A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Regência nominal e verbal

Pré-visualização | Página 1 de 1

1 – Regência nominal
2 – Regência de verbos importantes
TD - transitivo direto
TI - transitivo indireto
I - intransitivo
TDI - transitivo direto e indireto
● Agradar:
○ TD: "fazer agrado ou carinho".
■ Ela agradouo filho.
○ TI: "ser agradável".
■ O assunto não agradouao homem.
● Ajudar, satisfazer, presidir, preceder:
○ TD ou TI:
■ Satisfizas (às) exigências.
● Amar, estimar, abençoar, louvar, parabenizar, detestar, odiar, adorar, visitar:
○ TD:
■ Estimomeu colega.
● Aspirar:
○ TD: sorver, inspirar.
■ Aspiramoso ar frio da manhã.
○ TI: desejar, almejar.
■ Ele aspiraao cargo.
● Assistir:
○ TD: dar assistência, amparar.
■ O médico assistiuo paciente.
■ Aceito com TI neste mesmo sentido: O médico assistiuao paciente.
○ TI: ver, presenciar.
■ Meu filho assistiuao jogo.
○ TI: caber, competir.
■ Esse direito assisteao réu.
○ I + em: morar.
■ Seu tio assistia em um sítio. (adjunto adverbial de lugar)
● Avisar, informar, prevenir, certificar, cientificar:
○ TD ou TI:
■ Avisei o(ao) gerente do problema.
● Atender:
○ TD ou TI: dar atenção, receber alguém, seguir, acatar.
■ O ministro atendeu os funcionários que o aguardavam.
■ Não atendeu à observação que lhe fizeram.
○ TI: responder, prestar auxílio.
■ O médico atendeu aos afogados na praia.
● Chegar:
○ I + a: movimento a um destino.
■ Cheguei a Fortaleza.
○ I + de: movimento de um lugar de origem.
■ Cheguei de Fortaleza.
○ TI: valor de limite.
■ Seu estudo chegou ao extremo do entendimento.
● Chamar:
○ TD: convocar.
■ Chamei-o aqui.
○ TD ou TI: qualificar, apelidar.
■ Chamei-o(lhe) louco.
■ Chamei-o(lhe) de louco.
● Custar:
○ I: preço, valor.
■ Os óculos custaram oitocentos reais.
○ TI + a: ser custoso, ser difícil.
■ Custou ao aluno entender a explicação do professor.
● Esquecer, lembrar, recordar:
○ TD: sem os pronomes oblíquos.
■ Ele esqueceu o livro.
○ TI + de: com os pronomes oblíquos.
■ Ele se esqueceu do livro.
○ TDI - lembrar e recordar.
■ Lembrei ao aluno o dia do teste.
● Implicar:
○ TD: pressupor, acarretar.
■ Seu estudo implicará aprovação.
○ TDI + em: envolver
■ Implicaram o servidor no processo.
○ TI + com: perturbar.
■ Sempre implicava com o vizinho.
● Morar, residir, situar-se, estabelecer-se:
○ I + em: não usar "a"
■ Morava na Rua Onofre da Silva.
● Namorar:
○ TD:
■ Ela namorou aquele artista.
● Obedecer e desobedecer:
○ TI + a:
■ Obedeço ao comando.
● Pedir, implorar, suplicar:
○ TDI + a ou para:
■ Pediu ao dirigente uma solução.
● Perdoar e pagar:
○ TD + complemento (coisa):
■ Perdoei o equívoco.
○ TI + a com complemento (pessoa):
■ Perdoei ao amigo.
○ VTDI + a:
■ O Brasil pagou a dívida ao FMI.
○ Cuidado! Se trocar a por de!
■ O FMI perdoará a dívida dos países pobres.
● Preferir:
○ VTD:
■ Preferimos biscoito.
○ VTDI + a:
■ Prefiro vinho a leite.
○ Não aceita outras preposições!
● Presidir:
○ VTD ou VTI:
■ O chefe presidiua (á) cerimônia.
● Proceder:
○ VI no sentido de "agir" 1, "justificar-se"2 e "vir"3:
■ Ele procedeu bem.
■ Isso não procede.
■ A balsa procedia de Belém.
○ VTI + a : no sentido de "realizar" e "dar andamento".
■ Ele procedeu ao inquérito.
● Querer:
○ VTD: no sentido de "desejar, ter intenção de"
■ Ele quer a verdade.
○ VTI: no sentido de "gostar, ter afeição a"
■ A mãe quer muito ao filho.
● Referir-se:
○ VTI + a:
■ O palestrante referiu-se ao problema.
○ VTD: no sentido de narrar, contar:
■ Ele referiu o ocorrido.
● Responder:
○ VTD: em relação a própria resposta.
■ Responderam que estavam bem.
○ VTI: em relação à coisa ou pessoa que recebe a resposta.
■ Respondi ao telegrama.
○ VTDI:
■ Respondemos aos parentes que iríamos.
