Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
24 pág.
TOPOGRAFIA DENTO - ALVEOLAR

Pré-visualização | Página 1 de 1

Projeto de Iniciação a Docência TOPOGRAFIA
DENTO-ALVEOLAR Anatomia de Cabeça e Pescoço
Monitoras: Maria Érica e Kamila Pimentel
O QUE É TOPOGRAFIA 
DENTOALVEOLAR?
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
o Relação que ocorre entre os dentes superiores, inferiores e seus 
respectivos alvéolos .
o Relação de proximidade dos dentes com acidentes anatômicos regionais.
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
O QUE É TOPOGRAFIA DENTOALVEOLAR?
o O conhecimento dessas relações topográficas tem grande importância 
para o dentista, devido a sua aplicalidade clinica em especialidades 
como:
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
APLICALIDADE CLÍNICA?
Protése Dentaria Cirurgia Endodontia
CORTICAL ÓSSEA - Maxila
o DENTES ANTERIORES: Lâmina 
alveolar vestibular é mais delgada.
o PRÉ-MOLARES: Lâmina alveolar 
vestibular é mais delgada.
o MOLARES: Lâmina alveolar 
vestibular é mais espessa, 
principalmente no 
1° molar superior (crista zigomático-
alveolar)
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
CRISTA ZIGOMÁTICOALVEOLAR 
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
o CRISTA ZIGOMATICOALVEOLAR:
Devido sua presença, a lâmina alveolar vestibular
da região de molares apresenta - se mais espessa;
→ É um acidente anatômico utilizado como ponto
de reparo nas anestesias dos dentes posteriores, e
deve ser levado em conta durante as exodontias
dos molares, principalmente dos primeiros, por
que pode dificultar sua luxação.
TUBEROSIDADE DA MAXILA 
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
o TUBEROSIDADE DA MAXILA:
A tuberosidade é a região mais posterior da
maxila, que mantem relações de proximidade com
o processo pterigoide, constituindo também a
parede posterior do seio maxilar.
→ Devido sua topografia e à espessura de sua
parede, é uma região que requer cuidados
especiais durante as exodontias dos últimos
molares, principalmente dos terceiros, para não
remover parte dela, expondo o seio maxilar.
HÂMULO PTERIGÓIDEO 
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
o HÂMULO PTERIGÓIDEO:
O Hâmulo é um acidente anatômico encontrado na porção inferior
da lâmina medial do processo pterigoideo que estabelece relações
e proximidade com a face distal do ultimo molar irrompido, na
região mais inferior da tuberosidade alta da maxila.
→ É uma estrutura que deve ser levada em consideração quando
de intervenções cirúrgicas para a remoção de terceiros molares
irrompidos ou inclusos, movimentos abruptos podem causar a
fratura, o que ocasionaria na queda do palato mole do lado
fraturado. Isto ocorre porque é no hâmulo pterigoideo no qual se
localiza a polia de reflexão do musculo tensor do véu palatino.
CAVIDADE NASAL 
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
o CAVIDADE NASAL:
Os dentes anteriores e superiores podem
estabelecer intimo contato com o soalho da
cavidade nasal. Isso se deve principalmente ao tipo
facial do individuo.
→ Devido a essa proximidade, infecções,
principalmente dos incisivos centrais podem
causar elevações ou mesmo invadir o soalho da
cavidade nasal.
SEIO MAXILAR
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
o SEIO MAXILAR:
Pré – molares e molares estão em contato intimo com o assoalho sinusal, 
podendo causar até mesmo elevações, denominadas cúpulas alveolares. 
→ Os dentes que apresentam seus ápices radiculares mais próximos do soalho
sinusal em ordem decrescente de relação são:
- O segundo molar
- O primeiro molar
- O terceiro molar
- O segundo Pré – molar
- O primeiro Pré – molar
- Obs: O canino pode estar muito próximo somente em casos de seios
extremamente desenvolvidos
CORTICAL ÓSSEA - Mandibula
o DENTES ANTERIORES: Lâmina 
alveolar vestibular e lingual 
apresentam praticamente a mesma 
espessura.
o PRÉ-MOLARES: : Lâmina alveolar 
vestibular e lingual apresentam 
praticamente a mesma espessura..
o MOLARES: Lâmina alveolar 
vestibular é mais espessa 
(linha oblíqua externa)
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
CANAL DA MANDÍBULA
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
o CANAL DA MANDÍBULA
Localiza-se no interior do corpo da mandíbula, apresentando um trajeto que 
tem inicio no forame da mandíbula, apresentando um trajeto que tem inicio 
no forame da mandíbula, exteriozando –se no forame Mentoniano, podendo 
ou não continuar seu trajeto intraósseo em direção a região do mento.
.
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
QUETION TIME
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
a) A tuberosidade da maxila constitui a delgada parede posterior do seio maxilar, junto à qual se 
encontra o hâmulo pterigoideo do seio maxilar, junto à qual se encontra o hâmulo pterigoideo.
b) O canino é o dente cujo ápice radicular fica muito próximo do soalho do seio maxilar
c) A lâmina óssea externa ou vestibular do processo alveolar da mandíbula é mais delgada do que 
interna ou lingual, tanto na região dos incisivos, quanto na dos molares
a) O tipo mais frequente de relação entre os ápices radiculares dos dentes e o canal mandibular é aquele 
em que o canal fica distante do terceiro molares mais próximos dos demais dentes.
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
a) Na mandíbula do adulto o forame mentoniano acha- se localizado entre o primeiro e o segundo molar
b) A maxila tem seu processo alveolar invadido pela crista zigomaticoalveolar
c) A maxila mostra, em sua face anterior, a fossa canina localizada medialmente e acima da eminencia 
canina. 
a) Borda anterior do ramo da mandíbula e linha oblíqua são a mesma coisa
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
1 E 2° PRÉ-MOLAR
E 3° MOLAR
A
B
18
15
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
BORA PARA A PRÁTICA!!
PILARES – Zona de Resistencia 
o Zonas de Resistencia:
o Pilar Canino
o Pilar Zigomático
o Pilar Pterigóideo
o Vigas Horizontais : Pilares
unidos entre si por reforços
ósseos horizontais . O palato
ósseo uni entre si três pilares
de sustentação da maxila de um
lado a outro
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
PILAR CANINO E ZIGOMÁTICO❑ PILAR PTERIGOIDE
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
B
C
DA
E
F G H
16 11
63
27
47
45 84 35
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
MOLARES 
PERMANENTES
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR
1° PRÉ-MOLAR
(N° 14 e 24)
Projeto de Iniciação a Docência – Anatomia de cabeça e Pescoço – TOPOGRAFIA DENTO ALVEOLAR