A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
SAÚDE PÚBLICA

Pré-visualização | Página 1 de 3

(1)Graduandos em medicina veterinária, CCR, UFSM. 
Saúde pública e a medicina veterinária 1 
Public health and veterinary medicine 2 
Bianca Porto(1) Letícia Freitas(1) Raquel Bianchim(1) Maikeli Silva(1) 3 
-REVISÃO BIBLIOGRÁFICA- 4 
RESUMO 5 
Apesar de o médico veterinário só ter sido reconhecido em 1994 como um 6 
profissional atuante também na área da saúde pública, a relação entre medicina veterinária 7 
e a saúde coletiva já existia desde meados do século XVII. Objetivou-se, então, por meio 8 
deste trabalho, estudar essa relação, além das funções exercidas pelo médico veterinário na 9 
área da saúde humana, explicando práticas de vigilância, de prevenção e de controle de 10 
zoonoses, além de apontar e descrever algumas das principais doenças transmitidas dos 11 
animais aos humanos. O trabalho foi realizado por meio de pesquisa bibliográfica em 12 
artigos, manuais e sites desta área, que demonstraram o papel essencial exercido pelo 13 
médico veterinário na área da saúde pública, visto que suas funções e capacitações não se 14 
limitam apenas à cura animal em si, mas a todos os aspectos da relação animal e humana. 15 
 16 
Palavras-chave: saúde pública, zoonoses, medicina veterinária. 17 
 18 
ABSTRACT 19 
Although the veterinarian just have been recognized on 1994 as a public health 20 
professional, the relation between veterinary medicine and public health already exists 21 
since the XVII century. By this way, the objective of this article was study this relation 22 
between the veterinary and the public health, and the functions performed by the 23 
veterinarian on this area, explaining practices of surveillance, prevention and controlling of 1 
zoonosis, describing some of the most common diseases transmitted by animals to humans. 2 
This article was done through bibliographic research in other articles, manuals and 3 
websites about this area, that showed the essential function performed by the veterinarian 4 
on the public health, seeing their functions and skills are not just about the animal cure, but 5 
about all the aspects of the relationship between animals and humans. 6 
 7 
 8 
Key-words: public Health, zoonosis, veterinary medicine. 9 
 10 
INTRODUÇÃO 11 
A relação da saúde pública com a medicina veterinária pode ser observada desde a 12 
Idade Média em que se baseava no controle de epidemias que atingiam o gado e no 13 
cuidado das carnes para o abate (ARAMBULO, 1991 apud COSTA, 2011). Apesar disso, 14 
somente em 1994 que os médicos veterinários foram reconhecidos e contratados como 15 
consultores na área da saúde pública pela Organização Panamericana da Saúde e, em 16 
2011, foram integrados ao Núcleo de Apoio à Saúde da Família onde equipes formadas 17 
de profissionais de diversas áreas trabalham de forma integrada para ter maior 18 
capacidade de intervir em problemas e atender a necessidade do público em questões 19 
sanitárias e ambientais (MENEZES, 2005 apud COSTA, 2011). Alguns dos vários setores 20 
que os médicos veterinários atuam relacionados com a saúde pública são o controle e 21 
vigilância de zoonoses e inspeção sanitária (OMS, 2002 apud COSTA, 2011). Este 22 
trabalho visa, por meio de uma pesquisa bibliográfica em artigos, manuais e sites dessa 23 
área, esclarecer as correlações da medicina veterinária com a saúde pública e, com isso, 1 
quebrar o estereótipo de que essa profissão fundamenta-se somente em “cuidar dos 2 
bichos”. 3 
 4 
DESENVOLVIMENTO 5 
Histórico da medicina veterinária na saúde pública 6 
Durante a Idade Média e o Renascimento, o controle das enfermidades dos animais 7 
estava associada à melhoria na organização de infraestrutura dos serviços pois não havia 8 
planejamento urbano e os animais como porcos eram criados dentro das moradias ou nas 9 
proximidades destas, causando incômodo pelo acúmulo de excrementos (ARAMBULO, 10 
1991 apud COSTA, 2011). Nesse contexto, criou-se uma série de regulamentos para tentar 11 
