A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
Gabaritos de Atividades

Pré-visualização | Página 1 de 3

FONÉTICA E FONOLOGIA – 
PROCESSO DAS LÍNGUAS 
ORAIS E LÍNGUA DE SINAIS
2018
Nilma Moreira da Penha
GABARITO DAS 
AUTOATIVIDADES
2
FONÉTICA E FONOLOGIA – PROCESSO DAS LÍNGUAS ORAIS E LÍNGUA DE SINAIS
UNIDADE 1
TÓPICO 1
Após estudar o Tópico 1, como você responderia às seguintes questões?
Veja a charge a seguir para responder às questões 1 e 2:
FONTE: Disponível em: <http://www.freefotolog.net/fotos/2126433192.jpg>. 
Acesso em: 25 mar. 2018
Com base na imagem acima, responda:
1 A partir das análises feitas até aqui, defina linguagem, destacando 
as suas características e a sua importância no convívio humano. 
R.: A linguagem é a forma mais humana de comunicação, formada por um 
sistema de signos, sinais, usados entre pessoas para exprimir ideias que são 
fruto de pensamento. O objetivo é a comunicação entre pessoas, podendo 
assim expressar as mais diferentes manifestações humanas, sentimentos, 
emoções ou valores. 
2 Diferencie a linguagem simbólica da linguagem conceitual. 
R.: A linguagem simbólica fortemente emotiva e afetiva oferece ao cérebro 
uma imagem imediata do que se quer passar. Utiliza-se em geral de palavras 
com sentidos diversos que podem levar a diferentes interpretações. Já a 
3
FONÉTICA E FONOLOGIA – PROCESSO DAS LÍNGUAS ORAIS E LÍNGUA DE SINAIS
linguagem conceitual é geralmente identificada com as ciências, a linguagem 
conceitual também pode tratar dos afetos e emoções, mas sem se confundir 
com eles. Nesta forma de linguagem o importante é que os signos e o que 
deles deriva tenham sentido restrito, que limite a interpretação a um sentido 
apenas.
3 Considerando uma partida de futebol, podemos dizer que só não é 
linguagem não verbal:
a) ( ) Os cartões amarelos e vermelhos do juiz.
b) ( ) As listras pretas das camisas dos bandeirinhas.
c) ( ) As cores quadriculadas das bandeiras dos times.
d) ( ) O som do apito do juiz.
e) (x) Os gritos de gol da torcida.
4 São exemplos de linguagem não verbal: 
a) ( ) Sinais de trânsito e uma conversa informal entre alunos e professores.
b) (x) Cores das bandeiras e dos semáforos.
c) ( ) Cantigas infantis.
d) ( ) Discursos políticos.
e) ( ) Apitos e discursos políticos.
TÓPICO 2
Após estudar o Tópico 2, vamos nos exercitar respondendo às questões 
a seguir para a fixação dos conteúdos estudados. 
 
