A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
259 pág.
Pack Estatística

Pré-visualização | Página 3 de 48

comportamentos sociais capazes de alcançar a 
segurança física e psíquica dos membros daqueles grupamento (Chauí, 2010).
Figura 1 – O dilema entre o bem e o mau.
Fonte: jorgenmcleman/Shutterstock.com
FIQUE ATENTO!
Entenda que a ética não dita leis, normas, regras; ela desenvolve valores, a partir de 
reflexões que podem ajudar a melhorar o comportamento humano.
Tenha em mente que a ética também pode ser entendida como a reflexão em torno da vida, 
das ações humanas e dos costumes da sociedade (GOLDIM, 2003). Ela não estabelece regras e 
é caracterizada pela busca contínua de sentido, de justificativa para o que é bom e mau, ou pela 
diferenciação entre o bem e o mal.
EXEMPLO
Um exemplo bastante atual de reflexão ética é a questão da utilização de células-
-tronco (CT) embrionárias descartadas no momento do parto. Trata-se de uma 
questão delicada que gera dúvidas de ordem religiosa, moral e cultural. Como se 
portar em relação às possíveis razões para ser contra ou a favor do uso das CT para 
fins científicos ou terapêuticos? Está correto ou não?
Questões éticas transitam por todas as áreas do conhecimento científico, por todas as fases 
da vida em sociedade, por todas as classes sociais. Sendo um tema de tamanha complexidade, 
nosso estudo jamais alcançaria resultados de grandes proporções em termos de conhecimentos 
sobre a ética. Entretanto, a melhor forma de superar essa dificuldade, e clarear nosso entendi-
mento sobre os conceitos gerais, é descobrindo como alguns dos grandes pensadores da huma-
nidade entenderam a ética.
FIQUE ATENTO!
Não existe um único conceito definido para a ética. A ideia de ética varia com a 
visão de mundo de cada pensador. Filósofos, psicólogos, sociólogos etc. desen-
volvem suas reflexões em torno de alguns aspectos da vida que consideram mais 
importantes para tornar o homem melhor.
Para Sócrates, pensador grego que viveu entre 470 e 399 a.C., ética era sinônimo de moral e o 
caminho para entender o que é justiça. Platão foi o mais famoso discípulo de Sócrates, e entendia 
a ética como a reflexão em torno do modo correto de agir e de sua relação com o alcance do bem 
supremo buscado por todos os homens: a felicidade (SANTOS, 2001).
EXEMPLO
Você acha que temos o direito de saber que tipo de alimento estamos compran-
do? A corrida pelo lucro dá direito às grandes corporações desenvolverem alimen-
tos transgênicos e colocarem à venda sem informarem sua origem nos rótulos? A 
identificação dos alimentos transgênicos é uma questão ética muito atual, tratada 
na Lei da Biossegurança (Lei n. 11.105/2005).
Discípulo de Platão, Aristóteles discordava de seu mestre quanto à ética, pois entendia que o 
homem não luta para buscar um único bem supremo. Em sua visão, ele necessita de vários bens 
supremos e, para alcançá-los, busca a virtude, que seria a vontade e o esforço humano para desen-
volver bons hábitos (ABIB, 2008).
Na Idade Moderna, a ética de Immanuel Kant (1724-1804) buscou a igualdade entre os 
homens, o conhecimento verdadeiro, a liberdade do agir de forma única, racional, transcendental 
(HAMEL, 2011).
Peter Singer é um filósofo contemporâneo que entende a ética como sinônimo de moral. 
Ele afirma que para muitos a ética não passa de algo que é bonito na teoria, mas não funciona na 
prática. Por isso, prefere ver a ética como uma reflexão contínua em torno do que fazemos e do 
deixamos de fazer (SINGER, 1993).
Figura 2 – Crise ambiental, uma das questões discutidas por Zygmunt Bauman.
Fonte: Smit/Shutterstock.com
Zygmunt Bauman é outro pensador da atualidade que estuda a ética. Suas abordagens envol-
vem preocupações com a pobreza, o fascismo, a desigualdade humana, as crises ambientais e 
outras consequências do que chama de capitalismo parasitário (BAUMAN, 1997). O autor afirma 
que, apesar da queda moral do homem pós-moderno, o estudo dos temas clássicos da ética ainda 
é muito importante (BAUMAN, 1997). Para Bauman, a ética é exatamente essa necessidade de 
pensar com profundidade em torno das crises atuais e de suas alternativas (BAUMAN, 1997).
