Daikelly Iglesias 
 Braghirolli, Daniela Steffens, Liliana Rockenbach ; [revisão 
 técnica: Letícia Hoerbe Andrighetti]. – Porto Alegre : 
 SAGAH, 2017.
 121 p. : il. ; 15,5 x 22,5 cm.
 ISBN 978-85-9502-264-5
 1. Farmácia. 2. Farmácia – Profissão. I. Steffens, Daniela. 
 II. Rockenbach, Liliana. III. Título.
CDU 615.1
Iniciais_Introdução a profissão_Farmácia.indd 2 27/09/2017 14:03:04
Noções gerais da profissão: 
definição e histórico
Objetivos de aprendizagem
Ao final deste texto, você deve apresentar os seguintes aprendizados:
  Reconhecer as principais de� nições aplicadas à pro� ssão farmacêutica.
  Identi� car os principais marcos históricos da pro� ssão farmacêutica 
no Brasil.
  Reconhecer a pro� ssão farmacêutica no cenário atual.
Introdução
A profissão farmacêutica é milenar e acompanha a história da própria 
humanidade. Desde a antiguidade as pessoas procuravam a cura para 
doenças. A partir disso, surgiram os primeiros indivíduos interessados na 
pesquisa e na busca de substâncias com efeitos medicinais e terapêuticos. 
Apesar de não serem identificados como tais, eles foram os primeiros 
farmacêuticos. Hoje, o farmacêutico é um profissional com conhecimento 
amplo e que na área de fármacos e medicamentos realiza a maior parte 
de suas atividades. 
Neste capítulo, você poderá acompanhar a história da profissão far-
macêutica. Vamos conhecer como essa profissão surgiu e evoluiu até 
os dias atuais. 
A profissão farmacêutica
O papel do Farmacêutico no mundo é tão nobre quão vital. O Farmacêutico 
representa o órgão de ligação entre a medicina e a humanidade sofredora. 
É o atento guardião do arsenal de armas com que o Médico dá combate às 
U N I D A D E 1 
U1_C01_Introdução a profissão_Farmácia.indd 11 26/09/2017 21:55:05
doenças. É quem atende às requisições a qualquer hora do dia ou da noite. 
O lema do Farmacêutico é o mesmo do soldado: servir.
Um serve à pátria; outro serve à humanidade, sem nenhuma discriminação 
de cor ou raça. O Farmacêutico é um verdadeiro cidadão do mundo. Porque por 
maiores que sejam a vaidade e o orgulho dos homens, a doença os abate – e 
é então que o Farmacêutico os vê. O orgulho humano pode enganar todas as 
criaturas: não engana ao Farmacêutico. O Farmacêutico sorri filosoficamente 
no fundo do seu laboratório, ao aviar um receita, porque diante das drogas 
que manipula não há distinção nenhuma entre o fígado de um Rothschild 
e o do pobre negro da roça que vem comprar 50 centavos de maná e sene.
Monteiro Lobato
Segundo os dicionários, o termo farmacêutico é defi nido como “o profi ssional 
que exerce a profi ssão da farmácia”, mas na prática, o que é um farmacêutico?
O farmacêutico é um profissional da área da saúde com uma história 
bastante antiga. Os farmacêuticos são profissionais habilitados, diplomados 
por uma Faculdade de Farmácia, credenciada no Ministério de Educação, que 
têm amplo conhecimento sobre fármacos e medicamentos. Conhecem seus 
efeitos clínicos, mecanismos de ação, efeitos adversos, contraindicações e 
interações. Porém, os farmacêuticos também conhecem o organismo humano, 
seu funcionamento, marcadores, enzimas, proteínas. Conhecem as plantas 
medicinais. 
Como podemos ver, o farmacêutico é um profissional com formação 
bastante ampla. Em função disso, ele tem um campo de atuação variado. 
O farmacêutico pode atuar nas áreas das análises clínicas e toxicológicas; 
áreas de controle e produção de alimentos; educação e saúde pública; práticas 
alternativas, como a acupuntura; área de fármacos e medicamentos e na saúde 
estética. Essa última é uma área de atuação regulamentada recentemente pelo 
Conselho Federal de Farmácia e que vem sendo bastante explorada. O farma-
cêutico que atua nela pode executar diferentes técnicas, como laserterapia, 
eletroterapia, radiofrequência estética e cosmetoterapia.