● Simpatizar e antipatizar:
○ VTI + com + pronome oblíquo ou não:
■ Simpatizo com Madalena.
■ ERRADO!Simpatizo-me com Madalena.
● Visar:
○ VTD: "pôr o visto" , "rubricar".
■ Ela visou as folhas.
○ VTD: "mirar".
■ Visavam um ponto na parede.
○ VTI: "pretender", "almejar".
■ Visava à felicidade de todos.
■ Não é aceito o pronome lhe, e sim as formas a ele e a ela!
● BIZU!
○ Alguns verbos VTI não aceitam a preposição lhe!
○ Mesmo complemento verbal para 2 ou + verbos - mesma regência!
■ ERRADO! Gostei e comprei o carro!
■ CERTO! Gostei do carro e o comprei.
3 – Regência com pronomes relativos
● Inicia as orações subordinadas adjetivas e pode ser antecedido de preposição.
○ que: retoma coisa ou pessoa
○ o/a qual: retoma coisa ou pessoa
○ quem: retoma pessoa
○ cujo: relação de posse
○ onde: retoma lugar
○ quando: retoma tempo
● Sujeito:
○ O homem, que é um ser racional, aprende com seus erros.
■ "que" pode ser substituído por "o qual" e suas variações.
● Objeto direto (OD)
○ Esta é a casa que (a qual) amamos.
● Objeto indireto (OI)
○ Esta é a casa de que (da qual) gostamos.
● Complemento nominal (CN)
○ Esta é a casa a que (à qual) fizemos referência.
● Preposições:
○ em: processo estático.
■ Esta é a casa em que (onde; na qual) moramos.
○ a: lugar de destino.
■ Esta é a casa a que (aonde, à qual) chegamos.
○ de: lugar de origem.
■ Esta é a casa de onde (de que; da qual) viemos.
○ por: desenvolvimento do deslocamento.
■ Esta é a casa por onde (por que; pela qual) passamos.
○ Bizu!
■ Não se usa "que" antecedido de preposição com 2 ou + sílabas:
■ Por isso: “perante o qual”, “segundo o qual”, “conforme o
qual”;
■ Pronome relativo "onde" usado unicamente para lugar!
■ Pronome relativo "cujo";
■ Posiciona-se entre dois substantivos e tem valor de posse;
■ Ao se ler cujo entende-se "de" + subst. anterior.
■ O filme cuja sinopse = a sinopse do filme!
■ Preposição + Cujo + subs. posterior se OI, CN ou A.Adv.
■ Cujo é AA e se flexiona de acordo com o subs. posterior.
■ X não se pode inserir artigo ou pronome após CUJO!
4 – Crase
● Substantivo feminino de valor geral - NÃO há crase!
○ Obedeço a leis.
○ Obedeço a lei e a regulamento.
○ Obedeço a uma lei.
● Pronome de Tratamento na função de OI e CN NÃO recebem crase!
○ Refiro-me a Vossa Senhoria.
○ Exceto: senhora!
● Topônimos + artigo = CRASE!
○ Faremos uma excursão à Bahia, a Sergipe, a Alagoas e à Paraíba.
■ Usar regra "da" e "de".
● Substantivo CASA e TERRA: com determinante admite CRASE!
○ O bom filho volta à casa dos pais todos os dias.
○ Viajou em visita à terra dos antepassados.
● Locução "à uma" no sentido de "unanimemente" tem CRASE!
○ Os sindicalistas responderam à uma: greve já!
● Locução adverbial feminina: a + nome feminino com artigo tem CRASE!
● Locução adverbial de tempo com especificação de um evento - tem CRASE!
○ à meia-noite, à uma hora;
○ às duas horas, às três e quarenta.
○ Não confundir com tempo generalizado ou futuro!
■ Estarei lá daqui a duas horas.
● Manter o paralelismo:
○ A reunião será de 9 a 10 horas.
○ A reunião será das 9 às 10 horas.
● Locução adverbial de modo "à moda de" expressa ou subentendida - tem CRASE!
○ Pedimos uma pizza à moda da casa.
○ Atrevia-se a escrever à Drummond. (à moda de)
○ Atenção! Frango a passarinho e bife a cavalo NÃO tem CRASE!
● Locução prepositiva feminina: à beira de; à sombra de; à exceção de; à força de; -
tem CRASE!
● Locução adverbias proporcionais: à medida que; à proporção que - tem CRASE!
5 – Crase Facultativa
● Preposição a é facultativa depois da preposição "até".
○ O visitante foi até a(à) sala do Diretor.
● Artigo definido é facultativo diante do pronome possessivo feminino no singular.
○ Refiro-me (a)à minha amiga. - Facultativa.
○ Refiro-me às minhas amigas.- Obrigatória.
○ Refiro-me a minhas amigas. - Proibida.
● Artigo feminino é facultativo diante de nome próprio feminino.
○ Refiro-me a(à) Madalena.
● Locução adverbial de meio ou instrumento: barco a(à) vela; escrever a(à) máquina.