A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Roteiro-de-Exame-Neurológico

Pré-visualização | Página 1 de 1

Roteiro de Exame Neurológico.
Referência: J.R. Rocco, Semiologia Médica.
Inspeção
· Manifestações cutâneas (manchas café-com-leite, neurofibromatomas).
· Atitude do paciente.
· Fáscies: como parkinsoniana, sinal da asa de borboleta.
Marcha
· Solicitar para paciente caminhar de um lado para outro da sala normalmente, com a ponta dos pés e sobre os calcanhares.
· Avaliar força e integridade da musculatura.
· Marchas patológicas: ceifante, escavante, cerebelosa, petit-pa.
Estática
· Pede para paciente ficar de pé, com os pés juntos, olhando para frente e com os braços juntos ao corpo.
· Sinal de Roomberg (perda do equilibrio ao fechar os olhos).
Força
· Exame contra resistência ou contra a gravidade.
Contra gravidade – Mingazzini - Manter mãos pronadas e estendidas por 20 segundos de olhos fechados. Desvio pronador – mingazzini com mãos supinadas, positivo se paciente pronar as mãos.
· MMII – Mingazzini ou Barré – decubito ventral, manter as pernas fletidas sobre as coxas, formando angulo maior que 90graus.
Contra resistência – escala de força de 0 (abolido) a 5 (força normal).
· Inicia na flexão e extensão do pescoço.
· Abdução e adução dos braços, flexão e extensão do cotovelo e do carpo. Teste de nervos radial, ulnar e mediano pelo polegar.
· Flexão e extensão da coxa sobre quadril, da perna sobre quadril e do pé.
Tônus
· Inspeção – posição dos membros e contato com a maca
· Palpação – hipo ou hipertonia. Teste de punho-ombro e calcanhar-nádega são de aproximação das estruturas, há contato quando os musculos estão hipotônicos. Manobra do balanceio do segmento distal.
Coordenação
· Solicitar para paciente com braços cruzados em decubito ventral para que sente-se sem apoio das mãos
· Teste dedo-nariz, calcanhar-joelho verificam incoordenação.
Reflexos
· Graduação em cruzes: 0 (abolido), + (hiporreflexia), ++ (normal), +++ (hiperrreflexia), ++++ (policinético).
· Reflexos profundos pesquisados por percurssão: principais reflexos são bicipetal (C5-6), tricipetal (C8-T1), braquirradial (C5-6) e flexor dos dedos (C8-T1) em MMSS, patelar (L2-4) e aquileu (S1) em MMII.
· Reflexos superficiais: cremastérico (L1-2), cutâneo abdominais superio (T7-T9), médio (T9-11) e inferior (T11-L), cutâneo plantar (S1).
Sensibilidade
· Parte mais subjetiva do exame. Paciente deve ficar de olhos fechados e a área examinada descoberta. Exame distal-proximal comparando a simetria.
· Sensibilidade tátil com o dedo ou pincel (hipo ou hiperestasia).
· Térmica com tubos de ensaio com água quente e fria.
· Dolorosa com agulha (hipo ou hiperalgesia)
· Vibratória com diapazão nas proeminências ósseas.
· Própriocepção ao colocar os segmentos do corpo do paciente em posições diferentes e perguntando se está para cima ou baixo. 
Nervos Cranianos
· I – uso de surbstâncias com cheiro reconhecível, avaliar hiposmia e hiperosmia, parosmia ou cacosmia.
· II – campimetria, reflexos e fundo de olho. Campimetria com campos nasal superior, inferior, temporal superior e inferior – avalia hemianopsias homônimas, heteronimas e quadrantopsias.
· III, IV e VI – pede para paciente movimentar ativamente para as funções dos músculos. O IV inerva obliquo superior, então move o olho para região medial inferior (paralisia medial e para baixo). VI inerva o reto lateral, então move para região lateral (estrabismo convergente). 
· V – exame da sensibilidade de V1, V2, V3 e da motricidade de V3 em abrir, fechar e deslocar a mandíbula.
· VII – mímica facial, pedir para paciente enrugar a testa, fechar os olhos com força. Diferenciar lesão periférica e central.
· VIII – teste de Rinne e Weber. Rinne colocar diapação no mastóide.
· IX e X – pedir para paciente abrir a boca e emitir “ahh” por alguns segundos, analisar a subida do palato (sinal no lado contralateral a lesão).
· XI – mobilidade de esternolcleidomastóideos e trapézios ipsilaterais.
· XII – pedir para paciente mostrar a língua ou forçar contra a bochecha.
Movimentos Involuntários
· Exame de inspeção.
· Tipos: Convulsões, tetanias, tremores, coréia, atetóticos, hemibalismo, mioclonias, mioquimicas, tiques, miofasciculação, distonia de torção.