A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
PATOLOGIA BUCAL

Pré-visualização | Página 1 de 1

PATOLOGIA BUCAL 
• Difteria é uma infeção causada por bactéria, que se aloja 
principalmente nas amígdalas, faringe, laringe, nariz e, 
ocasionalmente, em outras mucosas do corpo, além da 
pele. 
o A presença de placas pseudomembranosas branco-
acinzentadas, aderentes, que se instalam nas amígdalas 
e invadem estruturas vizinhas, é a manifestação clínica 
típica da difteria. Em casos mais severos, que são raros, 
pode ocorrer um inchaço grave no pescoço, com aumento 
dos gânglios linfáticos, gerando dificuldade de respirar ou 
até mesmo bloqueio total da respiração. 
o O tratamento da difteria é feito com o soro antidiftérico 
(SAD), que deve ser ministrado em unidade hospitalar 
 
• Sifilis é classificada de acordo com o seu estágio de 
infecção. 
o A sífilis primária é a que ocorre assim que há a infecção 
pela bactéria Treponema pallidum. Cerca de três a quatro 
dias após o contágio, formam-se feridas indolores 
(cancros) no local da infecção, normalmente na região 
genital. 
o A sífilis secundária acontece cerca de duas a oito 
semanas após as primeiras feridas se formarem. 
Aproximadamente 33% daqueles que não trataram a 
sífilis primária desenvolvem o segundo estágio. Aqui, o 
paciente pode apresentar vermelhidão pelo corpo 
(exantema), coceira, aparecimento de íngua (gânglios 
inchados) nas axilas e pescoço. 
o Esta é a sífilis mais difícil de ser detectada, pois têm 
sintomas em grandes vasos (como a aorta), cérebro, 
olhos, coração, juntas e até mesmo dentro do sistema 
https://pt.wikipedia.org/wiki/Infe%C3%A7%C3%A3o
nervoso. Ai ela pode causar dor de cabeça, epilepsia, e é 
um diagnóstico um pouco mais complicado. 
o Sífilis latente Esse é o período correspondente ao estágio 
inativo da sífilis, em que não há sintomas. Esse estágio 
pode perdurar por muito tempo sem que a pessoa sinta 
nada. A doença pode nunca mais se manifestar no 
organismo, mas pode ser que ela se desenvolva para o 
próximo estágio, o terciário – e mais grave de todos. 
o Sífilis congênita sífilis pode, ainda, ser congênita. Nela, a 
mãe infectada transmite a doença para o bebê, seja 
durante a gravidez, por meio da placenta, seja na hora do 
parto. 
 
• A tuberculose é uma doença infectocontagiosa causada 
por uma bactéria. Esse germe tem algumas 
características diferentes, sendo melhor chamada de 
microbactéria. A microbactéria pode infectar vários 
órgãos, como pulmão, pleura, ossos, sistema nervoso, 
linfonodos, intestinos, sistema geniturinário. 
o A transmissão da tuberculose é direta, de pessoa a 
pessoa, portanto, a aglomeração de pessoas é o principal 
fator de transmissão. A pessoa com tuberculose expele, 
ao falar, espirrar ou tossir, pequenas gotas de saliva que 
contêm o agente infeccioso, que é aspirado por outra 
pessoa. 
o O tratamento da tuberculose é baseado no uso de 
antibióticos. O tempo é variável, por no mínimo, seis 
meses, e tomada dos comprimidos diariamente. 
 
 
https://www.minhavida.com.br/saude/temas/tuberculose