A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Ativ 3 Nutrição Aplicada a Enferm

Pré-visualização | Página 1 de 1

UFMA
CURSO DE ENFERMAGEM
NUTRIÇÃO APLICADA A ENFERMAGEM
ROTEIRO DE ESTUDO
 Professora: Jaisane Lobato Data: 07/03/2021
Conteúdos:
- Conceitos básicos em nutrição;
- Composição e características dos nutrientes e leis da alimentação
Objetivos: 
- Definir ciência da nutrição; 
- Estudar a composição e as características das proteínas, carboidratos, lipídios, vitaminas, minerais, fibras e água.;
Leia com atenção as referências recomendadas, amplie e aprofunde o conhecimento sobre os conteúdos propostos:
Para facilitar a compreensão da leitura sugerimos proceder da seguinte forma:
· assinalar as partes que julgar interessante;
· sublinhar palavras desconhecidas e procurar o significado no dicionário;
· destacar as ideias principais do texto;
· procurar os conceitos, características e outros elementos para à compreensão do texto.
REFERÊNCIAS RECOMENDADAS:
FARREL, M.L; NICOTERI, J.A.L Nutrição em Enfermagem: Fundamentos para uma dieta adequada. 1 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005
MAHAN, L. K., ESCOTT-STUMP,S. Alimentação, nutrição e dietoterapia. 11 Ed. São Paulo: Roca, 2005. 
Após a leitura do material recomendado, responda as questões a seguir:
QUESTÃO 1. “Deixe que a alimentação seja o seu remédio e o remédio a sua alimentação” (Hipócrates). Em relação aos princípios de uma alimentação adequada, assinale a alternativa correta.
A) A ingestão de gorduras deve ser limitada e recomenda-se substituir a ingestão de gorduras insaturadas por gorduras hidrogenadas.
B) A constipação intestinal ou prisão de ventre é decorrente da alimentação deficiente em fibras, portanto há um baixo consumo água, de frutas e de verduras.
C) Sabemos que existe uma grande diversidade de alimentos tanto de origem animal quanto de origem vegetal. Entretanto, não existe um alimento específico que contenha todos os nutrientes. Devido a isso, nossa alimentação diária deverá ser variada e colorida para que possamos obter todos os nutrientes necessários ao organismo humano. Essa afirmação ratifica a importância de ingerir suplementos de vitaminas e minerais todos os dias
D) Os carboidratos simples são os cereais integrais e devem fazer parte de mais de 50% da alimentação diária de um adulto.
E) Nutrição é uma ciência que estuda os alimentos, os nutrientes e a maneira pela qual os nutrientes agem no organismo humano. Várias etapas são necessárias para que o organismo possa utilizar os nutrientes provenientes da alimentação. Os alimentos devem passar por uma série de transformações químicas, onde moléculas grandes, impossíveis de serem absorvidas no intestino, deverão ser degradadas em partes menores. Esse processo é chamado metabolismo energético.
QUESTÃO 2. De acordo com diversos estudiosos, a adoção de bons hábitos alimentares são fundamentais para a saúde, uma vez que espera-se que os alimentos consumidos tenham os nutrientes necessários ao organismo, portanto diante desta afirmativa:
Discorra sobre os macronutrientes (considerações gerais, classificação, funções e importância). 
Os macronutrientes podem ser definidos como os elementos que fornecem grande parte da força e do vigor físico necessário para o nosso corpo se manter ativo. Por reporem as energias gastas durante o dia a dia, são considerados indispensáveis para uma vivência saudável. os macronutrientes integram os carboidratos, proteínas e lipídios — isto é, as gorduras. Responsáveis por fornecer 100% de nossa energia, sua ingestão diária é fundamental para a conquista de um corpo saudável, equilibrado e bem-disposto. Os macronutrientes são importantes devido serem exigidos em maior quantidade pelo organismo.
QUESTÃO 3. A imagem 1, apresenta dados referentes ao estado nutricional de um grupo de crianças, cujo resultado enfatiza o aumento da obesidade infantil.
Imagem 1
Conforme os dados apresentados na imagem 1, sobre o crescimento da obesidade infantil, identifique quais as leis da alimentação estão diretamente relacionadas com os resultados dos dados apresentados.
A Lei da Quantidade aponta que os alimentos devem ser suficientes para satisfazer as necessidades energéticas e nutricionais do organismo e mantê-lo em equilíbrio.
Cada indivíduo necessita de quantidades específicas de carboidratos, proteínas, gorduras, fibras, vitaminas, minerais e de água para manter suas funções orgânicas e atividades diárias. Isto depende do sexo, da idade, do estado fisiológico e da atividade física. Tanto o excesso quanto a falta serão prejudiciais ao organismo. Portanto é necessária muita atenção às quantidades individuais.
A Lei da Qualidade mostra que a alimentação deve ser completa em sua composição e que forneça ao organismo todos os nutrientes que ele necessita.
Os nutrientes são essenciais para formação, crescimento e manutenção de um corpo saudável ao longo da vida, assim como para uma possível recuperação quando necessário.
A Lei da Harmonia fala que é preciso ter um equilíbrio entre os todos os nutrientes que necessitamos. Não é porque um nutriente é bom que devemos consumi-lo em grande quantidade. É necessária uma relação de equilíbrio na composição da alimentação de modo a evitar os excessos ou deficiências de nutrientes.
O nosso organismo aproveita corretamente os nutrientes quando estes se encontram em proporções adequadas. Assim, é importante haver um equilíbrio entre eles, pois as substâncias não agem isoladamente, mas sim em conjunto. Por exemplo, a relação entre a ingestão de carboidratos, proteínas e gorduras, deve estar em harmonia.
A Lei da Adequação mostra que a alimentação deve se adequada às necessidades de cada organismo, respeitando as características de cada indivíduo. É necessário considerar os ciclos da vida: infância, adolescência, adulto e idoso; o estado fisiológico: gestação, lactação; o estado de saúde: presença ou ausência de doenças; os hábitos alimentares: deficiência de nutrientes; as condições socioeconômicas e culturais: acesso aos alimentos. Em cada uma destas fases, é importante que seja feita uma adequação dos alimentos.