1 Em quantas partes a fonética está subdividida? Quais são?
R.: É subdividida em quatro partes: a fonética articulatória, a fonética auditiva, 
a fonética acústica e a fonética instrumental.
2 Qual é a importância, na sua concepção, para estudarmos a fonética? 
R.: Resposta pessoal do aluno tendo como base os estudos sobre fonética. 
3 Defina a base de estudos da fonética.
R.: A fonética é o estudo dos aspectos acústicos e fisiológicos dos sons 
efetivos, ou seja, os sons reais, dos atos de fala no que se refere 
à produção, articulação e variedades.
4
FONÉTICA E FONOLOGIA – PROCESSO DAS LÍNGUAS ORAIS E LÍNGUA DE SINAIS
TÓPICO 3
1 As palavras “bilíngue”, “derradeiro” e “complexo” apresentam, 
respectivamente:
a) ( ) Sete, oito e oito fonemas.
b) ( ) Sete, nove e sete fonemas.
c) ( ) Oito, oito e oito fonemas.
d) (x) Sete, nove e oito fonemas.
e) ( ) Oito, oito e sete fonemas.
2 Defina o que são sílabas.
R.: As sílabas são as unidades fonológicas que formam as palavras. Pode 
definir-se a sílaba como sendo o som que, a partir de uma articulação, compõe 
um núcleo fónico, distinguido de outros através de depressões da voz. 
3 As vogais podem ser opcionais? Justifique sua resposta.
R.: A vogal é sempre obrigatória e as consoantes podem ser opcionais. A 
vogal é o núcleo da sílaba e as consoantes ocupam as partes periféricas. 
4 Quais são os conceitos básicos da fonêmica?
R.: Fone: unidade sonora atestada na produção da fala, precedendo qualquer 
análise. Os fones são os segmentos vocálicos e consonantais encontrados na 
transcrição fonética. Fonema: unidade sonora que se distingue funcionalmente 
das outras unidades da língua: Par mínimo (ou par análogo). Alofone: unidade 
que se relaciona à manifestação fonética de um fonema. Alofones de um 
mesmo fonema ocorrem em contextos exclusivos. Variantes posicionais – são 
alofones que dependem do contexto e variantes livres são alofones que não 
dependem do contexto. Par suspeito – representa um grupo de dois sons que 
apresentam características fonéticas semelhantes e devem ser caracterizados 
ou como fonemas ou como alofones.
5 Na Unidade 1, entendemos um pouco sobre linguagem, fonética e 
sobre a fonologia. Você estudou e aprendeu que apesar de ser algo 
natural, para falarmos e estabelecermos uma linguagem, nosso 
corpo faz e executa uma série de procedimentos. Descreva qual é a 
importância da linguagem e de nos dedicarmos ao estudo dela. 
5
FONÉTICA E FONOLOGIA – PROCESSO DAS LÍNGUAS ORAIS E LÍNGUA DE SINAIS
R.: Resposta pessoal. Tendo como base aquilo que foi estudado no decorrer 
do módulo 1, o discente irá se pautar na importância da linguagem e do estudo 
dela para o desenvolvimento humano e social. 
TÓPICO 1
1 Imagine a seguinte situação: você é responsável por um programa 
de inclusão de surdos em uma escola. Na época da matrícula, 
chegam a você pais que querem matricular seus dois filhos, de 
idades diferentes, sendo que um é surdo e o outro ouvinte. Eles 
questionam se seus filhos podem estudar na mesma sala de aula, 
uma vez que ambos estão na mesma série. Qual seria a sua conduta 
nesta situação?
R.: A resposta precisa estar em torno do esclarecimento aos pais, devendo 
ser informados de que a lei exige que os alunos sejam matriculados em 
série regulares. Em relação aos dois ficarem na mesma turma é facultativo 
à escola, levando em consideração a quantidade de crianças já matriculadas 
nas turmas, entre outras questões, pois sempre é pensado em primeiro lugar 
no bem-estar e desenvolvimento da aprendizagem das crianças. 
2 Defina as características que se restringem a essa tríade: linguagem, 
língua e fala.
R.: A resposta precisa estar em torno do esclarecimento sobre podermos dizer 
que o processo comunicativo se encontra relacionado a esses três fatores, 
porém, vale dizer que um não é sinônimo do outro, pois, no âmbito dos estudos 
linguísticos, apresentam características que os diferenciam entre si. Nesse 
sentido, vejamo-las: A linguagem é representada por todo o sistema de sinais 
convencionais que permitem a interação entre os seres, fazendo com que a 
comunicação se efetive de forma plena. Para tanto, temos a linguagem verbal 
e não verbal. Definimos língua como um sistema convencional regido por leis 
combinatórias, pertencente a um determinado grupo de indivíduos, como é 
o caso das línguas inglesa, portuguesa, espanhola, italiana, francesa, entre 
UNIDADE 2
6
FONÉTICA E FONOLOGIA – PROCESSO DAS LÍNGUAS ORAIS E LÍNGUA DE SINAIS
outras. Já a fala, mesmo tendo em vista que a língua é concebida como um 
organismo social, restringe-se a uma determinada pessoa de modo individual. 
Dessa forma, tem-se que o indivíduo, munido de todo o seu conhecimento 
acerca do sistema convencional (leis combinatórias), expressa de modo 
particular suas ideias, seus sentimentos.
3 Levando-se em consideração todo o seu conhecimento inerente 
ao processo comunicativo, retrate as diferenças que demarcam 
linguagem verbal e não verbal e, se possível, dê exemplos.
R.: Linguagem verbal é aquela representada por palavras propriamente ditas, 
configurando-se como uma forma mais precisa de expressarmos nossas 
ideias, por exemplo: Silêncio! / Atenção: perigo à frente. / Entre e seja bem-
vindo! Linguagem não verbal é aquela que se utiliza de outros sinais para 
que a comunicação se efetive, podendo ser por meio de gestos, símbolos, 
expressões fisionômicas, linguagem dos surdos-mudos, cores, entre outros 
elementos.
TÓPICO 2
1 Para a linguística não há variantes melhores ou piores em uma 
língua. Há variantes que socialmente são consideradas de prestígio, 
estigmatizadas ou neutras. O que são variantes de prestígio,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.