A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
Parasitose

Pré-visualização | Página 1 de 2

Par����os�
Fatore� associad�� � parasit�se�
⤿ Condições ambientais favoráveis
⤿ Baixas condições de vida
⤿ Hábitos higiênicos
⤿ Migrações humanas.
Classificação das Parasitoses
● Prot�zoári��
⤿ São Eucariontes
⤿ A sua reprodução é geralmente
assexuada e às vezes sexuada
⤿ Vida livre ou parasitas
⤿ De acordo com sua locomoção,
classificam-se: Ciliados, Flagelados e
Rizópodes.
● Giardías�
Giardia Lamblia
⤿ Infecção do intestino delgado
causado pela Giardia Lamblia
⤿ Parasita unicelular, se locomove
por meio flagelos
⤿ Frequente em crianças e locais
onde as condições sanitárias são
deficientes
⤿ Transmissão através de cistos
eliminados por fezes
⤿ Não requer hospedeiro
intermediário
Ciclo da Giardíase - Giardia Lamblia
1. Ingestão de cistos de G.
Lamblia (dose infectante: no
mínimo 10 a 25 cistos)
2. Após a ingestão do cisto, o
ácido gástrico estimula o
rompimento dos cistos com a
liberação de trofozoítos no
duodeno e no jejuno.
3. O ciclo é completo pelo
encistamento do parasita e sua
eliminação para o meio exterior
4. Os trofozoítos podem fixar-se
nas vilosidades intestinais por
meio de um disco ventral de
sucção.
Edu���� Fe�t��a
Sintomas
⤿ Náuseas
⤿ Dores abdominais
⤿ Diarreia (contém trofozoítos)
⤿ Má absorção intestinal
⤿ Perda de peso
Medidas de prevenção
⤿ Tratamento de água
⤿ Tratamento de esgotos
⤿ Lavar bem os alimentos
● Leishmani�s�
⤿ As leishmanioses são causadas por
espécies diferentes de um mesmo
gênero - Leishmania
⤿ São parasitas de vertebrados
⤿ São transmitidos entre animais
silvestres ou de animais para o
homem
⤿ Por meio de mosquitos
hematófagos Phlebotominae do
gênero Lutzomya (mosquito palha)
⤿Apenas as fêmeas são
hematófagas.
Ciclo da Leishmaniose - Leishmania
Vianna Braziliensis
- Forma infectada para o
homem: Promastigota
- Forma infectada para o
mosquito: Amastigota
Ciclo da Leishmaniose - Leishmania
Chagasi (calazar)
(cachorro não transmite, é apenas
um reservatório)
Tipos de Leishmania
Leishmaniose Tegumentar
americano (LTA):
⤿ Causado pelo surgimento de lesões
de pele (úlceras profundas)
⤿ Podem ser graves
Edu���� Fe�t��a
⤿ Úlceras de bauru, causado pelo L.
braziliensis
⤿ O tecido pode necrosar
⤿ Não possui cura apenas o
tratamento.
Leishmaniose Visceral (LV):
⤿ Doença imunossupressora
⤿ Manifesta-se por febre e
emagrecimento
⤿ No Brasil é causada pelo L.
Chagasi
⤿ Crianças estão mais propensos a
contrair.
Sintomas
➜ Leishmania Tegumentar:
⤿ Lesões na pele
⤿ Podem necrosar
⤿ Contato pelo nariz e boca.
➜ Leishmania Visceral
⤿ Febre
⤿ Perda de peso
⤿ Fraqueza
⤿ Anemia
⤿ Hepatoesplenomegalia
Medidas de prevenção
⤿ Uso de repelentes
⤿Manejo ambiental (limpeza de
quintais)
⤿ Atividade de educação em saúde.
● Amebías�
Entamoeba Histolytica
⤿ Mais importantes: Entamoeba
Histolytica e Entamoeba Coli
⤿Parasitas unicelulares, se
locomovem por meio de pseudópodes
⤿Reproduzem-se por divisão simples
⤿ A Entamoeba Histolytica é o
agente etiológico da amebíase
⤿ Apresenta-se na forma de cisto e
trofozoítos.
Ciclo da Amebíase - Entamoeba
Histolytica
Edu���� Fe�t��a
1. A infecção se inicia pela a
ingestão de cistos maduros, junto
com água e alimentos contaminados
2. Os cistos passam pelo estômago
e chegam até o final do intestino
delgado ou do intestino grosso,
onde ocorre o desencistamento
3. O cisto sofre sucessivas divies
dando origem a trofozoitos
metacisticos
3. Esses trofozoítos migram para o
intestino grosso onde se colonizam
4. Esses trofozoítos podem ficar
aderidos à mucosa intestinal,
vivendo e alimentando-se de
bactérias
5. Ou podem desprender-se sofre
uma transformação e se
transformam em cistos novamente,
sendo eliminados nas fezes.
Sintomas
⤿ Dores abdominais
⤿ Se os trofozoítos invadem a
mucosa intestinal pode ocorrer a
formação de úlceros
⤿ Evacuções mucosanguinolentos
⤿ Casos mais graves: Anemia
necrose.