SAIBA MAIS!
O volume 177 da coleção “Primeiros Passos”, da Editora Brasiliense, corresponde 
ao livreto O que é Ética. Vale a pena ler!
O que acabamos de ver foi uma pequena amostra de pensamentos em torno da ética. São 
opiniões diferentes, mas poderíamos dizer que uma palavra-chave quando se trata de ética é “refle-
xão”. Assim, será que poderíamos considerar a ética como uma reflexão filosófica ou científica em 
torno de temas importantes que buscam tornar o homem melhor? O que você pensa a respeito? 
Reflita um pouco sobre isso.
Figura 3 – O ato da reflexão é um exercício que leva ao comportamento ético.
Fonte: mimagephotography/Shutterstock.com
Agora, que possivelmente conseguimos elaborar nossa própria definição de ética, analisare-
mos, no próximo item, a importância da ética para a sociedade, tendo em vista as variadas abor-
dagens que foram apresentadas até o momento.
SAIBA MAIS!
Zygmunt Bauman é um dos mais lúcidos pensadores sobre as questões da 
atualidade. Leia a entrevista publicada pela Revista Época e conheça mais sobre 
o pensador, acesse: <http://epoca.globo.com/ideias/noticia/2014/02/bzygmunt-
baumanb-vivemos-o-fim-do-futuro.html>.
1.1 Importância da ética para a sociedade
Observe que os textos iniciais de filosofia que apresentam a noção de ética costumam mos-
trá-la quase sempre a partir de exemplos. Imagine aquelas situações em que nos sensibilizamos 
com algum tipo de desastre natural: quantas vezes nos mobilizamos individualmente, ou em 
sociedade, para buscar ajuda, coordenar atendimentos ou mesmo arrecadar verbas que possam 
ser revertidas em alguma espécie de socorro?
Essas e outras tantas situações similares representam reações emocionais de cunho moral, 
às vezes com influência religiosa. São momentos em que somos postos à prova e nos quais, 
segundo Chauí (2010), nossa consciência moral exige que saibamos decidir o que fazer e como 
justificar nossas ações para nós mesmos e para o mundo.
Figura 4 – Nossas decisões são influenciadas pela ética.
Fonte: tomertu/Shutterstock.com
Tais momentos representam a manifestação de sentimentos provocados por valores como 
justiça, generosidade, honradez, espírito de sacrifício, integridade, amor, vergonha, culpa, admi-
ração etc. Mesmo variando muito e passando por uma lista enorme de sentimentos e emoções, 
podemos observar que tais valores poderiam ser divididos em dois grupos ou em duas categorias: 
o bem e o mal (o que nos torna bons ou maus). 
Esta é, enfim, a importância da ética para a sociedade; que está justamente em contribuir 
para que os seres humanos busquem sempre seu melhor lado.
Fechamento 
Nesta aula, você teve a chance de desenvolver um conceito próprio, e fez isso adotando a 
postura-chave da ética, que é a reflexão. Assim, já deve se sentir apto a identificar os conceitos 
gerais de ética que foram apresentados, bem como a compreender a importância da ética para a 
sociedade.
Ao longo desta aula, você teve a oportunidade de:
 • distinguir alguns conceitos de ética;
 • descobrir como pensavam alguns dos grandes filósofos da Antiguidade e 
contemporâneos;
 • conhecer alguns exemplos importantes de questões éticas atuais.
Referências
ABIB, José Antônio Damásio. Ensaio sobre desenvolvimento humano na pós-modernidade. Psico-
logia em estudo: Universidade Estadual de Maringá, Maringá, v. 13, n. 3, p. 417-427, jul./set. 2008. 
Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/pe/v13n3/v13n3a02.pdf>. Acesso em: 11 jul. 2016.
BRASIL. Lei nº 11.105, de 24 de março de 2005.Regulamenta os incisos II, IV e V do § 1o do art. 225 
da Constituição Federal, estabelece normas de segurança e mecanismos de fiscalização de ativi-
dades que envolvam organismos geneticamente modificados – OGM e seus derivados, cria o Con-
selho Nacional de Biossegurança