A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
28 pág.
150 questões comentadas do SUS

Pré-visualização | Página 8 de 20

e 
condicionantes de saúde das coletividades. De acordo 
com a Portaria nº 2.488, de 21 de outubro de 2011, 
NÃO é atribuição específica dos médicos: 
(A) ser corresponsável pelo monitoramento da utilização 
dos recursos federais da Atenção Básica transferidos aos 
municípios 
(B) realizar consultas e procedimentos clínicos, atividades 
em grupo na UBS e, quando indicado ou necessário, no 
domicílio e/ou nos demais espaços comunitários (escolas, 
associações etc.) 
(C) encaminhar, quando necessário, usuários a outros 
pontos de atenção, respeitando fluxos locais, mantendo a 
coordenação do cuidado 
(D) contribuir, realizar e participar das atividades de 
Educação Permanente de todos os membros da equipe 
 88.(CONSULPLAN-ʹͲͳ͹) DzCompreende uma área 
geográfica que comporta uma população com 
características epidemiológicas e sociais e com suas 
necessidades e recursos de saúde para atendê-la.dz 
Trata-se de: 
A) Equidade do sistema. 
B) Territorialização do SUS. 
C) Potencialização sanitária. 
D) Território do distrito sanitário. 
89.(2017) Vários modelos assistenciais foram criados 
por meio de discussões teóricas e aplicações práticas 
na atenção primária como tentativa de responder 
efetivamente às demandas individuais e coletivas 
(GIOVANELLA; MENDONÇA, 2012). Nesse sentido, os 
modelos: Em Defesa da Vida, Ações Programáticas, 
Sistemas Locais em Saúde (SILOS) e Estratégia Saúde 
da Família tiveram em comum o objetivo de: 
a)superar o modelo tecnicista, hospitalocêntrico e privativista Dzinampsianodz, além de influenciarem 
experiências posteriores. 
b)implementar uma saúde pública baseada nos problemas 
de saúde da população, mediante campanhas e programas 
especiais. 
c)promover assistência filantrópica, fortalecendo-se com a 
expansão da previdência social e consolidando-se com a 
capitalização da medicina nas últimas décadas. 
d)construir a atenção primária à saúde como primeiro 
contato e deve mantê-la isolada física e 
organizacionalmente dos demais níveis. 
e)construir ações e serviços para atender a um conjunto 
específico de problemas de saúde e agravos da população 
adscrita, com a participação de diversas especialidades e 
uso de recursos tecnológicos e terapêuticos de alta 
densidade. 
90.(2017) Em geral, uma equipe de referência da AB 
identifica as necessidades e demandas da população e 
do território adscrito, e, buscando soluções, demanda 
apoio aos profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da 
Família (Nasf), utilizando, principalmente, as reuniões 
de matriciamento. Situação hipotética: imagine uma 
cidade do interior do Nordeste em que a equipe de 
Saúde da Família identificou alto índice de pessoas 
com Diabetes Mellitus tipo 2 descompensado em seu 
território. Diante disso, se questiona como poderia 
acontecer a relação entre a equipe e o Nasf. 
Nessa perspectiva, marque a única opção, abaixo, que 
corresponde a uma real proposta de apoio matricial 
para o caso hipotético. 
a)encaminhar as pessoas com diabetes para agendamento 
de consulta individual com o nutricionista para 
orientações alimentares e nutricionais. 
b)encaminhar as pessoas para agendamento de visita 
domiciliar do farmacêutico para avaliação da adesão aos 
medicamentos. 
c)discutir com os profissionais do Nasf propostas de ações 
e condutas que a própria equipe de AB poderia realizar e 
pactuar intervenções específicas, com discussão e 
repactuação permanentes com a equipe de referência. 
d)encaminhar as pessoas ao profissional de Educação 
Física para a prática coletiva de atividade física. 
e)encaminhar as pessoas para o endocrinologista. 
91. (2017) Conforme Portaria GM/MS n° 1.996, de 20 
de agosto de 2007, que instalou a Política Nacional de 
Educação Permanente em Saúde, são ações dos 
colegiados de Gestão Regional: 
APERFEIÇOAR SAÚDE – PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS 
 