A área de fármacos e medicamentos representa a principal atuação do 
profissional farmacêutico, sendo que, no Brasil, ele tem responsabilidade 
técnica amparada por lei. O farmacêutico é responsável técnico por drogarias, 
indústrias farmacêuticas e farmácias, incluindo farmácias magistrais, hospi-
talares e clínicas, homeopáticas, entre outras. Cabe ao farmacêutico realizar a 
dispensação e a produção de medicamentos, prestar informações e promover o 
uso adequado dos medicamentos. A atuação clínica dos farmacêuticos tem sido 
bastante valorizada pela comunidade e pelos órgãos de saúde e governamentais. 
 Noções gerais da profissão: definição e histórico 12
U1_C01_Introdução a profissão_Farmácia.indd 12 26/09/2017 21:55:06
Essa prática, chamada farmácia clínica, envolve o serviço de atenção farma-
cêutica. Nesse serviço, o farmacêutico interage diretamente com as equipes 
multidisciplinares de saúde e com o paciente, visando a obtenção do sucesso 
da farmacoterapia, a promoção e a recuperação da saúde. O farmacêutico pode 
realizar consultas farmacêuticas, para conhecer o paciente e seu histórico 
terapêutico. Nas consultas, o farmacêutico realiza a revisão do receituário, 
faz intervenções farmacêuticas e prescreve medicamentos, se necessário. Na 
prescrição farmacêutica, o profissional pode incluir medicamentos de venda 
livre ao tratamento do indivíduo. A atenção farmacêutica está inserida no 
conceito de assistência farmacêutica. A assistência farmacêutica é uma prá-
tica que aborda desde a seleção e aquisição de medicamentos até a chegada 
deles ao paciente e seu monitoramento. Essa atividade é requerida em vários 
serviços de saúde, por exemplo, nos hospitais. Nesses locais, o farmacêutico 
participa ativamente da seleção e programação de medicamentos, do seu 
armazenamento, distribuição, dispensação e farmacovigilância. Por meio de 
todas essas ações, os farmacêuticos contribuem para a melhora da qualidade 
de vida do indivíduo e da sociedade.
Figura 1. Símbolo da Farmácia.
Fonte: Piter Kidanchuk/ Shutterstock.com
Símbolo oficial da Farmácia
A taça com uma serpente a ela enrolada é internacionalmente conhecida como o 
símbolo da profissão farmacêutica (Figura 1). Nesse símbolo, a taça representa a cura, 
enquanto que a serpente representa o poder, a ciência, a sabedoria e a transmissão do 
13Noções gerais da profissão: definição e histórico
U1_C01_Introdução a profissão_Farmácia.indd 13 26/09/2017 21:55:07
Um breve histórico da profissão farmacêutica: 
seu surgimento
A história da Farmácia é bastante antiga. Desde a época pré-histórica, a huma-
nidade já tinha contato com algumas doenças e buscava remédios para a sua 
cura. Apesar da fi gura do farmacêutico ser mais recente, desde os primórdios, a 
prática da farmácia já existia. A trajetória da profi ssão é cheia de curiosidades. 
Vamos acompanhar agora, a evolução do ensino da farmácia e o surgimento 
da profi ssão farmacêutica.
Alguns achados históricos demonstram que já na pré-história, os indivíduos 
utilizavam plantas como remédios. Na época, o conhecimento sobre plantas 
medicinais era empírico, obtido com base na tentativa e erro. Se após o uso 
de determinada planta, os efeitos observados fossem positivos, as plantas 
passavam a ser consideradas curativas e o conhecimento popular sobre elas 
acabava se propagando. Nesse tempo, as doenças eram explicadas através de 
fenômenos sobrenaturais. A causa das doenças era atribuída à presença de 
espíritos. Assim, as poções curativas, preparadas por curandeiros, eram vistas 
como poções com poderes também sobrenaturais.
À medida que a humanidade foi evoluindo,