A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR

Pré-visualização | Página 1 de 1

MARIA GABRIELA CALAÇA DE ARAÚJO – AISCA I – PROF. LARISSA GOUVEIA 
1 
 
É iniciada a partir dos 6 meses de idade. 
10 passos para a alimentação saudável (Ministério 
da Saúde) 
1. Dar somente leite materno até os seis 
meses, sem oferecer água, chás ou 
quaisquer outros alimentos 
2. A partir dos seis meses, introduzir de forma 
lenta e gradual outros alimentos, 
mantendo o leite materno até os dois anos 
de idade ou mais 
3. Após os seis meses, dar alimentos 
complementares (cereais, tubérculos, 
carnes, leguminosas, frutas, legumes), três 
vezes ao dia, se a criança receber leite 
materno e cinco vezes ao dia, se estiver 
desmamada 
4. A alimentação complementar deve ser 
oferecida de acordo com os horários de 
refeição da família, em intervalos regulares 
e de forma a respeitar o apetite da criança 
5. A alimentação complementar deve ser 
espessa desde o início e oferecida de 
colher (começar com consistência 
pastosa/purês) e, gradativamente, 
aumenta a consistência até chegar à 
alimentação da família 
6. Oferecer à criança diferentes alimentos ao 
dia. Uma alimentação variada é uma 
alimentação colorida 
7. Estimular o consumo diário de frutas, 
verduras e legumes nas refeições 
8. Evitar açúcar, café, enlatados, frituras, 
refrigerantes, balas, salgadinhos e outras 
guloseimas nos primeiros dois anos de vida. 
Usar sal com moderação após um ano 
9. Cuidar da higiene no preparo e manuseio 
dos alimentos, garantir o seu 
armazenamento e conservação 
adequados 
10. Estimular a criança doente e 
convalescente a se alimentar, oferecendo 
sua alimentação habitual e seus alimentos 
preferidos, respeitando a sua aceitação 
BLW (Baby-led Weaning) estimula a autonomia da 
criança, é uma prática indicada pelos 
nutricionistas. A Sociedade Brasileira de Pediatria 
não recomenda o BLW de rotina, porque a 
criança pode se engasgar, além de não ter 
garantia de absorção completa dos nutrientes. 
 
APÓS COMPLETAR 6 MESES 
• Aleitamento materno sob livre demanda 
• 1 papa de frutas no meio da manhã 
• 1 papa salgada no final da manhã 
• 1 papa de frutas no meio da tarde 
APÓS COMPLETAR 7 MESES 
• Aleitamento materno sob livre demanda 
• 1 papa de frutas no meio da manhã 
• 1 papa salgada no final da manhã 
• 1 papa de frutas no meio da tarde 
• 1 papa salgada no final da tarde 
APÓS COMPLETAR 12 MESES 
• Aleitamento materno sob livre demanda 
• 1 refeição pela manhã (pão, fruta com 
aveia) 
• 1 fruta 
• 1 refeição básica da família no final da 
manhã 
• 1 fruta 
• 1 refeição básica da família no final da 
tarde 
Sal só é introduzido na vida da criança a partir de 
1 ano de idade. 
Uso de sucos de frutas somente após 1 ano de 
idade. A apresentação precoce a muita frutose 
aumenta o risco de obesidade, diabetes, 
esteatose hepática. 
Ao completar 12 meses: comida da família. 
ORIENTAÇÕES GERAIS PARA INTRODUÇÃO 
ALIMENTAR 
• Os alimentos devem ser oferecidos em 
consistência pastosa e não liquefeitos 
• Devem ser oferecidos em colher (nunca de 
metal) 
• Não misturar todos os alimentos 
• Para aceitar um novo sabor, a criança 
precisa provar até 15-18 vezes 
• A criança precisa se adaptar aos alimentos 
de consistência e textura diferentes 
• Desde a primeira papa, todos os grupos 
alimentares precisam estar presentes. 
 
MARIA GABRIELA CALAÇA DE ARAÚJO – AISCA I – PROF. LARISSA GOUVEIA 
2 
 
SUPLEMENTAÇÃO DE VITAMINAS 
Todos os bebês ao nascer recebem 1mg de 
vitamina K 0,5 mg a 1mg via IM para prevenir a 
doença hemorrágica do recém nascido → 
recebe ainda no hospital, exatamente ao nascer 
Luz solar, a partir da segunda semana: 
• 30 minutos quota semanal só de fraldas 
• 2 horas quota semanal – exposição apenas 
da face e mãos 
Vitamina D: toda criança de 7 dias a 2 anos, 
precisa de suplementação de vitamina D → 
realizado em casa 
• 400 UI/dia: de 7 dias a 11 meses e 29 dias 
• 600 UI/dia: de 12 meses a 24 meses 
Suplementação de ferro: a recomendação 
vigente da Sociedade Brasileira de Pediatria 
orienta a suplementação profilática com dose de 
1mg de ferro elementar/kg ao dia dos três aos 24 
meses de idade, independentemente do regime 
de aleitamento → prevenção de anemia 
ferropriva 
Suplementação de ferro em prematuros: 
 
Suplementação de vitamina A: 
Realizada de 6 meses a 5 anos → faz nos postos de 
saúde em mega doses na forma de gotinhas, é 
sempre feita de 6 em 6 meses.