13 
MATERIAL ELABORADO PELA PROFESSORA ÉRICA OLIVEIRA 
Este curso é protegido por direitos autorais, nos termos da Lei n.º 9.610/1998. 
a)apoiar e cooperar tecnicamente com as Comissões 
Permanentes de Integração Ensino-Serviço para 
construção dos Planos Regionais de Educação Permanente 
em Saúde da sua área de abrangência. 
b)assessorar a CIB nas discussões sobre Educação 
Permanente em Saúde, na elaboração de uma Política 
Estadual de Educação Permanente em Saúde. 
c)pactuar a gestão dos recursos financeiros no âmbito 
regional, que poderá ser realizada pelo Estado, pelo 
Distrito Federal e por um ou mais municípios de sua área 
de abrangência. 
d)contribuir com o acompanhamento, monitoramento e 
avaliação das ações e estratégias de Educação Permanente 
em Saúde implementadas. 
e)definir as diretrizes da Política Estadual e do Distrito 
Federal de Educação Permanente em Saúde. 
92.(BIO-RIO 2015) Sobre a Portaria Nº 963, de 27 de 
maio DE 2013, que redefine a Atenção Domiciliar no 
âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), analise as 
afirmativas a seguir: 
I – A Atenção Domiciliar é um dos componentes da 
Rede de Atenção às Urgências. 
II– Para que os Municípios tenham serviço de atenção 
domiciliar, devem apresentar, isoladamente ou por 
meio de agrupamento de Municípios, conforme 
pactuação prévia na Comissão Intergestores Bipartite 
(CIB) e, se houver, na Comissão Intergestores Regional 
(CIR), população igual ou superior a 10.000 (dez mil) 
habitantes, com base na população estimada pela 
Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística 
(IBGE). 
III – para que os Municípios tenham serviço de atenção 
domiciliar devem estar coberto por Serviço de 
Atendimento Móvel de Urgência (SAMU192). 
Assinale a alternativa correta: 
a)somente a afirmativa I está correta. 
b)somente as afirmativas I e II estão corretas 
c)somente as afirmativas II e III estão corretas 
d)somente a afirmativa II está correta. 
e)somente as afirmativas I e III estão corretas. 
93.(FCM-2017) São componentes da Rede de 
Atenção às Urgências do Sistema Único de Saúde, 
descritos na Portaria nº 1.600, de 7 de julho de 
2011, EXCETO: 
a)Unidades de Pronto Atendimento e Hospital. 
b)Saúde suplementar e Centrais de Regulação Médica. 
c)Sala de Estabilização e Força Nacional de Saúde do SUS. 
d)Atenção Domiciliar e Promoção, Prevenção e Vigilância à 
Saúde. 
e)Atenção Básica em Saúde e Serviço de Atendimento 
Móvel de Urgência. 
94.(IBFC-2017) A Portaria número 963, de 27 de 
maio de 2013, redefine a Atenção Domiciliar no 
âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo a 
composição mínima das Equipes Multiprofissionais 
de Atenção Domiciliar (EMAD) do tipo 1, analise as 
afirmativas abaixo, dê valores Verdadeiro (V) ou 
Falso (F) e assinale a alternativa que apresenta a 
sequencia correta de cima para baixo. 
( ) Profissionais médicos, com somatório de carga 
horária semanal (CHS) de, no mínimo, 40 (quarenta) 
horas de trabalho. 
( ) Profissional enfermeiro, com CHS de, no mínimo, 30 
(trinta) horas de trabalho. 
( ) Profissional fisioterapeuta e/ou assistente social, 
com somatório de CHS de, no mínimo, 30 (trinta) horas 
de trabalho. 
( ) Auxiliares/técnicos de enfermagem, com somatório 
de CHS de, no mínimo, 120 (cento e vinte) horas de 
trabalho. 
a)F,V,F,V 
b)V,V,V,V 
c)V,F,V,V 
d)V,F,V,F 
e)F,V,V,V 
95.(INSTITUTO LEGATUS – 2016) Segundo o Sistema 
Único de Saúde (SUS) e considerando a portaria do 
Ministério da Saúde nº 648, de 28/03/06, a Atenção 
Básica requer como estratégia prioritária para sua 
organização: 
a)A saúde da mulher e da criança 
b)A saúde de idosos e crianças 
c)O combate a miséria extrema 
d)A saúde da família 
e)A assistência domiciliar a doentes 
96.(INSTITUTO AOCP-2017) Sobre o conteúdo 
incluso na Portaria nº 1.600/2011, que reformula a 
Política Nacional de Atenção às Urgências e institui 
a Rede de Atenção às Urgências no Sistema Único de 
Saúde, assinale a alternativa correta. 
a)Prioriza as linhas de cuidados cardiovascular,