A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
Roteiro Zoo- Anfibios

Pré-visualização | Página 1 de 1

ZOOLOGIA- MEDICINA VETERINÁRIA – UVV 
Prof. João Rossi 
______________________________________________________________________________________ 
1 
 
 
AULA PRÁTICA – Anfíbios 
 
Estruturas abordadas nas aulas: 
 
Diferenças entre sapos x rãs x pererecas: 
 Sapos: pele rugosa e presença de glândulas paratóides e femurais; 
 Rãs: pele lisa, presença de membranas interdigitais apenas nos membros pélvicos; 
Pererecas: pele lisa, presença de discos adesivos nos dedos e membranas 
interdigitais nos membros pélvicos e torácicos (algumas espécies). 
 
Dimorfismo sexual das rãs: machos possuem calosidade nupcial nos polegares das mãos 
 - presença de testículos 
 - presença de ovidutos 
 
Coloração apozemática: camuflagem x mimetismo 
 
Aparelho respiratório: rãs x sapos = tamanho dos pulmões 
 Respiração: branquial (girinos), buco-faringeana, cutânea e pulmonar 
 
 
Modelo biológico: rãs 
Cabeça: 
Externa: narinas, pálpebras (3ª pálpebra), membrana timpânica 
(columela) 
Interna: coana, dentes vomerianos, língua protrátil, glote 
 
Órgãos da cavidade celomática: esôfago, estômago, intestino delgado, intestino 
grosso, cloaca, pulmões, sistema reprodutor (masculino e feminino) 
 
Ápoda (cobra-cega): olhos vestigiais e placas dérmicas 
 
 
Figura 1- Biotipos da Classe dos Anfíbios: 
A- Caudata (salamandra). 
B- Anura (rã). 
C- Apoda (cobra-cega). 
 
ZOOLOGIA- MEDICINA VETERINÁRIA – UVV 
Prof. João Rossi 
______________________________________________________________________________________ 
2 
 
ANATOMIA EXTERNA 
 
Observar as seguintes: 
 
a) Divisões do Corpo: Cabeça, Membros (torácicos e pélvicos) e tronco (Fig. 2); 
b) Abertura da Cloaca (Fig. 2); 
c) Pele sem escamas (Fig. 2); 
d) Na cabeça – olhos (pálpebra superior e inferior), narinas, membrana timpânica 
do ouvido médio com columela (Fig. 3); 
e) Detalhe da glândula paratóide dos sapos, secretando VENENO (Fig. 4). 
 
 
 
 
Figura 2 – Anatomia externa da rã - aspecto geral. 
 
 
 
 
ZOOLOGIA- MEDICINA VETERINÁRIA – UVV 
Prof. João Rossi 
______________________________________________________________________________________ 
3 
 
Figura 3 – Anatomia externa da região da cabeça (esquerda) e da região da mão direita 
da rã. 
 
 
 
Figura 4- Detalhe da secreção de veneno das glândulas paratóides de um sapo (indicado 
pela seta). 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ZOOLOGIA- MEDICINA VETERINÁRIA – UVV 
Prof. João Rossi 
______________________________________________________________________________________ 
4 
MORFOLOGIA INTERNA 
 
 Sistema ósseo: 
 
 
Figura 5- Ossos que compõe o esqueleto de uma rã. 
 
 
 
SISTEMA DIGESTÓRIO 
 
 Cavidade oral – Dentes maxilares e mandibulares; dentes vomeriano, narinas 
internas (coanas) (fig. 6), língua, abertura do esôfago e glote. 
 
 
Figura 6 – Anatomia da cavidade oral de rã. 
 
 
 
 
 
 
 
 
ZOOLOGIA- MEDICINA VETERINÁRIA – UVV 
Prof. João Rossi 
______________________________________________________________________________________ 
5 
Aparelho digestório - Esôfago, Estômago, Piloro, Intestino delgado, Ceco intestinal, 
Intestino grosso. Glândulas anexas (fígado e vesícula biliar), pâncreas e baço (fig. 7). 
 
 
 
 
 
 
ZOOLOGIA- MEDICINA VETERINÁRIA – UVV 
Prof. João Rossi 
______________________________________________________________________________________ 
6 
ZOOLOGIA- MEDICINA VETERINÁRIA – UVV 
Prof. João Rossi 
______________________________________________________________________________________ 
7 
 
 
Figura 7 – Anatomia interna do calango (vista geral à esquerda e detalhes à direita). 
 
 
 
Aparelho respiratório –pulmões (direito e esquerdo, Fig. 8). 
 
 
 
Figura 8- Esquema dos pulmões e do aparelho vocal de uma rã. 
. 
 
 
 
 
 
ZOOLOGIA- MEDICINA VETERINÁRIA – UVV 
Prof. João Rossi 
______________________________________________________________________________________ 
8 
Aparelho circulatório – Um ventrículo, dois átrios e artérias (Fig. 9) 
 
 
 
Figura 9- Esquema do coração de uma rã. 
 
Aparelho urinário – Rins (Fig. 10). 
 
Aparelho reprodutor masculino – Dois testículos (Fig. 10). 
 
Aparelho reprodutor feminino – Dois ovários e dois ovidutos (Fig. 10). 
 
 
Figura 10 – Anatomia interna da rã (sistemas renal e reprodutor). 
ZOOLOGIA- MEDICINA VETERINÁRIA – UVV 
Prof. João Rossi 
______________________________________________________________________________________ 
9 
 
 
 
 
 
ZOOLOGIA- MEDICINA VETERINÁRIA – UVV 
Prof. João Rossi 
______________________________________________________________________________________ 
10 
 
 
Figura 11- Esquema da reprodução de rãs. 
 
 
Estudo dirigido sobre Anfíbios 
 
ATENÇÃO! ESTE MATERIAL NÃO DEVE SER UTILIZADO COMO ÚNICA FONTE DE 
ESTUDO PARA A PROVA. AS ANOTAÇÕES FEITAS EM SALA DE AULA E O ROTEIRO 
DEVEM COMPLEMENTAR OS ESTUDOS. 
 
QUESTÃO 1. CITE AS PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE: SAPOS, PERERECAS E 
RÃS. 
 
QUESTÃO 2. QUAL ESTRUTURA É ENCONTRADA NOS SAPOS QUE É 
RESPONSÁVEL POR SECRETAR VENENO? 
 
QUESTÃO 3. QUAL A DIFERENÇA ENTRE VENENO E PEÇONHA? DÊ EXEMPLOS DE 
ANIMAIS PARA CADA UM. 
 
QUESTÃO 4. EXPLIQUE AS DIFERENÇAS MORFOLÓGICAS E FUNCIONAIS DA 
RESPIRAÇÃO DOS ANUROS.