Medidas de prevenção
⤿ Abastecimento de água potável
⤿ Tratamento de esgotos
⤿ Lavar bem os alimentos
● T�xoplasm�s�
Toxoplasma Gondii
⤿ É um parasita endocelular
obrigatório
⤿ Reproduzem-se por divisão simples
⤿ Invade as células do hospedeiro
onde se multiplicam
⤿ Causa infecção crônica
assintomática
⤿ O ciclo do parasita possui duas
formas: Assexuada em hospedeiros
intermediários e Sexuada em
hospedeiros definitivos.
Estágios e formas de transmissão
⤿ O ciclo de transmissão inclui
gatos, ocorre a fase sexuada dos
toxoplasmas (hospedeiro definitivo)
⤿ São eliminados oocistos por eles
nas fezes (forma infectante para o
homem).
⤿ Esses oocistos podem contaminar
também outros animais, como
roedores e gado, que se infectam.
⤿ O consumo de carne mal cozida de
animais infectados também é uma via
de infecção
⤿ As crianças contraem a infecção
tendo contato com areia poluída por
fezes de gato.
Edu���� Fe�t��a
Ciclo da Toxoplasmose - Toxoplasma
Gondii
Sintomas
⤿ Pode ser assintomático
⤿ Febre
⤿ Mal-estar
⤿ Cefaleia
⤿Toxoplasmose congênita: lesões no
sistema nervoso e na retina
Medidas de prevenção
⤿ Limpar sempre a caixa de areia
dos gatos
⤿ Cozinhar bem as carnes
⤿ Manter hábitos higiênicos
● Doenç� d� Chaga�
⤿ Seu ciclo inclui a passagem
obrigatória por hospedeiro de várias
classes de mamíferos
⤿ Vetor: Barbeiros pertencente à
família dos triatominae
⤿ As formas infectantes são
eliminadas com fezes e urina
⤿ A doença passou a ocorrer em
períodos de desmatamento
⤿ Mais frequentes em casos de
pau-a-pique ou casas de palha
⤿ Não possui cura.
Ciclo da Doença de Chagas -
Toxoplasma Gondii
- Fator intermediário para o
homem: Tripomastigota
metacíclico
- Fator intermediário para o
mosquito: Tripomastigota
sanguíneo
Mosquito injeta no homem:
Tripomastigotas Metacíclicas
Na célula: Amastigotas
Na célula passa para o sangue e o
mosquito ingere: Tripomastigotas
sanguíneas
No intestino do mosquito:
Epimastigotas e tripomastigotas
metacíclicas.
Sintomas
➜ Fase aguda:
⤿ Assintomática
⤿ Sintomática
⤿ Febre
⤿ Hepatoesplenomegalia
Edu���� Fe�t��a
⤿ Conjuntivite unilateral (sinal de
romanã)
➜ Fase crônica:
⤿ Após um período de 10 a 15 anos
⤿ Forma carioca - coração crescido
⤿ Forma digestiva
⤿ Forma mista
Medidas de prevenção
⤿ Aplicação de telas em portas
janelas
⤿ Ver procedência de alimentos
(açaí)
⤿ Controle do inseto
● Malária
⤿ A malária é causada por
protozoários que se multiplicam nos
glóbulos vermelhos de sangue do
homem
⤿ São 4 espécies causadoras de
malária: Plasmodium vivax, P.
falciparum, P. malarie e P. ovale
⤿ O P. falciparum é o responsável
pela malária conhecida por ´´terçã
maligna´´
⤿ O P. vivax causa a doença mais
branda
⤿ Vetor: Mosquito Anopheles
(geralmente fêmeo)
⤿ O homem é hospedeiro
intermediário.
Ciclo da Malária - Plasmodium sp
1. A infecção humana inicia-se
com a inoculação do tecido
subcutâneo. Do subcutâneo os
esporozoítos provenientes das
glândulas salivares de mosquitos
anopheles chegam a corrente
sanguínea ou linfática
2. Se alcançarem os vasos
sanguíneos chegam no fígado em
cerca de 30 minutos, vão ser
capturados por células de Kupffer
e vão passar por diversos
hepatócitos, até se estabelecerem.
3. No interior dos hepatócitos, os
esporozoítos vão originar
criptozoítos - forma infectante
para o homem: esporozoítos
4 . Os criptozoítos no fígado vão
fazer divisões e vão originar uma
célula multinucleado: Esquizonte
5. A célula esquizonte vai dar
origem aos merozoítos, após ser
liberadas do hepatocítica
6. Após isso, os merozoítos vão
invadir exclusivamente as hemácias
Edu���� Fe�t��a
7. As hemácias periféricas que
conseguem chegar até os órgãos,
começam o processo de formação
dos gametócitos (microgametas) e
diferenciação em masculino e
feminino (microgametas, liberados
na corrente sanguínea
No mosquito
1. Quando o sangue chega no
estômago do mosquito, os
microgametas penetram nos
macrogametas e geram zigotos. Os
zigotos tornam-se móveis e
alongados e invadem a parede do
intestino médio do mosquito onde
desenvolvem-se em oocistos.