solucionar esse problema que incluíam a obrigatoriedade da criação de instalações próprias 12 
para os animais e a construção da matadouros municipais (ROSEN, 1994 apud COSTA, 13 
2011). Portanto, os movimentos relacionados à saúde pública veterinária no século XVII, 14 
baseavam-se no controle das epidemias que atingiam o gado naquela época e na redução 15 
dos riscos que o abate indiscriminado de animais para comercialização trazia para a saúde 16 
humana (SCHWABE, 1984 apud COSTA, 2011). 17 
No início do século XIX, introduziu-se o sistema de proteção dos alimentos às áreas 18 
de atuação do médico veterinário na saúde pública. Deste modo, o controle sanitário 19 
começou a incluir em seus programas de supervisão os locais de produção de animais e os 20 
abatedouros, devido ao fato de que algumas enfermidades humanas foram associadas ao 21 
consumo de alimento de origem animal contaminados (SCHWABE, 1984 apud COSTA, 22 
2011). 23 
A associação de novos conhecimentos dos mecanismos de transmissão das doenças 1 
infecciosas com o desenvolvimento da microbiologia, impulsionados pelo aumento do 2 
comércio internacional, resultou na criação das equipes de vigilância que tinham a função 3 
de observar os contatos de pacientes atingidos por doenças graves e transmissíveis e 4 
realizar o isolamento desses indivíduos e de imunizar a população (MENEZES, 2005 apud 5 
COSTA, 2011). Além disso, alguns procedimentos relacionados ao meio ambiente, como 6 
controle de vetores, começaram a ser aplicados. No século seguinte, adicionou-se às áreas 7 
de atuação relacionadas com a saúde pública o trabalho relacionado a epidemiologia com 8 
programas de controle de zoonoses (SCHWABE, 1984 apud COSTA, 2011). 9 
Em 1994, iniciou-se então oficialmente a contratação de médicos veterinários como 10 
consultores na área de saúde pública pela Organização Panamericana da Saúde, por meio 11 
da resolução n. 38/1992 do Conselho Nacional da Saúde-CNS/MS (MENEZES, 2005 apud 12 
COSTA, 2011). 13 
Áreas de atuação do médico veterinário na saúde pública 14 
A atuação do médico veterinário vem se destacando em diversas áreas, ajudando a 15 
modificar a ideia de que este seja um profissional restrito às práticas de cura animal, uma 16 
vez que é também promotor da saúde humana e de melhorias das condições ambientais. 17 
Desde 2011, a Medicina Veterinária integra o NASF (Núcleos de Apoio à Saúde da 18 
Família), onde equipes formadas de profissionais de diversas áreas trabalham de forma 19 
integrada para ter maior capacidade de intervir em problemas e atender as necessidades do 20 
público em questões sanitárias e ambientais (PORTAL DO CONSELHO FEDERAL DE 21 
MEDICINA VETERINÁRIA, 2015). As principais áreas em que o médico veterinário se 22 
destaca na saúde pública são: 23 
a) Diagnóstico, controle e vigilância de zoonoses, sendo esta a de maior destaque; 24 
b) Estudos comparativos da epidemiologia de enfermidades não infecciosas dos 1 
animais em relação aos seres humanos; 2 
c) Intercâmbio de informações entre a pesquisa médica veterinária e a pesquisa 3 
médica humana; 4 
d) Estudo sobre substâncias tóxicas e venenos provenientes dos animais considerados 5 
peçonhentos; 6 
e) Inspeção de alimentos e vigilância sanitária; atuando em algumas áreas que são 7 
exclusivas de sua profissão. 8 
f) Estudo de problemas de saúde relacionados às indústrias de produção de alimentos 9 
de origem animal, incluindo o destino adequado de dejetos; 10 
g) Supervisão da criação de animais de experimentação; 11 
h) Estabelecimento de interligação e cooperação entre as organizações de saúde 12 
pública e veterinária com outras unidades relacionadas com animais; 13 
i) Consulta técnica sobre assuntos de Saúde Humana relativos aos animais (OMS, 14 
2002 apud COSTA, 2011). 15 
Vigilância, controle e prevenção de zoonoses 16 
 Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde, 2016 apud VASCONCELLOS, 17 
[201-]), zoonoses são “doenças ou infecções